José Aldo retorna aos treinos com muita empolgação: “Acabou o caô, o Aldo chegou” brincou o campeão

O campeão linear da divisão peso-pena do Ultimate José Aldo, se mostrou bastante empolgado com o seu retorno aos treinos. Em entrevista com jornalistas nos bastidores do UFC 190,...

O campeão linear da divisão peso-pena do Ultimate José Aldo, se mostrou bastante empolgado com o seu retorno aos treinos. Em entrevista com jornalistas nos bastidores do UFC 190, o brasileiro revelou que deve voltar às atividades nessa semana.

  Aldo se mostrou bastante tranquilo, falou também sobre sua lesão que lhe retirou do UFC 189, sobre a relação com Dana White e ainda brincou: “Acabou o caô, o Aldo chegou”; confira abaixo as principais declarações do campeão:



José Aldo se mostrou bastante empolgado para o seu retorno aos treinos.(Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

José Aldo se mostrou bastante empolgado para o seu retorno aos treinos.(Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Retorno aos treinos

-Já estamos fazendo os movimentos sem sentir dor. Segunda-feira a gente vai fazer um teste melhor para saber se estou pronto ou não. Fiz alguns movimentos, mas estou bem já. Vou tentar voltar a trabalhar e treinar duro logo na próxima semana. Podemos dizer que acabou o caô, o Aldo chegou (risos) .

Reação após críticas e suspeitas sobre a lesão que retirou Aldo do UFC 189

– Fiquei um pouco triste por tudo que foi falado, as suspeitas. Já provamos até com radiografia. Poderia ter sido com qualquer atleta, já que estamos em um esporte de muito contato. Bola para frente, já passou. O importante agora é voltar ao meu trabalho. Não estou sentindo mais dor.

Aumento de vontade para enfrentar McGregor, após a conquista do cinturão interino pelo o Irlandês

– Vontade, eu sempre terei. Independente do que falaram ou deixaram de falar, sempre vou estar com muito apetite. É isso o que motiva meus objetivos pessoais e profissionais. Procuro não escutar muito, procuro treinar todos os dias. Minha força e meu apetite são sempre os maiores possíveis. Eu sou o campeão e quero me aposentar campeão. Estou muito focado, quero voltar firme e forte, quero manter esse cinturão, continuar a ser o campeão.

Pensamento sobre a luta contra McGregor

– Eu já me esqueci do que aconteceu, só estou pensando no futebol de terça-feira (risos). Já pensei bastante nessa luta,quando eu estava lesionado, eu acordava com a força de vontade, de querer lutar, mas doía muito. Dormia triste. O Dedé me jogava um balde de água fria, falava que eu não tinha condições, que ele não ia me colocar lá dentro. Foi frustrante, mas eu procurei esquecer um pouco. Agora eu quero viver o momento. Mais para frente irei treinar pensando nessa luta, dormir pensando nela. Mas ainda falta muito tempo, deve ser em dezembro. Enquanto isso, eu tenho que relaxar a cabeça, descansar um pouco o corpo, voltar a treinar devagarzinho. Quando a luta se aproximar, irei pensar nela 24 horas por dia.

A luta mais aguardada do últimos tempos, deve acontecer ainda nesse ano. ( Foto: UFC/ Divulgação )

A luta mais aguardada do últimos tempos, deve acontecer ainda nesse ano. ( Foto: UFC/ Divulgação )

 

Torcida para McGregor contra Chad Mendes

– Lógico! Imagina? O Chad ganha e a gente luta pela terceira vez? É uma luta duríssima, maior guerra, mas fica um gosto meio que vazio. Quero pegar o McGregor mesmo, que falam que é mamão com açúcar e ainda dá um bom dinheiro para nós.

 Relação com Dana White

– Tudo que o Dana falava, com a tradução, aqui chegava diferente. Assim, vice-versa. A gente não pode falar, porque a tradução fica diferente. Para mim, não ficou danificada a relação, tenho um carinho especial pelo Dana e pelo Lorenzo. Sempre me trataram muito bem, tudo o que eu pedi para ele, para mim e para os meus companheiros, eles sempre me ajudaram. O presidente tem que vender a luta. Ele está na razão dele, não tiro o seu direito, nem fico bolado, com raiva de qualquer coisa.

 Sobre os prováveis 14 milhões de reais que receberia lutando no UFC 189

 – A primeira coisa que faria voltar para o Brasil seria fazer um churrasco para a família inteira. Se fossem esses 14 milhões que falaram, até com a costela quebrada eu ia. Lógico que é um bom dinheiro. Uma quantia que traz tranquilidade, para a minha mãe, meus irmãos, minha filha. É por ela que eu luto, espero fazer um bom futuro para ela,coisas que eu não tive quando criança, quero dar para ela.

 

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Por: Luiz Ferreira e João Carlos Cavalcanti 



Categorias
EntrevistasLutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

dezenove − catorze =

RELACIONADO POR