EXCLUSIVO: Nocaute na Rede entrevista o kickboxer de elite holandês, Ernesto Hoost.

Entrevista exclusiva com competidor holandes que brilhou no K-1 World Grand Prix.

Agora pela manha, nossa equipe de produção de conteúdo conseguiu acesso a um dos mais bem sucedidos kickboxers vindo da Holanda, competidor que foi campeão por múltiplas vezes do banner que visa somente o striking, o K1 World Grand Prix, e que treinou algumas estrelas do UFC e do Pride. Trata-se do veterano holandês Ernesto Hoost

Hoost, atualmente com 51 anos e com 4 títulos de campeão do K-1 World Grand Prix, registrou 121 confrontos no Kickboxing, sendo 99 delas vitorias. Conquistou triunfos sobre Peter Aerts, Glaube Feitosa, Jeromi Le Banner, Ray Sefo, Stefan Leko, Musashi, Francisco Filho e Mirko Crocop. Hoje em dia, Hoost vive sua vida de aposentado mas ainda atuando como Coaching, tendo ja atuado na vida de atletas como Tyrone Spong, Pat Barry Joanna Jędrzejczyk.



ernesto-hoost-world-top-10-kickboxers

NR: Você ja enfrentou o seu compatriota Peter Aerts 6 vezes. O que tem a dizer sobre ele, depois de vários anos lutando entre si. 

Hoost: Sobre o Peter, Sim, nos lutamos por 6x, após tudo isso e agora mais recente, nos conseguimos ter uma amizade, na ultima semana ate trabalhamos juntos no corner dos nossos lutadores próprios. 

NR: Depois de toda a sua estelar carreira no Kickboxing profissional, o que você anda fazendo hoje em dia ? tem treinado com atleta em especifico? 

Hoost: Ultimamente, eu tenho treinado no ginásio onde treinei pelos últimos 35 anos, eu nunca tive o desejo de ter meu próprio ginásio, mas nos últimos tempos tenho pensado muito em fazer um estúdio de treinamento pessoal. 

NR: Nos gostaríamos saber como foi a mudança para a Vos Gym na época, isso foi muito determinante para a sua guinada na carreira? 

Hoost: Ir para a Vos Gym a quase 30 anos atras foi um grande choque para o meu treinador que começou la também, hoje em dia ele sabe e vê que foi um movimento necessário na época para o bem da minha carreira. 

NR: Como era os treinamentos com seu antigo aluno Tyrone Spong? 

Hoost: Os treinamentos dos Tyrone Spong me lembram uma coisa, o talento expressivo dele. 

NR: Como era a relação com o russo Fedor Emelianenko ? vocês ainda são amigos ?

Hoost: Quando conheci Fedor, nos dois queríamos tirar uma foto um com o outro. Alguns anos atras, ele começou a treinar com meu amigo Peter Teijsse, foi esse o momento onde ajudei ele por algumas vezes nos treinamentos.

NR: Você e um Kickboxer completo e ja treinou Savate, Muay Thai e Full Contact, depois de tudo isso, porque você nunca tentou o Jiu Jitsu, Wrestling ou o Grappling? 

Hoost: Quando o Jiu Jitsu e o MMA apareceram naquele momento, eu ja estava com 28 anos e tinha uma vasta carreira dentro do Kickboxing. 

NR: Muito obrigado pelas suas palavras senhor Hoost, muitos no Brasil conhecem seu nome e sempre mostram apoio, entao deixe-me uma mensagem para todo esse pessoal. 

Hoost: Estou muito feliz de ter seguidores no Brasil, eu ja fiz uma serie de 3 seminários por ai no seu pais, amo seu pais e as pessoas dai, muito obrigado a todos !

Este trabalho foi idealizado por Gabriel Cestari, escrito por Douglas Bernardi e teve a produção de conteúdo por Lucas Timbo e Ygor Romerito.  

 

 

 



Categorias
EntrevistasEspeciaisLutas

Jornalista - seguidor dos esportes de combate desde 2006 - Fã de Shogun e Mousasi.
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    cinco − um =

    RELACIONADO POR