Georges St-Pierre explica detalhadamente por que decidiu parar de lutar

Quase 3 anos se passaram, desde que o canadense Georges St-Pierre, se “aposentou”  da carreira de lutador. Desde então, sempre houve perguntas, do por que ele quis parar,  já que...

Quase 3 anos se passaram, desde que o canadense Georges St-Pierre, se “aposentou”  da carreira de lutador. Desde então, sempre houve perguntas, do por que ele quis parar,  já que ele tem 34 anos, e poderia lutar por um bom tempo ainda. Em entrevista com Joe Buck em “inegável”, o canadense contou em detalhes, o por que ele quis parar.

Getty Images

Getty Images

“Nas últimas duas ou três lutas, eu não me diverti. Eu fiz isso porque eu tinha que fazer, não porque eu queria, e eu tinha muita pressão, muita crítica, tudo que se tem quando se é campeão do mundo, toda a sua vida é dirigida. Especialmente para mim, com o meu transtorno obsessivo-compulsivo, de querer ser o melhor do mundo, então tudo o que faço, é dirigido sobre isso. Isso é tudo o que importava para mim. Eu precisava sair um pouco, para ter uma vida social normal . Para fazer uma pausa mental de toda essa pressão.”



Outro fator que para ele foi fundamental para se aposentar, foi a motivação de treinar diariamente, para poder lutar em alto nível. Coisa que no passado ele tinha de sobra, principalmente após sua derrota para Matt Serra em 2007.

“A única coisa que aconteceu, quando eu comecei neste esporte, eu não tinha nenhum dinheiro. Eu estava fazendo isso por amor e paixão ao esporte. Eu realmente gostava do que eu estava fazendo. Ganhava dinheiro, mas eu não era uma pessoa rica, eu estava fazendo isso por diversão. Então, a diversão tornou-se um negócio. Tornou-se em milhões, e muitos negócios envolvidos, outros tipos de problemas que vem com isso, e como diz o rapper Big Notorious, “quanto mais dinheiro, mais problemas ‘, o que é verdade”. Então, a diversão tornou-se um negócio e um negócio estressante. O estresse tornou-se um tijolo que eu estava carregando no meu ombro o tempo todo. Então eu decidi pegar aquele tijolo e colocá-lo no chão.

Além de tudo isso, para GSP, o pensamento no próximo adversário, tomava conta de sua mente, e se tornou algo estressante.

“Para mostrar o quão louco que eu sou, um exemplo do meu TOC de ser o melhor do mundo, quando lutava pelo título, eu era muito feliz. Quando Dana White me dizia com quem eu tinha que lutar, minha mente mudava diretamente pra isso, não conseguia me desapegar desse sentimento, gostava disso, claro que estou de férias agora, mas naquela época eu pensava assim, em quem seria o próximo, ficava dizendo a mim mesmo isso, porque eu era o campeão. Pensava só no meu adversário durante meses, por outro lado, ele também sempre pensava em mim, então sempre dizia a mim mesmo que devo estar sempre pronto, porque eles estavam para mim. Isso tomava conta da minha mente, se tornou muito estressante.”

O canadense declarou que o UFC tem entrado em contato com ele seguidamente, para saber se ele deseja retornar ou não a lutar.

“A verdade é que o UFC me chamou algumas vezes. Às vezes eles faziam até outras pessoas me chamarem por mensagem, dizendo para mim voltar. A verdade é que se eu quiser retornar, eles tem que vir até mim, e assim posso dizer-lhes quando eu quero voltar.”


Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
UFC

27 anos, gaúcho, bacharel em administração.
Sem Comentários

Responder

*

*

1 × dois =

RELACIONADO POR