“It´s time” de comemorar o aniversário de Bruce Buffer

Completa 59 anos de idade neste dia 21 de maio o figuraça Bruce Buffer, apresentador famoso por anunciar lutas no maior evento de MMA do planeta, ele é conhecido...
Reprodução / Twitter Oficial Bruce Buffer

Completa 59 anos de idade neste dia 21 de maio o figuraça Bruce Buffer, apresentador famoso por anunciar lutas no maior evento de MMA do planeta, ele é conhecido como “ a voz do UFC”.

Buffer é mais do que um simples locutor, dono de uma voz inconfundível e contagiante, a popularidade de Bruce é enorme se tornando uma atração a parte para os expectadores do evento.



Em seu livro entitulado “It´s time minha visão 360º do UFC”, ele conta como se tornou a voz oficial da companhia. Na oportunidade, contou com a inusitada ajuda de uma participação no seriado Friends, para convencer Robert Meyrowitz, mandatário da franquia na época, e se firmar no UFC como apresentador oficial.

Confira seu relato no livro:

*Por Bruce Buffer

…”um dia recebi uma ligação de Robert Meyrowitz, que disse ter sido contatado pelos produtores do seriado de tevê Friends, que era um sucesso. Eles iriam fazer um programa usando o UFC como tema e o roteiro que tinham escrito pedia a voz em off de um apresentador do UFC. Mas depois mudaram de ideia/ eles queriam o apresentador em carne e osso para aparecer no programa. Os ensaios começariam no dia seguinte, de modo que quem fosse fazer esse trabalho precisaria estar no estúdio da Warner em Burbank, na Califórnia, na manhã seguinte. Eu era o homem perfeito para o trabalho, já que morava em Los Angeles. Como me sentiria representando o UFC dessa forma? E como poderia dizer não? Friends era a comédia de maior sucesso na época. Durante o telefonema com Bob eu concordei em fazer a apresentação, mas solicitei que nos encontrássemos no set de filmagem porque tinha algo muito importante para falar com ele.

Os ensaios começaram no dia seguinte no estúdio da Warner Bros. Big John McCarthy estava lá para interpretar o árbitro e Tank Abbott também participaria. Enquanto estávamos lá, eu e Bob nos encontramos para falar.

Escute, Robert – eu disse. – Esse programa é o maior da tevê, e quando ele for ao ar você vai conseguir mais divulgação para a marca UFC do que jamais sonhou. Todo mundo vai pensar que eu sou o apresentador porque vou estrelar junto com o Tank e Big John. Vamos fazer um acordo. Está na hora de eu apresentar todos os UFCs de agora em diante.

Aquela foi, por assim dizer, a melhor mão de pôquer que joguei na vida. A próxima coisa que eu sei é que estava em um avião a caminho de Augusta para apresentar o UFC 13. Eu estava dentro.

Filho de um fuzileiro naval americano, Bruce tem um irmão chamado Michael Buffer que também é um apresentador famoso no mundo das lutas. Michael apresenta lutas de boxe e tem a carreira agenciada por Bruce.

O ícone do UFC tem vários bordões que utiliza em sua perfomance no octagon, dentre eles o mais famoso, foi criado quando junto com Dana White (atual chefão da companhia). Juntos eles analisavam o momento mais esperado dos eventos, onde a platéia após assistir a diversas lutas por cerca de 5 horas, aguardava ansiosa pela hora da luta principal, e que toda essa expectativa também envolvia os lutadores que treinavam de 8 a 10 semanas para este único momento, daí o bordão “ it’s time!”, traduzindo ”é a hora!”

Bruce Buffer é bastante dinâmico em suas apresentações dos lutadores, costuma gesticular e pular levando a platéia ao delírio. Em uma dessas atuações aconteceu um fato bizarro, ao saltar para trás na apresentação do canadense Georges St Pierre, o locutor veio a lesionar gravemente o joelho vindo a romper o menisco em três lugares, e o ligamento cruzado anterior do joelho direito. Mesmo com a dor, ele se manteve firme até o final da luta. O combate foi válido pela disputa de cinturão dos médios no UFC 129 em abril de 2011, o grande campeão St. Pierre venceu Jake Shields naquela noite.

Parabéns Bruce Buffer por mais um ano de vida! Que venham muitos outros com todo esse entusiasmo que contagia e é uma marca no UFC.



Categorias
MMA InternacionalUFC

Fui alienado ao mundo do antigo "vale tudo" e aos primórdios do MMA por um bom tempo. Porém, após assistir ao nocaute de Maurício Shogum na revanche contra Lyoto Machida que lhe rendeu o cinturão dos Meio Pesados do UFC, nocaute da noite e do ano em 2010, desde então acompanho MMA e me interesso pela história desse esporte que cresce e arrebata multidões como nenhum outro mundo afora.
Sem Comentários

Responder

*

*

um + 15 =

RELACIONADO POR