EXCLUSIVO: O Nocaute na Rede entrevista Renan da Silva Medeiros, responsável pela equipe de coreografia do filme “Mais Forte que o Mundo – A História de José Aldo”

O Dublê e coreógrafo profissional fala de sua carreira no mundo das lutas cinematográficas, dos seus projetos e como foi participar do filme de José Aldo
Renan Medeiros - Dublê e Coreógrafo de luta

O Nocaute na Rede trás até você uma entrevista exclusiva com um dos maiores dublês e coreógrafos de lutas do Brasil, Renan da Silva Medeiros.

Renan Medeiros, de 27 anos, é dublê e coreógrafo profissional há mais de 12 anos. Membro da equipe “No Limits Dublês”, teve destaque em coordenar as cenas de lutas do filme “Mais Forte que o Mundo – A História de José Aldo”, onde ajudou nos treinos do ator José Loreto (interprete de Aldo nos Cinemas) a fazer as lutas mais próxima possível de um dos maiores lutadores de MMA do mundo, José Aldo Junior.



O coreógrafo também é conhecido pelos seus grandes trabalhos em todos os tipos de cenas de ação, que vão desde cenas que envolva levar tiro até as cenas em que fique coberto em chamas; no entanto, seu foco principal são as lutas, que, sem dúvidas, sua maior especialidade – podendo assistir um vídeo disponibilizado no seu canal do youtube sobre seu trabalho clicando aqui.

Renan Medeiros e equipe, nas filmagens do Filme de José Aldo (Foto: Divulgação)

Renan Medeiros e equipe, nas filmagens do Filme de José Aldo (Foto: Divulgação)

NR – Qual foi sua inspiração para se tornar um dublê de lutas?

RM: Desde pequeno, vi muitas séries japonesas, conhecidas como “toku-satsus”, sempre gostei de ver as cenas de ação, mas foi quando vi um filme de Jackie Chan pela primeira vez que fiquei de fato apaixonado por esta arte. Em 2005, me deparei com uma oportunidade de começar a conhecer as técnicas dessas produções e não tive dúvidas, me inscrevi e comecei a aprender mesmo sem um background marcial na época.

NR – Para quem já conhece o seu trabalho, a facilidade em que você atua em aplicar os mais variados golpes, saltos e entre outros, mostram que você é conhecedor nato das artes marciais mistas. Ao se tornar dublê de lutas, você já praticava (ou começou a praticar) alguma modalidade de luta, como Karatê, Muay Thai ou Jiu-Jitsu?

RM: Quando comecei a treinar as técnicas de como “apanhar bonito” iniciei também um curso de defesa pessoal aprendendo o básico do básico. com o tempo fui obrigado a buscar mais conhecimento, fui aprender Boxe, Muay Thai e, mais recente, o Jiu-Jitsu, sou faixa branca [risos]. Aprendi também uma modalidade chamada Tricking, que é uma mistura de artes marciais, ginástica artística e break dance, com isso eu compus meu estilo próprio de coreografia de luta, que provavelmente me destaca na área.

NR – Há quanto tempo você pratica artes Marciais?

RM: Tenho 12 anos disso tudo.

Renan Medeiros (Foto: Divulgação)

Renan Medeiros (Foto: Divulgação)

NR – O seu trabalho no filme e seriado de José Aldo teve foco em trazer as cenas das lutas o mais próximo possível da realidade, conforme o diretor, Afonso Poyart, quis trazer para teledramaturgia. Quais foram as suas referências para conseguir alcançar o resultado esperado?

RM: Minha referência principal foi o próprio José Aldo, ele usa alguns movimentos próprios de filmes de ação, como o chute usando a grade do ‘octagon’ (octógono) pra tomar impulso, eu apenas dei uma intensidade cinematográfica e passei isso pro [José] Loreto, tivemos referências cinematográficas como o filme “Undisputed 2” e “The Raid 1 e 2”, filme com intensidade na forma de filmagem, para dar aquele tom na luta do octagon, eu tive ajuda de um super técnico do MMA nacional, o Fabiano “boxer”, eu sou muito dinâmico nas coreografias e ele me ajudou a encontrar os tempos de uma luta real, foi essencial para o bom andamento das filmagens.

 

NR – No Filme, o ator José Loreto (interprete de José Aldo no filme) fez a maior parte das cenas sem precisar de dublê. Por conta disso, você chegou a fazer uma participação no filme na pele de algum outro personagem?

RM: Nós treinamos ele para fazer as cenas de luta por conta própria, ele aprendeu a ser “dublê” para o filme, então nas filmagens o máximo que fiz foi dar uma de técnico e ir dando pequenos toques pra ele não se perder.

NR – Fora o trabalho no filme de José Aldo, quais outros filmes/seriados você já realizou em sua carreira?

RM: Fiz algumas séries ano passado e tive pequenas participações em dois outros filmes, mas infelizmente nada com luta de alta performance. Estou agora aguardando a concretização de alguns projetos este ano, acredito que vou ganhar mais espaço pra fazer o que eu amo.

 

Poster do curta metragem de um de seus trabalhos como personagem (Foto: Reprodução)

Poster do curta metragem de um de seus trabalhos como personagem (Foto: Reprodução)

NR – No mundo das lutas, você tem algum grande ídolo, assim como também no mundo dos filmes/séries?

RM: No mundo das lutas, tem o Bruce Lee, Aldo, Anderson Silva. No mundo dos filmes a lista é grande [risos]: Jackie Chan, Jet Li, Scott Adkins, Wesley Snipes, Jung Doo-Hong e…  por aí vai [risos]

NR – Por fim, quais são os seus planos na atualidade? Já tem alguma produção em andamento?

RM: No momento estou treinando e me mantendo pronto. [Eu] estou investindo neste início de ano em treinamentos, dando um “level up” nas minhas técnicas. A partir de março vou estar trabalhando muito!

NR – Muito obrigado pela sua participação nesta entrevista, Renan. Deixe-nos uma mensagem para os nossos leitores do site Nocaute na Rede.

RM: Nosso cinema pode ter muito mais ação com qualidade, no quesito luta eu tenho certeza de garantir uma grande qualidade. Apoiem nosso trabalho(dublês) porque exige muito treino. Peço que nos observem mais por aqui. Agradeço a No Limits dublês(equipe qual faço parte) por todo o apoio e suporte ao meu trabalho!

Renan Medeiros Dublê e Coreógrafo de luta (Foto: Divulgação)

Renan Medeiros Dublê e Coreógrafo de luta (Foto: Divulgação)

 



Categorias
EntrevistasEspeciais
Sem Comentários

Responder

*

*

quatro × dois =

RELACIONADO POR