Há exatos 6 anos, Jon Jones se tornava campeão do UFC

Lutador enfileraria uma série de adversárias, mostrando uma dominância inacreditável sobre eles.
(Foto: Reprodução)

Jon ‘Bones’ Jones era um campeão incrível, o mais jovem lutador a se tornar dono de um cinturão da maior Organização de MMA do mundo, UFC. O campeão meio pesado era tido como imbatível, tendo sido derrotado apenas 1 vez na carreira, e isso devido a si próprio, por ter aplicado um golpe ilegal. No entanto, devido a uma série de confusões ‘extra cage’, acabou tendo seu cinturão e título dos meio pesados retirados pelo Ultimate

A ascenção de Jones rumo ao topo do mundo foi meteórica. Quando tinha um cartel de apenas 6-0 – sendo todas as vitórias por nocaute ou finalização – recebeu o convite para se juntar ao plantel do UFC.



Enfileirou o brasileiro André Gusmão, o vice campeão do TUF 1 Stephan Bonnar e Jake O’Brien, até conhecer sua primeira e única derrota, para Matt Hamil, por desclassificação.

Após conhecer a derrota, ‘Bones‘ ficou enfurecido, voltou mais “assassino” do que nunca. Nocauteou Brandon Vera e Vladimir Matyushenko ainda no 1º round, e finalizou Ryan Bader com uma guilhotina no 2º round. Seu companheiro de equipe na época, Rashad Evans, disputaria o cinturão contra o então campeão Maurício “Shogun” Rua, porém ‘Suga’ acabou se lesionando e tendo que ser retirado do confronto, e assim a chance pelo cinturão caiu no colo de Jones.

No dia 19 de março de 2011, no UFC 128, Shogun x Bones estavam frente a frente, num confronto entre uma lenda consagrada, campeã do considerado GP mais difícil da história do Pride, e uma então jovem promessa.

Na luta, o que vimos foi um desafiante monstruoso. Dono da maior envergadura já existente na história da Organização, Jones se aproveitava dessa vantagem para deixar o oponente distante. No 1º round, logo de início Jones botou a luta para o solo, e “amassou” o brasileiro por lá, com cotoveladas potentes.

No 2º round, vimos muita coisa parecida com o 1º. Jones deixou a luta algum tempo em pé, controlando bem ainda a distância, depois derrubou Maurício no solo e voltou a trabalhar algumas cotoveladas. Essas cotoveladas, coim o tempo, se tornaria uma marca registrada de Jones.

No 3º round, Bones voltou a levar a luta para o solo, para trabalhar o ‘ground and pound’ nas cotoveladas. Shogun até conseguiu ficar de pé, mas bastou o desafiante aplicar mais 2 socos e ele voltou para o solo, no entanto dessa vez o juiz deu a luta por encerrado.

E assim, no dia 19 de março de 2011, Jon ‘Bones’ Jones se tornava o novo campeão do UFC, o mais jovem lutador a ser dono de um cinturão da Organização. Esse cinturão ainda seria definido bem sucedidamente durante muitas oportunidades.

Confira o player abaixo e assista a luta completa entre Maurício Shogun x Jon Jones:



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

três × quatro =

RELACIONADO POR