Esquiva Falcão: Estreia em 2015, homenagem a Maguila e aposta sobre o possível duelo entre Pacquiao e Maywheater

O pugilista brasileiro, Esquiva Falcão Florentino, tem 25 anos e nasceu em Vitória, capital do estado do Espírito Santo, é irmão de Yamaguchi Falcão e filho de Adegard Câmara...

O pugilista brasileiro, Esquiva Falcão Florentino, tem 25 anos e nasceu em Vitória, capital do estado do Espírito Santo, é irmão de Yamaguchi Falcão e filho de Adegard Câmara Florentino conhecido como Touro Moreno, ex-pugilista ao empatar em luta na década de 60 contra Waldemar Santana, pupilo de Hélio Gracie.

A cada dia este humilde atleta busca erguer ainda mais o Boxe no cenário brasileiro, Esquiva foi o segundo boxeador brasileiro medalhista olímpico, tendo conquistado a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 ao perder para o japonês Ryota Murata.

Foto: (Divulgação)

Foto: (Divulgação)

Além da medalha de Prata conquistou o Campeonato Mundial de Boxe Amador com a medalha de Bronze no Baku 2011, pelo peso médio, e nos jogos Sul-Americanos de 2010 em Medellín conquistou também a Bronze.



ESTREIA EM 2015 E HOMENAGEM

No dia 28 de fevereiro, sábado, o lutador capixaba estreia no ano de 2015 contra o americano Mike Tufariello, veterano de 39 anos, com seis combates no cartel, sendo quatro vitórias por nocaute.

Não bastasse a estreia, o guerreiro brasileiro com sua humildade usou as redes para preparar uma homenagem ao ex-pugilista Maguila, que luta contra o Mal de Alzheimer, dizendo a seguinte mensagem em sua página no facebook:

Vou falar para o locutor da minha luta dia 28 de fevereiro me chamar assim ‘Esquiva Falcão Maguila’ uma simples homenagem para nosso campeão Adilson José Rodrigues, o Maguila.

Maguila tem 56 anos e está há nove meses internado no hospital, está fora dos ringues desde 2000, onde fez 85 lutas sendo 77 triunfos e 61 nocautes.

Foto: (Reprodução, Facebook)

Foto: (Reprodução, Facebook)

Confira abaixo o bate papo que tivemos com esta fera no qual o mesmo fala sobre seus treinamentos, atual momento do Boxe Brasileiro e aposta sobre o duelo Pacquiao e Maywheater.
Sobre seus treinamentos, Falcão comenta:

Estou treinando muito forte, treino duas vezes por dia, 2h:30m de treinamento pela manhã e 2h:30m pela tarde. Estamos focado, treinando e sempre fazendo sparring com muitos experientes.
Já estou 40 dias em Las Vegas, cada dia que passa estou aproveitando muito nos treinos, minha equipe esta muito contente com a minha evolução.” completou o lutador bastante motivado.

Perguntamos a Falcão se existia alguma possibilidade de lutar MMA alguma dia, o mesmo explica:

Não, porque as coisa que eu tenho hoje são tudo fruto do boxe, eu também amo o boxe, eu faço boxe por amor, tenho muito que conquistar ainda para o boxe brasileiro. O MMA já está bem representado com vários atletas de alto nível, o boxe precisa de mim, para lembrar que o boxe é um grande esporte no Brasil, boxe precisa de um campeão e eu estou no caminho certo.

E o atual momento do Boxe Brasileiro?

No Brasil, o boxe é grande só falta campeões, fazia mais de 40 anos que o boxe não tinha uma medalha olímpica, agora temos três medalhas e com boas chance de conseguir mais medalhas. O boxe profissional brasileiro esta voltando com força total, vamos conquistar o que é nosso e vamos voltar a ser grande no Brasil.” completou o pugilista que segue em busca de novas conquistas para fortalecer o crescimento do esporte no Brasil.

Fãs de boxe sabem que Esquiva é o principal nome brasileiro no boxe profissional da atualidade, perguntado sobre esta responsabilidade, Falcão responde:

Isso é muito bom pois todos sabem que eu tenho uma grande chance de mostrar que o boxe profissional não esta acabado, eu não luto só por mim mas pela família brasileira, e o Brasil sabe disso, que Esquiva Falcão é nome de campeão e vamos conquistar o topo do mundo.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A respeito de competir novamente nas olimpiadas ou focar na carreira das lutas por cinturão, Esquiva Falcão deixa claro que:

Meu foco é carreira profissional, eu não penso em voltar para trás. A olimpíada foi maravilhosa para mim, abriu muita portas, mas eu já conquistei uma medalha para o Brasil, agora quero buscar o cinturão para a família brasileira e em 2016 eu quero estar torcendo para o boxe brasileiro ganhar muitas medalhas.

Sobre a futura maior luta do boxe entre Pacquiao vs Maywheater, Falcão deixa seu palpite e analisa o duelo:

Isso é maravilho para o boxe mundial, são dois atletas de grande potencial e muito técnicos, essa luta vai parar o mundo. Entre Pacquiao e Maywheater eu apostaria no Pacquiao sem dúvidas, ele é muito técnico e muito rápido, se move muito e sabe a hora de entrar e sair, então para mim o Pacquiao venceria essa luta.

Por fim Falcão deixa um recado para seus fãs:

Primeiramente quero agradecer a Deus, minha família e amigos, agradeço também os meu patrocinadores Netshoes, Soul Fighter e Paris Filmes que acreditam no meu trabalho e estão me apoiando nas viagens e na bases de treinamentos aqui em Las Vegas.
Quero agradecer aos meus fãs pela força que estão me dando, juntos vamos conseguir chegar até o cinturão do mundo, essa vitória não é apenas minha, são de vocês também, vocês fazem parte da minha caminhada.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Renan Assunção 



Categorias
Boxe Nacional e InternacionalEntrevistasEspeciaisLutas

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × 1 =

RELACIONADO POR