José Aldo diz ser mais valorizado na Rússia do que no Brasil: “Se tem derrota, você não existe mais para o brasileiro”

Lutador que enfrenta Marlon Vera neste sábado (19) afirma ser mais ídolo na Rússia do que no Brasil
Aldo afirmou se sentir mais ídolo na Rússia do que no Brasil (Reprodução / Twitter ufc)

José Aldo afirma se sentir mais valorizado pelo público russo do que por seus conterrâneos brasileiros. O lutador, que enfrenta Marlon Vera neste sábado (19) no UFC Las Vegas 17, revelou seu apreço ao povo russo em entrevista à ESPN Brasil.

Enquanto comentava sobre a suposta aposentadoria de Khabib Nurmagomedov do mundo das lutas, o ‘Campeão do Povo’ fez questão de apontar as diferenças no comportamento entre fãs brasileiros e russos. “Acho que a idolatria que eu tenho para o povo russo é muito maior do que a que tenho para o povo brasileiro. Para o brasileiro, se você é campeão você é idolatrado, é o melhor. Mas a partir do momento que você tem derrota, você passa a não existir mais. O russo não. Eu fui lá e fui tratado de uma maneira que não fui em nenhum lugar no mundo”, disse o lutador de 34 anos de idade.



Aldo também falou sobre a suas experiências na Rússia e com o público local. “Já fui lá e vi pessoas que tocavam na minha mão e ficavam de joelhos, agradecendo… Eles dão muito valor não só dentro do cage, de como você luta, mas também na maneira como você leva sua vida, como você é fora atleta. Então é por isso que quando eu falei que ia me aposentar teve uma comoção muito grande de lá” contou o brasileiro.

Todavia, o manauara fez uma distinção importante. Aldo afirmou ter conhecimento que o fã de verdade está sempre perto e torcendo por ele, mas que o consumidor casual do esporte só se importa com o vencedor.



Categorias
Lutas
Sem Comentários

Responder

*

*

vinte + dezoito =

RELACIONADO POR