Jovens promessas do MMA Gaúcho para 2017: Parte I

Lista mostra os novos talentos do MMA no Rio Grande do Sul, de 18 à 23 anos.
bandeira-rio-grande-do-sul

Em meio a diversos atletas do cenário sul-rio-grandense, eu trago a vocês uma primeira lista com oito lutadores apontados como revelações por parte de uma ampla análise no mercado marcial. Muitos possuem um potencial gigantesco com grandes chances de no futuro fazerem parte de grandes organizações. O principal critério é o esportista possuir entre 18 e 23 anos.

Outro fator que eu considerei também foi os atletas que se destacaram no MMA Amador ou em outra arte marcial e que irão fazer sua estreia no profissional neste ano.

Sem mais delongas, vamos ao que importa:

WELLINGTON LOBO

wellington-lobo

No submission, Wellington Lobo, a direita, venceu o combate no dia 14 de janeiro, deste ano, no Beach Fight Quintão. (Foto: Nocaute na Rede)

Equipe: Team Nogueira – Capão da Canoa

Cartel: 3 vitórias no amador e 1 no Profissional

Idade: 22 anos

Peso: 61kg

Estilo: Striker

Coach: Marcio Miranda

Oriundo de Araguaína no Tocantins e radicado em Capão da Canoa – na equipe dos irmãos Nogueira e agora sob a orientação técnica do experiente Mestre Márcio Miranda, Lobo é uma das boas promessas do MMA gaúcho. Com apenas 22 anos, o atleta vem de ótimas apresentações, como a vitória no Prado Fight sobre o experiente Jair Silva, no K1 profissional. Com um estilo agressivo e eficiente, Lobo tem compromissos no K1 e MMA marcados para 2017, que promete esquentar ainda mais a categoria dos galos.

VINICIUS PREGO

vinicius-prego

No Beach Fight Quintão, do último fim de semana, Vinicius Prego venceu sua primeira luta do ano, por Nocaute Técnico, no primeiro round. (Foto: Nocaute na Rede)

Equipe: Sombra Team

Cartel: 4 vitórias no MMA Profissional

Idade: 21 anos

Peso: 57g

Estilo: Striker

Coach: Rafael Sombra

O jovem atleta de Porto Alegre, de origem humilde, vem de formação no Boxe e Muay Thai. Vini estreou no profissional em 2015 e vem de vitórias importantes, que o credenciaram como um dos melhores da categoria no ano passado. Com um estilo técnico e variado, “Prego” é uma das promessas do MMA gaúcho para 2017, na categoria dos pesos moscas, onde irá alçar voos mais altos.

FERNANDO “PAULISTA” COLMAN

fernando-paulista-colman

Paulista comemorando sua vitória de número 5, no JVT Championship 11 (Foto: Nocaute na Rede)

Equipe: Training

Cartel Profissional:  5 vitórias, 1 empate e 1 “no contest”

Idade: 19 anos

Peso: 70kg

Estilo: Grappler

Coach: Claudir Dutkevis

Atleta talentoso de Caxias do Sul, oriundo do Jiu Jitsu e treinando na equipe Training MMA onde refinou sua trocação, Fernando “ paulista” Colman vem se destacando no cenário do MMA gaúcho mostrando um jogo de chão eficiente e uma grande evolução na luta em pé. O invicto lutador da Serra Gaúcha tem vários desafios de MMA para 2017 e deve ser um dos destaques na modalidade. Colman foi indicado pelo prêmio Nocaute na Rede, dedicado aos melhores do MMA Nacional em 2016, como um dos cinco melhores pesos leves no ano de 2016. O resultado da premiação acontece no dia 19 de janeiro.

JUNIOR GOMES

junior-gomes

Junior Gomes é o filho mais velho do mestre Jaime Gomes, um dos sócios do CT Strong (Foto: Nocaute na Rede)

Equipe: Strong MMA

Cartel Amador:  4 vitórias

Idade: 18 anos

Peso: 57kg

Estilo: Striker

Coach:  Jaime Gomes

Com apenas 18 anos, o atleta já tem uma grande experiência nas artes marciais amadoras, como no Muay Thai, Submission, Greco Romana  e Daido Juku. Promissor com mais de 100 lutas desde os 7 anos de idade, estreou no K1 Profissional em 2016, onde chegou na final do evento Prado Fight. Neste novo ano tem compromissos em eventos como o X Fest MMA, entre outros que estão em negociação.

