Khabib tem performance incrível, bate Gaethje e anuncia aposentadoria

Após finalizar adversário, russo vai aos prantos, faz discurso emocionado e diz que não tem como continuar lutando sem a presença de seu pai
Khabib foi as lágrimas após se manter invicto (Credits: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images)

Neste sábado foi realizado o UFC 254, diretamente da “Ilha da Luta” em Abu Dhabi. O card foi encabeçado pelo aguardado duelo do peso-leve, entre o campeão linear, Khabib Nurmagomedov, e o interino, Justin Gaethje.  O combate era talvez o mais esperado deste ano, com muita gente apostando que o invicto russo conheceria finalmente o sabor da derrota. No entanto, o que vimos foi algo completamente diferente.

Khabib foi pra cima e pressionou o rival desde o início. Gaethje, muito preocupado em não ser derrubado, não atacou como gostaria e, ao golpear, colocava muita potência nos socos que, na quase totalidade, passaram no vazio, o que deixou o americano cansado já no primeiro round. Aliás, ele, Justin, sempre disse que, apesar do background no wrestling, não utilizava esse jogo porque tinha medo de “morrer no gás”. Bom, não foi nem preciso o russo apelar para o grappling pra deixar o oponente sem oxigênio.



Ainda no primeiro round e sem o russo nem sequer tentar uma queda, Gaethje já demonstrava o cansaço. No final dos 5 minutos iniciais, Khabib derrubou só pra dar uma desgastada ainda maior no americano. No segundo round, quando ‘eagle‘ colocou pra baixo, o oponente não tinha mais “gasolina no tanque” para resistir. Rapidinho o campeão, por cima, armou o triângulo e finalizou ao melhor estilo Demian Maia sobre Chael Sonnen, aos 1:43 do 2º round.

Detalhe que Gaethje deu várias vezes os “três tapinhas” em sinal de desistência. O árbitro não percebeu e quando finamente resolveu parar o duelo, o americano já estava “apagado”. Mas não demorou a recobrar a consciência e foi até o campeão, que estava aos prantos, cumprimenta-lo pela excelente performance. Justin mostra o espírito esportivo, um gentlemen. Foi lá parabenizar o campeão e, claro, dar aquele apoio pois sabe do momento difícil que o russo passou devido a morte do pai.

Aliás, na entrevista pós-luta, Nurmagomedov lamentou a morte do pai e frisou a importância dele na construção de sua carreira, num discurso que deixou todos os presentes dentro do cage visivelmente emocionados. E ainda deu tempo de anunciar a aposentadoria: “Não tem como voltar aqui sem o meu pai”, concluiu o lutador. Se isso se confirmar, Khabib chega ao cartel com 29 vitórias em 29 lutas. Nenhum lutador de MMA, em todos os tempos, chegou a tão alto nível e conseguiu se manter invicto.  

UFC 254 results: Khabib Nurmagomedov puts Justin Gaethje to sleep, retires  in a ball of emotion

Khabib Nurmagomed (Credits: MMA Weekly)

No co-main event, um duelo de peso-médio. Robert Whittaker, ex-campeão da categoria, enfrentou Jared Cannonier. O vencedor praticamente carimbaria um tittle shot para enfrentar Israel Adesanya, atual dono da divisão. E os dois lutadores fizeram um confronto sensacional, digno realmente de um tittle eliminator, de caras do mais alto nível. 

Era um confronto de strikers com estilos diferentes. O neozelandês, que aposta no volume de golpes, contra o americano que tem muita potência. Muito se apostava na velocidade de Whittaker para decidir o duelo, mas Cannonier mostrou muito boa evolução e trocou de igual para igual com aquele que é provavelmente o segundo melhor “trocador” da categoria 84kg. 

No final do último round, Whittaker acertou um belo chute na cabeça. Cannonier cambaleou pelo cage e caiu no chão de uma vez. A maioria dos árbitros teria, provavelmente, parado o duelo nessa hora. No entanto, Anders Ohlsson, responsável pelo combate, não interrompeu, o que foi muito bom para o americano que não só “resistiu a tempestade” como ainda teve tempo de dar uma pressão e levar perigo ao rival. No final, o ex-campeão venceu por decisão unânime (triplo 29-28) e praticamente garantiu a revanche contra ‘Stylebender’ Adesanya.

Em grande luta, Whittaker bate Cannonier e se aproxima de disputa de título  - 24/10/2020 - UOL Esporte

(Credits: Josh Hedges/ Zuffa LCC via Getty Images)

RESULTADOS COMPLETOS

Card Principal:

Leves: Khabib Nurmagomedov finalizou Justin Gaethje aos 1:34 do 2º round;
Médios: Robert Whittaker venceu Jared Cannonier por decisão unânime (triplo 29-28);
Pesados: Alexander Volkov nocauteou Walt Harris aos 1:15 do 2º round;
Médios: Phil Hawes nocauteou Jacob Malkoun aos 0:18 do 1º round;
Moscas-Femininos: Lauren Murphy finalizou Liliya Shakirova aos 3:31 do 2º round;
Meio-Pesados: Magomed Ankalaev nocauteou Ion Cutelaba aos 4:19 do 1º round;

Card Preliminar:

Pesados: Tai Tuivasa nocauteou Stefan Struve aos 4:59 do 1º round;
Casado: Casey Kenney venceu Nathaniel Wood por decisão unânime (29-28/29-28/30-27);
Casado: Shavkat Rakhmonov finalizou Alex Cowboy aos 4:40 do 1º round;
Meio-Pesados: Da Un Jong empatou com Sam Alvey (29-28/28-29/28-28);
Moscas-Femininos: Miranda Maverick nocauteou Liana Jojua aos 5:oo do 1º round (interrupção médica);
Leves: Joel Alvarez finalizou Alexander Yakovlev aos 3:00 do 1º round

Texto e edição: Kaio Lima

 

Instagram do Nocaute na Redehttps://www.instagram.com/redenocaute/?hl=pt-br
Instagram de Kaio Limahttps://www.instagram.com/kaiotlima.mma/



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede, sonha em seguir carreira na área esportiva; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral (principalmente MMA, futebol e basquete); Praticante de MMA e muay thai;
Sem Comentários

Responder

*

*

quinze − cinco =

RELACIONADO POR