Felipe Sertanejo aproveita treinos com Lucas Mineiro para vencer no UFC 179

Rumo à sétima luta pelo UFC, Felipe Sertanejo acredita que chegou a hora de embalar de vez e colocar seu nome entre os mais comentados da categoria peso-pena (até...

Rumo à sétima luta pelo UFC, Felipe Sertanejo acredita que chegou a hora de embalar de vez e colocar seu nome entre os mais comentados da categoria peso-pena (até 66,1kg). O atleta da Chute Boxe Diego Lima venceu seu último desafio contra o venezuelano Máximo Blanco, em Jaraguá do Sul (SC), em fevereiro deste ano, e agora terá pela frente o norte-americano Andre Fili, no UFC 179, dia 25 de outubro, no Rio de Janeiro. Com um cartel profissional de 16 vitórias e seis derrotas, Sertanejo já venceu três vezes, perdeu duas e empatou outra no octógono.

236208_443649_gasp6948

(Foto: Gaspar Nóbrega / Inovafoto)

A inspiração para alcançar o segundo triunfo seguido vem dos treinamentos com o amigo e companheiro Lucas Mineiro. Pela segunda vez na carreira, Sertanejo vai lutar no mesmo card do amigo e, pela primeira vez, na mesma categoria, a dos penas, com a mesma necessidade de corte de peso. Para o paulista, o treinamento em dupla foi o diferencial na preparação e será um fator para dar ainda mais motivação no duelo contra Andre FIli.



“Foram dois meses de um treinamento em conjunto. Acredito que foi o melhor camp que já fiz na minha carreira. Estou pronto para decolar na categoria. Tenho a oportunidade de estar escalado para lutar no mesmo card que o Mineiro, e por isso trabalhamos forte. Um ajudou ao outro. Na perda de peso, na parte técnica, em tudo. Foi o diferencial. Estou me sentindo mais completo”, garante.

A única vez que dupla esteve no mesmo card foi no UFC Fight Night 28, em setembro de 2013, em Belo Horizonte. Contudo, na ocasião, Lucas Mineiro lutou entre os pesos-galos (até 61,2kg), enquanto Felipe esteve nos penas, aproximadamente cinco quilos mais pesado.

“Daquela vez, o Lucas teve uma perda de peso significativa e o treinamento foi completamente diferente. Estávamos juntos na academia, mas infelizmente não realizamos as mesmas atividades. Agora não. Foi tudo idêntico e os dois chegam muito bem”, comenta, destacando os pontos fortes das atividades em conjunto: “Nós somos strikers. Andamos para frente. Mas estamos afiados no jiu-jitsu e treinamos muito lado a lado. Um passou experiência para outro e por isso estamos cada vez mais fortalecidos e com o chão muito bom. Tenho certeza que sairemos do octógono com a vitória”.

Sertanejo busca também, pela primeira vez, uma sequência de triunfos consecutivos no UFC. A a escolha do UFC por Fili, que soma dois confrontos na organização, com uma vitória e uma derrota, além de um cartel de 13-2 foi considerada positiva para ele.

“O Fili é bom lutador. Uma vitória sobre ele pode me dar uma projeção. Renovei neste ano com a organização e quero ficar por muitos anos ainda. Tenho que subir na categoria, sei que tenho muito chão pela frente, mas cada passo de uma vez. Agora é o Fili e depois virão outros grandes adversários. Quero e vou estar entre os melhores em breve”, confirma.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Patrocinador



Categorias
LutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

um × 3 =

RELACIONADO POR