Georges St. Pierre rechaça trilogia contra B. J. Penn: “Risco desnecessário ao meu legado”.

O canadense responde ao desafio do havaiano, ainda mantém mistério sobre seu retorno e comenta sobre recentes eventos.
(Foto: MMAWeekly)

Georges St. Pierre continua elusivo… A dúvida “retorna ou não retorna?” parece não ter fim e o canadense está longe de dar uma notícia convincente aos fãs, ao UFC e a toda a comunidade MMA do mundo. Desafios não lhe faltam… Lutadores de diversas categorias pedindo por lutas, superlutas, todas para serem ou rechaçadas ou tratadas “nebulosamente” pelo ex-campeão dos meio-médios do UFC.

Recentemente, o “Prodigy” B. J. Penn usou seu Twitter (@bjpenndotcom) para desafiar o canadense e se disse pronto para lutar em Novembro contra o ex-campeão pelo UFC 205 em Nova Iorque, em combate pelos pesos-leves (155lbs ou 70,3kg). Seria a terceira luta entre os dois e uma oportunidade para B.J. “marcar um ponto”, já que foi derrotado por GSP nestas duas lutas (a primeira em 2006, por decisão dividida no UFC 58 e a segunda por nocaute técnico em 2008 pelo UFC 94).



(Foto: Twitter @BJPENNDOTCOM)

(Foto: Twitter @BJPENNDOTCOM)

“Ei Georges St. Pierre, se você consegue chegar aos 70,3kg com facilidade, estarei livre em Novembro e adoraria ter a oportunidade de lutar contra você pelos pesos leves em Nova Iorque.”

(Desafio de B.J. Penn à Georges St. Pierre feito pelo Twitter).

O canadense recebeu a mensagem e logo tratou de rechaçar o desafio. Segundo GSP, ele prefere encarar um lutador “que o eleve” e que encarar Penn pela terceira vez seria um “risco desnecessário para seu legado”. Ao site MMA Fighting, Georges descartou qualquer probabilidade desta luta acontecer e ainda disse que tipo de luta o interessa:

“Não tenho nada a ganhar voltando a lutar com B. J. Penn. B. J. é um oponente muito perigoso. Nunca se sabe. Se ele treinar duro, eu o acho muito talentoso. Ele é um dos mais talentosos caras que enfrentei. O problema com BJ é que ele não coloca muito esforço na sua preparação.

Eu quero fazer uma luta que as pessoas queiram ver, algo que se eu vencer, me elevará. Se eu lutar com o B. J. agora – ele é um lutador incrível – e vencer, não me elevarei mais. Se B. J. vencer, por outro lado, agora isso o elevaria.

É um risco desnecessário para o meu legado, para a minha carreira, lutar com um cara como ele neste momento. Se esta luta fosse um passeio no parque, quem sabe eu faria…”

(Georges St. Pierre sobre o motivo de não querer a terceira luta contra B. J. Penn)

Trilogia? Nunca, se depender de Georges... (Foto: BJPenn.com)

Trilogia? Nunca, se depender de Georges… (Foto: BJPenn.com)

Sobre seu futuro, Georges costuma se esquivar e se escorar em questões contratuais com o UFC para justificar a demora em seu retorno mas disse que faria uma revanche contra Nick Diaz. Georges se mostrou aberto a idéia por “sentir que não o venceu direito” quando se enfrentaram em 2013.

Georges não luta desde 2013, quando defendeu e abandonou o cinturão dos pesos meio-médios do UFC, vencendo Johny Hendricks pelo UFC 167. B.J. Penn se retirou dos ringues em 2011 após ser derrotado por Nick Diaz no UFC 137 mas retornou do hiato para encarar Rory MacDonald em 2012 no UFC on Fox: Henderson vs. Diaz, perdendo por decisão unânime. Ficou pouco mais de um ano parado até retornar contra Frankie Edgar em Julho de 2014 pelo TUF Finale: Team Edgar vs. Team Penn e ser derrotado por nocaute técnico no terceiro round.



IBlackbelt
Categorias
LutasMMAMMA InternacionalUFC

Paulistano, São Paulino, baterista, perito em TI, fanático por lutas e viciado em games. Colunista e redator Nocaute Na Rede.
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    sete − 6 =

    RELACIONADO POR