Jacaré com fome de cinturão

Em uma das lutas mais esperadas do histórico UFC 198, Ronaldo Jacaré não dá chances a Vitor Belfort e vence por nocaute técnico no R1. O duelo foi um...
Reprodução / Instagram Oficial UFC

Em uma das lutas mais esperadas do histórico UFC 198, Ronaldo Jacaré não dá chances a Vitor Belfort e vence por nocaute técnico no R1.

O duelo foi um dos mais especulados do card por trazer dois grandes lutadores de carreiras vitoriosas e de estilos de luta antagônicos.

Vitor Belfort, foi campeão do GP dos Pesos Pesados do UFC em 97, ex-campeão dos meio-pesados do UFC em 2004 e trouxe consigo o respeitável cartel 25-12 para enfrentar Ronaldo Jacaré, que é penta campeão mundial de jiu-jitsu, ex-campeão dos médios do Strikeforce, 6 vitórias seguidas no UFC, somando em seu cartel 23-4-1. Essa apresentação dispensa comentários a respeito da expectativa gerada em torno da luta, e toda essa expectativa se confirmou a favor de Jacaré.

O ex-campeão do Strikeforce, que havia prometido pressionar Belfort todos os 3 rounds, veio para decidir logo nos primeiros minutos de luta. Andando pra frente o tempo todo e dominando o centro do octagon, o atleta não se intimidou diante do temido veterano que é conhecido pela explosão nos instantes iniciais de suas lutas mas que ontem esteve irreconhecível.

Após alguma movimentação e ambos os lutadores buscando encurtar a distância para encaixar seus golpes, Jacaré fintou que iria socar e derrubou Belfort puxando seu pé, conseguiu montar e desferir duros golpes que abriram um ferimento no nariz de Vitor. O árbitro paralisou a luta para avaliação médica. Ao voltarem para o combate na mesma posição de montada, Jacaré foi duríssimo e com um ground and pound eficiente não deu chances nenhuma de reação a Belfort. O nocaute técnico foi decretado com a interrupção do árbitro aos 4m38s do primeiro round.

Em entrevista ao Combate.com, Bitetti o treinador de Belfort disse que percebeu que seu lutador não estava motivado como em outras ocasiões e evidenciou que um erro contra Jacaré é fatal. O treinador disse ainda que faltou a Vitor explosão, e colocar a mão no lugar certo, tendo sido anulado pelo compatriota.

Do outro lado do cage, Ronaldo Jacaré #2 no ranking dos médios, após a apresentação impecável contra o #3, comemorou sua grande vitória e se posicionou de modo incisivo ao comentar sobre a sua tão esperada oportunidade de lutar pelo cinturão da categoria.

Jacaré manifestou toda sua alegria com o grande trabalho feito e a superação diante da dificuldade que foi se preparar para enfrentar um adversário do calibre de Belfort. Ele deixou muito claro que sua luta pelo cinturão da categoria deve ser casada por mérito de suas últimas vitórias e a sequência que tem no UFC. A vitória sobre Vitor foi a nona seguida de Jacaré em 10 lutas. Jacaré aproveitou ainda para desafiar Luke Rockhold, atual campeão dos médios no UFC, ele disse que vai acabar com Luke se caso lhe enfrente.

Luke Rockhold defende seu cinturão contra Chris Weidman no UFC 199 dia 04 de junho.



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Fui alienado ao mundo do antigo "vale tudo" e aos primórdios do MMA por um bom tempo. Porém, após assistir ao nocaute de Maurício Shogum na revanche contra Lyoto Machida que lhe rendeu o cinturão dos Meio Pesados do UFC, nocaute da noite e do ano em 2010, desde então acompanho MMA e me interesso pela história desse esporte que cresce e arrebata multidões como nenhum outro mundo afora.
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × 1 =

RELACIONADO POR