Lutadores profissionais X Drogas: Confira quem já se envolveu.

Na vida de um lutador, nem tudo são flores. Uma derrota as vezes abala o emocional. Muitas vezes, até apressão de ser um grande campeão deixa alguns lutadores com...

Na vida de um lutador, nem tudo são flores. Uma derrota as vezes abala o emocional. Muitas vezes, até apressão de ser um grande campeão deixa alguns lutadores com seu psicológico abalado. Aqui iremos listar alguns lutadores de MMA e Jiu-Jitsu, que já se envolveram com drogas. E olhe que não estamos falando de anabolizantes e nem substâncias que melhoram desempenho. Estamos falando de drogas altamente destrutivas, como cocaína, maconha, crack etc. Confira quem já se envolveu.

RYAN GRACIE



Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Membro da família mais tradicional do Jiu-Jitsu e também lutador de MMA, Ryan Gracie se envolveu com drogas e chegou a ser preso, acusado deferir um idoso de 76 anos e roubar seu carro. Foi perseguido por motoboys. Encurralado, iniciou uma briga e, com a chegada da polícia, foi algemado e conduzido a uma delegacia, onde foi encontrado morto horasde pois. O médico psiquiatra Sabino Ferreira de Farias Neto afirmou na tarde deste sábado, 15, na 91.ª Delegacia de Polícia de São Paulo (Vila Leopoldina), que o lutador de jiu-jítsu Ryan Gracie estava sob efeito de drogas ao ser detido. “Ele estava drogado. Gracie confirmou que tinha usado cocaína injetável, aspirável e maconha”, disse Farias Neto.

JON “BONES” JONES

O campeão dos meio-pesados do UFC admitiu ter consumido a droga um mês antes de sua vitória sobre Daniel Cormir no UFC 182. “Definitivamente não tenho uma desculpa. Eu não estou aqui para dar desculpas sobre o que aconteceu. Fiz isso e não vou culpar amigos, ou a pressão, ou o stress. Fiz besteira. Não posso chamar de erro porque fiz conscientemente”, afirmou Jones ao canal Fox Sports dos Estados Unidos. Ele foi multado em 25.000 dólares (cerca de 65.000 reais) por violar a política do Código de Conduta do UFC. De quebra, ainda perdeu o cinturão do UFC.

Jon Jones. Foto: UFC

Jon Jones. Foto: UFC

MELVIN GUILLARD

Em abril de 2007, o norte-americano fazia a sua quinta luta pelo Ultimate quando foi derrotado por Joe Stevenson, em apenas 27 segundos. O pior veio em seguida, quando a análise da urina apontou o uso de cocaína. O lutador foi suspenso pela organização por alguns meses, porém, conseguiu se recuperar e voltou ao octógono do UFC. Cinco meses depois de ter sido flagrado no teste antidoping, enfrentou Rich Clementi.

Guillard acabou demitido do Ultimate em 2014, mas nada relacionado com o uso de drogas. O problema foi o momento vivido pelo lutador que, depois de alcançar uma série de cinco vitórias consecutivas, perdeu quatro lutas no período de um ano. Sua última participação no UFC foi em março do ano passado, quando saiu derrotado para Michael Johnson. Hoje, Guillard disputa o WSOF e possui um triunfo e um revés na organização.

Melvin Guillard. Foto: Reprodução

Melvin Guillard. Foto: Reprodução

NICK DIAZ

Aos 31 anos, o lutador teve a chance de reconstruir a sua carreira no MMA contra Anderson Silva, no UFC 184. Porém, Diaz fez de tudo para não merecer essa oportunidade. Além de faltar a diversos eventos da organização, o norte-americano foi suspenso pelo Ultimate por uso de maconha antes de enfrentar Carlos Condit, em fevereiro de 2012. Recebeu outra chance e foi derrotado para George St. Pierre. Após a luta contra Anderson Silva, Nick foi flagrado no exame antidoping por uso de maconha pela terceira vez.

Nick Diaz. Foto: UFC

     Nick Diaz. Foto: UFC

THIAGO SILVA

Com duas vitórias seguidas, o brasileiro já viveu momentos piores no Ultimate. Depois de vencer Stanislav Nedkov, o lutador não passou no antidoping e foi suspenso por três meses pelo uso de maconha. Antes de voltar ao octógono contra Rafael Cavalcante, Thiago admitiu que gosta de fumar e que acha a punição injusta.

Thiago Silva. Foto: Cagewall.com

    Thiago Silva. Foto: Cagewall.com

MATT RIDDLE

Atualmente no Titan Fighting Championship,o norte-americano lutou no UFC de 2008 a 2013. O lutador, que vem de vitória em fevereiro, soma oito triunfos e três derrotas em seu cartel. Riddle, porém, viveu momento conturbado em sua carreira, quando foi flagrado duas vezes no antidoping por uso de maconha. Com o anuncio do uso de cocaína por Jon Jones, Matt fez um desabafo através das redes sociais, condenando a política de punição do UFC.

Matt Riddle. Foto: Scott Petersen

Matt Riddle. Foto: Scott Petersen

FERNANDO TERERÊ

Pentacampeão Mundial de Jiu-Jitsu (duas vezes na faixa preta, uma na marrom, uma na roxa e outra na azul), Tererê foi outro lutador que caiu nas garras das drogas. Graduado faixa preta pela Alliance, Tererê fundou a TT, junto com Teles. Todas as conquistas foram entre o final da década de 90 e o começo de 2000, quando passou a se envolver com as drogas. De 2004 até 2012, foram tentativas frustradas de conduzir a carreira em paralelo ao consumo de drogas. Tererê internou pelo menos três vezes desde 2004. Mas não adiantava. O vício fez com que o lutador perdesse tudo o que ganhou. Perdeu desde as franquias de sua academia, que começava a fazer sucesso por suas várias conquistas e nome relevante no esporte, até roupas e utensílios domésticos. 

Fernando Tererê. Foto: Reprodução

Fernando Tererê. Foto: Reprodução

 

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Bruno Carvalho



Categorias
Especiais

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

quinze − dez =

RELACIONADO POR