“Eu já enfrentei lutadores com o mesmo estilo dele, mas ele não enfrentou caras com o meu estilo”, diz Lyoto Machida

No próximo sábado enfim o título da categoria dos médios vai ser colocado em jogo no octógono do UFC. Lembrando que o atual campeão, Chris Weidman iria enfrentar Vitor Belfort...

No próximo sábado enfim o título da categoria dos médios vai ser colocado em jogo no octógono do UFC. Lembrando que o atual campeão, Chris Weidman iria enfrentar Vitor Belfort no UFC 173, mas o brasileiro foi retirado do card devido ao banimento do TRT, assim Lyoto Machida foi escalado para o evento, mas Weidman se lesionou, adiando o confronto para o UFC 175. Lyoto Machida que busca o título do UFC pela segunda vez, já que já foi campeão na categoria dos meio pesados, e conquistando o cinturão em duas categorias de peso, pode entrar entraria para a história do Ultimate. Lyoto já encarou diversos wrestlers na carreira, e em entrevista exclusiva ao site “Nocaute na Rede” nos diz se isso é uma vantagem:

“Acredito que sim. Eu já enfrentei lutadores com o mesmo estilo dele, mas ele não enfrentou caras com o meu estilo, então acredito que isso vai fazer uma grande diferença para mim.”



UFC 175 Open Workouts

Lyoto Machida em treino aberto no UFC 175 (Foto: Josh Hedges / Zuffa LLC / UFC)

Lyoto Machida já é um dos maiores nomes do Brasil na história do UFC, e no próximo sábado tem a missão de “amaciar” o ego dos brasileiros, devido as recentes derrotas de brasileiros em disputas de cinturão. O lutador desceu para categoria dos médios no fim do ano passado, e com duas vitórias na categoria, uma sobre Munoz e outra sobre Mousasi, Lyoto se mostrou um lutador ainda mais a vontade dentro do octógono. O Dragão como é conhecido, nos falou sobre essa mudança de categoria, e quais os principais benefícios que sentiu no peso médio:

“Nos médios não mudei estratégia ou estilo de luta. Mais leve fiquei mais ágil e continuo forte, consigo assim implicar uma potência nos golpes, que impacta de forma diferente nos lutadores da categoria dos médios. E isso foi sim benéfico para mim.”

Um dado curioso sobre Lyoto Machida é que o lutador nunca perdeu uma luta em Las Vegas, palco do duelo contra Chris Weidman, pelo contrário, algumas das suas maiores vitórias foram na “cidade do pecado”. Foram 5 vitórias, lá o lutador derrotou Sam Hoger, Tito Ortiz, Thierry Sokoudjou, Thiago Silva e conquistou a maior vitória da carreira, nocauteando Rashad Evans em uma luta épica no UFC 98, se tornando campeão do UFC. O Dragão nos fala se crê que tenha algo especial em Las Vegas:

“Aquela arena me marcou muito na luta contra o Rashad Evans, onde conquistei o cinturão dos médios. Lutar agora no mesmo lugar e ter a possibilidade de conquistar um novo segundo título em uma categoria diferente, a dos médios, é mais um estímulo para subir no octógono com toda a garra. Foi uma coincidência e o lugar só pode dar sorte, mas não posso contar com ela (risos). Estou ansioso e confiante que conquistarei esse novo título para o Brasil lá em Las Vegas.”

Com um cartel de 25 vitórias, e 4 derrotas na carreira, Lyoto vai para a sua quinta disputa de cinturão no UFC. Lyoto já faturou o prêmio de nocaute da noite 4 vezes, 1 vez o de luta da noite no Ultimate, e com o nocaute cinematográfico aplicado em Randy Couture em 2011 levou o prêmio de nocaute do ano.

UFC Fight Night: Machida v Munoz

Lyoto Machida acertando um chute em Mark Munoz (Foto: Josh Hedges / Zuffa LLC / UFC)

O último revés de Lyoto foi para o lutador norte americano Phil Davis no UFC 163, resultado que foi muito contestado na época por Lyoto. Foi depois desse confronto que Lyoto decidiu migrar para a categoria dos médios, onde em sua primeira luta enfrentou seu companheiro de treinos, Mark Munoz. Como todos sabem Lyoto venceu a luta por nocaute com um bonito chute ainda no primeiro round, e nos diz sobre essa dificuldade e sempre polêmica luta entre amigos: 

“Foi realmente difícil enfrentar um companheiro de treino e amigo, mas ambos fomos muito profissionais e lidamos com isso muito bem. É possível sim, desde que haja muito respeito, responsabilidade e profissionalismo.”

Lyoto Machida é o lutador que melhor representa o karate no MMA no mundo, com sua técnica apurada, e movimentação lateral sempre que quase perfeita acaba confundindo as adversários em quase todos seus combates. Com base no seu Karate, Lyoto nos fala sobre quais são as vantagens e desvantagens de enfrentar atletas cada vez mais preparados em diversas modalidades:

“O karatê sempre foi e será minha base e isso me ajuda o tempo todo. No MMA temos que estar preparados para encarar todo tipo de desafio e todos os tipos de lutas. Acho que levo vantagem sobre meus adversários, porque além do karatê, no meu currículo, já pratiquei profissionalmente o sumo, além do muay-thai quando morei no Japão.”

Anderson Silva lutou contra Weidman no UFC 162 e foi nocauteado, a lenda brasileira ainda perdeu a luta seguinte para o norte americano com aquela horrível lesão. Além de tudo que já foi dito, Lyoto pode representar para o Brasil um novo “herói” do esporte, recuperando o cinturão que já foi do Brasil por tantos anos nas mão de Anderson Silva. Mas apesar de tudo isso que cerca, o samurai brasileiro prefere não pensar no que a vitória irá te proporcionar:

“Não penso no depois, porque nada pode atrapalhar meu treinamento e concentração antes da luta. Isso é meu, é como eu lido com o meu trabalho. É claro que toda vitória tem uma dimensão grandiosa na carreira de um lutador, ainda mais quando um título está em jogo. Mas o depois só vou pensar quando levantar o cinturão.”

Lembrando que o Canal transmite o evento sábado ao vivo e com exclusividade a partir das 20:30h, e a Globo irá mostrar a luta de Lyoto na madrugada do sábado para o domingo com no mínimo 30 minutos de atraso devido a força de contrato. Finalizando a entrevista, Lyoto Machida deixa um recado de muita confiança aos fãs brasileiros:

“Batalhei muito nas últimas semanas e o treino foi intensivo para dar essa alegria para meu país. Quero conquistar esse cinturão para os torcedores brasileiros. Obrigado por todas as mensagens de apoio e estejam comigo no dia 05.”

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqk

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Sem título

Escrito por  Abilio Santos e Victor Nunes



Categorias
EntrevistasLutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

dezessete − 1 =

RELACIONADO POR