Fotos: Campeã peso-pena do UFC, Cris Cyborg visita o Cristo Redentor

A recém-coroada campeã peso-pena do UFC Cris Cyborg visitou pela primeira vez o Cristo Redentor, ícone cultural e símbolo do Rio de Janeiro.
cris-cyborg-cristo-redentor-1
(Crédito: Alexandre Loureiro/Divulgação UFC)

Durante a visita, realizada na manhã desta quarta-feira, 16 de agosto, a brasileira aproveitou para fazer fotos com o seu cinturão no local. A visita da campeã pelo Brasil ainda passará por São Paulo e Curitiba.

Confira algumas declarações dadas por Cris Cyborg durante passagem pelo Rio:



Visita ao Cristo Redentor

“É emocionante estar aqui. Em todas as minhas lutas eu abro os braços e fico de joelhos agradecendo, mas nada como estar aqui e poder agradecer a conquista do cinturão. É tudo muito especial”.

Luta pelo cinturão peso-pena

“Quando eu lutei com a Tonya Evinger, eu estava bem tranquila. Eu pensei: ‘eu quero ganhar a luta, mas ganhar a luta num golpe limpo’. Não dar 100 socos, acertar 30 e acabou, mas dar 30 socos e acertar todos eles. Se já era difícil lutar comigo antes, agora ficou pior para as minhas adversárias, porque agora eu estou paciente, sei os lugares e momentos certos… Acho que mostrei um pouquinho mais do meu jogo para os meus fãs. Logicamente, eu queria acabar a luta o mais breve possível, mas ela é uma menina dura, que aguenta socos”.

Holly Holm

“Eu não tenho nada contra a Holly, eu sou até amiga da Holly, nós fizemos um filme juntas. Acho que ela é uma grande adversária e que poderíamos fazer uma grande luta. Vai ser uma luta que a galera vai querer ver. É algo que eu gostaria, mas eu nunca escolho adversária. Quem eles quiserem colocar para lutar a próxima luta, eu vou estar preparada”.

Ronda Rousey

“Na verdade, se eu fosse lutar com a Ronda, eu gostaria que ela viesse de vitória. Quero lutar com a Ronda que achava que era invencível e não agora que já ganharam dela. Eu gostaria que ela fizesse umas lutas, ganhasse e ficasse forte novamente, na mente dela. Ela não precisa [voltar a lutar]. Se ela gostasse de lutar, ela não teria parado por causa de uma derrota. Quem é lutador sabe que a derrota um dia vem. A minha primeira luta eu perdi, mas falei: ‘é isso que eu gosto, é isso que eu vou fazer’. Se você gosta de lutar e é isso que você gosta de fazer, a derrota não vai te parar. Ela vai te dar mais motivação para você querer vencer”.

Sobre o UFC

O UFC é uma marca global de esportes e o maior provedor de eventos pay-per-view do mundo. Adquirido em 2016 pela líder global em esportes, entretenimento e moda WME | IMG, em conjunto com os parceiros estratégicos Silver Lake Partners e KKR, o UFC tem sede em Las Vegas e uma rede de funcionários ao redor do mundo. O UFC produz mais de 40 eventos ao vivo por ano, que costumam ter lotação esgotada nas principais arenas do mundo. Sua programação é transmitida em mais de 163 países para mais de 1.1 bilhão de lares ao redor do mundo, em 35 idiomas. O UFC FIGHT PASS® é um serviço digital por assinatura, que distribui, exclusivamente, eventos ao vivo, milhares de lutas on-demand e conteúdo original para fãs por todo o mundo. Para mais informações, visite UFC.com.bre siga o UFC no Facebook.com/UFCBrasil, Twitter @ufc_brasil, Snapchat @UFC e Instagram @ufc_brasil.



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Louco por MMA Internacional e Nacional - Owner do Nocaute na Rede"1% de chances SEMPRE confiante"
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    9 + 2 =

    RELACIONADO POR