Ex desafiante ao cinturão do UFC realiza sonho de garoto com síndrome de down

Um belo dia. Nate Quarry, ex lutador do UFC que disputara o cinturão dos pesos médios e acabou sendo derrotado pelo na época campeão Rich Franklin, estava navegando no...

Um belo dia. Nate Quarry, ex lutador do UFC que disputara o cinturão dos pesos médios e acabou sendo derrotado pelo na época campeão Rich Franklin, estava navegando no facebook quando viu um anúncio. O anúncio perguntava se alguém topava enfrentava Jake Beckmann, um garoto que treina MMA em uma academia na cidade de Roseland, Estados Unidos. A questão “simples” era: Jake possui síndrome de down.

Quem colocou o anúncio foi seu treinador, Greg Walker.



“Jake treina muito, ele se esforça e é um dos mais aplicados alunos que eu já tive. Nunca reclama, está sempre prestando atenção e fazendo o que eu mando. De um tempo para cá, ele passou a me perguntar insistentemente quando poderia disputar um torneio de MMA. Eu vi que ele queria muito, e não poderia dizer a ele que jamais poderia competir por ter síndrome de down. Não se diz isso a uma pessoa, especialmente a Jake. Nós criamos uma página para que fossem feitas doações para a compra de um cinturão, que seria dado a Jake se ele vencesse a luta. Isso o motivou muito”, revelou Greg.

Então Nate Quarry respondeu à postagem feita na rede social, decidindo sair  da aposentadoria e “enfrentar” o garoto.

Anúncio da luta entre Beckmann e Quarry (Foto: Reprodução)

Anúncio da luta entre Beckmann e Quarry (Foto: Reprodução)

No dia 18 de abril, o garoto Jake Beckmann finalizou Nate Quarry com uma chave de tornozelo e conquistou o cinturão.

Beckmann aplica chave de tornozelo em Nate Quarry (Foto: Reprodução)

Beckmann aplica chave de tornozelo em Nate Quarry (Foto: Reprodução)

” Durante toda a minha vida eu sempre tive ajuda de alguém para realizar meus sonhos. Vi que Jake realmente queria lutar, e se esforçava muito todos os dias. Ele é uma pessoa especial, com necessidades especiais, e nada mais. Ele é só um pouco diferente, só um pouco. Fiquei realmente feliz em poder ajudá-lo a realizar seu sonho, e principalmente em vê-lo mostrar a sua mãe que ele pode fazer o que quiser, até mesmo vencer uma luta de MMA contra um atleta profissional”, declarou Quarry após a luta.

Por sua vez, Jake disse: “Mal posso esperar para mostrar para o meu pai”.

 

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

 

Escrito por Kaio Teixeira Lima



Categorias
EspeciaisLutasMMA Internacional

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede, sonha em seguir carreira na área esportiva; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral (principalmente MMA, futebol e basquete); Praticante de MMA e muay thai;
Sem Comentários

Responder

*

*

um − um =

RELACIONADO POR