LUCAS SILVA

Com apenas 19 anos, Lucas já possuí três vitórias e apenas uma derrota em seu cartel profissional (Foto: Divulgação)

Com apenas 19 anos, Lucas já possuí três vitórias e apenas uma derrota em seu cartel profissional (Foto: Divulgação)

Equipe: Winners Fight Team

Cartel no MMA Profissional: 4 lutas (3 vitórias e 1 derrota)

Idade: 19 anos

Peso: 66kg

Estilo: Striker/Solo

Coach: Jean Felipe Prestes dos Santos “Tchê”

Natural do Paraná e radicado em Soledade, no Rio Grande do Sul, o jovem atleta de 19 anos veio para o sul para treinar e integrar a equipe WFT. Em sua “nova casa”, Lucas foi coroado com duas vitórias em 15 dias. Com muito “sangue no olho”, o lutador tem diversas lutas no Muay Thai e um afiado jogo de chão.

LUCIANO RODRIGO

luciano-rodrigo

Luciano ao lado de seu mestre, Anderson Mendes (Foto: Nocaute na Rede)

Equipe: Luis Brito MMA

Cartel no MMA Amador: 2 lutas (1 derrota e 1 vitória)

Idade: 18 anos

Peso: 61kg

Estilo: Striker

Coach: Anderson Mendes

O peso galo da RFC teve uma oportunidade através do Projeto Social Escola da Luta. Desde a sua primeira aula se mostrou acima da média, onde saiu da “situação de risco” e hoje ocupa seu tempo focado nos treinos, um exemplo para os seus amigos.

RHERON PEREIRA

rheron-pereira

Rheron está prestes a fazer a sua estreia no MMA Profissional, sua passagem no Muay Thai foi muito boa (Foto: Divulgação)

Equipe:  Hulk Team/Elite Thai

Cartel: Estreante MMA

Idade: 19 anos

Peso: 66kg

Estilo: Striker

Coach: Fernando Hulk

Atleta treinado por Fernando Hulk, de Rio Grande, é um forte trocador, invicto no Muay Thai com 7 vitórias, além de títulos no Jiu jitsu e um estilo completo, Rheron é uma jovem promessa da região sul do estado e vai estrear no MMA profissional já em Fevereiro 2017 no evento Revolution 2, mais um nome a ser conferido de perto.

PEDRO FINGER

pedro-finger

Pedro (esquerda) venceu Fabiano Elesbao, no evento Ronin MMA, por finalização, em sua primeira luta profissional (Foto: Mais MMA)

Equipe: Maori

Cartel no MMA Profissional: 1 luta, 1 vitória

Idade: 19 anos

Peso: 61kg

Estilo: Solo

Coach: Rafael Ribas

Com mais de 7 anos treinando Jiu Jitsu – sua modalidade chave, a qual é faixa marrom – e kruang marrom de Muay Thai, a cria da equipe Maori, de Canela, Pedro Finger tem apenas 19 anos e é um dos principais nomes da terra gaúcha para o ano de 2017. O lutador canelense teve sua estreia aos 16 anos no MMA Amador e no ano passado no profissional, com vitória por finalização (triângulo). Pedro é um dos poucos nomes do RS que tem como “modalidade pai” o Jiu Jitsu.

É isso, espero que tenham gostado dos nomes, principalmente aos promotores de eventos que possuem em suas mãos a grandiosa missão de proporcionar oportunidades para estes jovens e talentosos garotos. Dentro dos próximos dias vou lançar uma lista com mais atletas, fiquem ligados!



Categorias
EspeciaisLutasMMA Nacional

Louco por MMA Internacional e Nacional. Owner do Nocaute na Rede e Redator dos sites RSEsporte.com e Torcedores.com."1% de chances SEMPRE confiante"
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    dezoito − treze =

    RELACIONADO POR