EX-CAMPEÃO INTERINO DOS PESOS PESADOS DO UFC ESTÁ DE VOLTA AO MMA!

Shane Carwin retorna ao MMA após 3 anos longe dos ringues.
(Foto: MMAMania.com)

Brutal, feroz, monstro… São apenas alguns adjetivos que podemos usar para descrever Shane Carwin. O veterano de 41 anos coleciona nocautes brutais em seu cartel de 12 vitórias e apenas 2 derrotas. Carwin começou sua carreira no MMA no extinto WEC, nocauteando Carlton Jones pelo WEC 17 em Outubro de 2005 em apenas 2 minutos de combate e depois disto começou a colecionar nocautes, todos eles no primeiro round. Nenhum lutador havia durado mais de 2 minutos contra ele em um ringue…

O UFC começou a observá-lo e em Maio de 2008, o colocou em seu octógono contra Christian Wellisch, outro veterano do MMA, pelo UFC 84. O resultado: nocaute brutal em 44 segundos. Carwin lutou mais duas vezes (contra Neil Wain e Gabriel “Napão” Gonzaga) e novamente despachou seus oponentes antes da marca do segundo minuto do primeiro assalto. Surgiu então a oportunidade de disputar um cinturão, o interino, da categoria dos pesos-pesados contra Frank Mir em Março de 2010. Na época, Brock Lesnar era o campeão, mas teve de afastar-se do octógono por conta de problemas com a diverticulite. Carwin surrou Mir e o venceu por nocaute técnico aos 3:48 do primeiro assalto, o maior tempo que um lutador havia durado contra Shane. Com isso, tornou-se campeão interino dos pesos-pesados do UFC.



Em seguida, Carwin foi finalmente posto frente a frente com o campeão Brock Lesnar, em Julho de 2010 pelo cinturão unificado, no UFC 116. Shane castigou Brock e aplicou seu feroz ground and pound mas o campeão resistiu bem à pressão durante o primeiro assalto e, vendo Carwin desgastado e cansado, conseguiu controlar o segundo assalto e finalizar Carwin 2m19s com um kata-gatame. Carwin sofria sua primeira derrota na carreira e Lesnar havia sido o PRIMEIRO oponente a levar o grandalhão ao segundo round. No ano seguinte, Carwin encarou o brasileiro Júnior “Cigano” Dos Santos pelo UFC 131 em Junho de 2011 e foi surrado por Cigano. Perdeu por decisão unânime e desde então, não pisou mais em um ringue. Lesões e problemas de saúde constantes forçaram Carwin a abandonar quaisquer combates que o UFC o propunha. Chegou a ser técnico de uma das edições do TUF e iria desafiar Roy Nelson, o outro técnico, na finale, o que acabou não acontecendo devido às lesões do veterano.

Shane Carwin (Foto: MMA News)

Shane Carwin (Foto: MMA News)

Shane não lutava desde 2011 mas apenas formalizou sua aposentadoria em 2013. Em Julho deste ano, Carwin publicou em seu Twitter (@ShaneCarwin) um post que dizia que seus empresários haviam contatado o UFC sobre um retorno. Desde então, Carwin tomou suas redes sociais pedindo “sugestões” de lutas e não deixou de manifestar interesse em retornar ao UFC e “arrancar algumas cabeças” segundo o mesmo. Enquanto as negociações aconteciam em sigilo, os fãs ficavam afoitos esperando notícias de Carwin. Carwin inclusive recebeu propostas para encarar Brock Lesnar em seu retorno ao MMA pelo UFC 200, aceitou o desafio, foi às redes sociais, mas o UFC optou por escolher Mark “Super Samoan” Hunt.

Ontem, Carwin pôs fim a todos os rumores sobre seu retorno mas com uma ressalva: não lutará pelo UFC. O lutador apareceu no fórum do site MixedMartialArts.com comentando seu retorno ao MMA mas que será um agente livre e poderá negociar com qualquer organização (veja o post de Carwin aqui). Em tom formal, Carwin comunicou a decisão do UFC e de seus empresários através do post:

“Agente Livre Fazendo o Check-In!

Como alguns de vocês sabem, eu decidi recentemente abandonar a aposentadoria. Pedi aos meus empresários na Ingrained Media para me ajudarem a traçar uma rota. Isto levou à uma reanálise de meus contratos e à conversas com Joe Silva e o time jurídico do UFC. Decidimos de forma mútua que meu valor e o que posso trazer à divisão dos pesos-pesados podem ser e serão melhor aproveitados em outros lugares. Agora sou um agente livre. Estou inteiramente disponível para conversar com outras organizações de MMA. Existem muitas lutas excitantes entre pesos-pesados e nem todas elas estão exclusivamente no UFC.

Estou muito animado para saber o que o futuro me reserva. Quero provar a mim mesmo e aos meus fãs que eu pertenço ao topo desta categoria. Hoje darei início a esta jornada.

Sintam-se a vontade para me fazer qualquer pergunta.”

(Shane Carwin ao fórum do site MixedMartialArts.com)

Quem você gostaria de ver Carwin enfrentar em seu retorno? Qual caminho você acha que ele tomará? Bellator? WSOF? Rizin? Deixe nos comentários!



IBlackbelt
Categorias
LutasMMAMMA InternacionalUFC

Paulistano, São Paulino, baterista, perito em TI, fanático por lutas e viciado em games. Colunista e redator Nocaute Na Rede.
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    sete + um =

    RELACIONADO POR