EXCLUSIVO: Nocaute na Rede entrevista o peso pesado Fernando ”Santo Forte”

O brasileiro tem encontro marcado com o japonês Satoshi Ishii no KSW 47
Fernando ''Santo Forte'' comemora a conquista do cinturão do evento polonês KSW (Foto: Divulgação/KSW)

Fernando ‘’Santo Forte’’ está de volta à ativa.

No próximo sábado (23), o brasileiro tem encontro marcado com o japonês Satoshi Ishii  no KSW 47, que acontece em Lodz, na Polônia.

Em entrevista exclusiva ao Nocaute na Rede, o peso pesado falou sobre a sua próxima luta, sobre a carreira e os planos para o futuro.

Confira a entrevista na íntegra no Youtube:


Vindo de uma vitória sobre o ex-lutador do UFC James McSweeney, Fernando busca manter a boa fase e conquistar o direito de lutar pelo cinturão do KSW mais uma vez. Para isso, o lutador resolveu fazer o camp nos Estados Unidos, em uma das melhores academias de MMA do mundo.

‘’Eu vim aqui para a American Top Team fazer esse meu camp, porque eu sei que essa é a luta da minha vida. Estou fazendo de 2 a 3 treinos por dia, de segunda a sábado. Abdiquei da minha família, dos meus amigos. O veneno que eu estou passando aqui vai ser descontado lá no cage’’, afirma o peso pesado.

Apesar de confiante, o paulista respeita muito o adversário e sabe que terá um grande desafio pela frente.

‘’Respeito muito o Satoshi Ishii. É um cara que tem um nome muito grande tanto no judô quanto no MMA. Vai ser uma honra lutar contra ele.’’

 

Satoshi Ishii (Foto: Reprodução/Twitter)

Campeão olímpico nos jogos de 2008, o japonês é um judoca de altíssimo nível e já venceu grandes nomes do MMA. Pedro Rizzo, Tim Sylvia e Heat Hearring são algumas de suas vítimas.

Por isso, Fernando estudou bastante o jogo do adversário. O brasileiro sabe que terá que se movimentar bastante e evitar o clinch a todo custo. Apesar de ser faixa marrom de jiu jitsu e estar preparado para lutar em todas as áreas do MMA, ele não esconde que deseja manter a luta em pé.

‘’Como puro striker que sou, sempre entro para nocautear. Se a luta for para o solo, tenho certeza de que vou me virar bem, mas o objetivo é investir na trocação. Não quero deixar a decisão nas mãos dos juízes. Vou para nocautear, mas serei calmo e estratégico. Afinal, o mais importante é a vitória’’, analisa o brasileiro.

Em uma luta tão importante, pequenos detalhes podem fazer a diferença e, aparentemente, Fernando entrará com uma vantagem: ‘’Santo Forte’’ lutará ‘’em casa’’. O lutador, que já competiu em diversos países, está acostumado a lutar na Polônia e tem o país do leste europeu guardado no lado esquerdo do peito.

Fernando ”Santo Forte” levantando a bandeira do Brasil e da Polônia (Foto: Reprodução/Facebook)

‘’Já lutei na Finlândia, no Japão, na Suécia, no Brasil, mas eu nunca vi um amor  pelo esporte e um apoio tão grande da torcida e dos fãs como eu tive na Polônia. Eu tenho ela como a minha segunda pátria. Vou para lá e sempre me sinto em casa. É uma honra ter a oportunidade de lutar no KSW novamente.’’

Em 2016, o brasileiro sagrou-se campeão da organização ao derrotar Karol Bedorf, por nocaute técnico.

No ano seguinte, porém, Fernando foi surpreendido pelo kickboxer Marcin Rozalski e, desde então, vem sonhando com mais uma oportunidade de tornar-se campeão da maior organização de MMA da Polônia.

Dia 23 de março, uma vitória sobre Satoshi Ishii pode garantir a tão sonhada disputa de cinturão para o brasileiro.

Fernando não está disposto a deixar essa oportunidade escapar e, no que depender do guerreiro apelidado de ‘’Santo Forte’’, o cinturão dos pesados do KSW voltará em breve para o Brasil.

‘’Estou pronto para a maior guerra da minha carreira. Esta é a luta da minha vida. Vou buscar a vitória e a chance de disputar o cinturão do KSW mais uma vez.’’

 

 

 



Categorias
EntrevistasKSWMMA

Advogado, carioca e tricolor. Apaixonado pelo esporte que mais cresce no mundo. Editor chefe do Coliseu Carioca e redator do Nocaute na Rede.Contato: [email protected]
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    18 − cinco =

    RELACIONADO POR