Lyoto derrota Mousasi, Jacaré vence, e Erick Silva volta como um raio em Jaraguá

Em sua segunda passagem por Jaraguá do Sul, o UFC não deixou uma impressão tão boa, digo pelas lutas em si, principalmente pelo card preliminar muito fraco e de...

Em sua segunda passagem por Jaraguá do Sul, o UFC não deixou uma impressão tão boa, digo pelas lutas em si, principalmente pelo card preliminar muito fraco e de muitas decisões. Mas no card principal tivemos uma evolução nas lutas em que os gringos, tanto Carmont, quanto Mousasi se superaram para “sobreviverem” todos os rounds contra Jacaré e Machida, destaque também para Charles Oliveira e Erick Silva que “salvaram a noite” finalizando e nocauteando seus adversários respectivamente. Para começar resumindo o card preliminar, vamos aos destaques, Tukhugov e Proctor derrotando os brasileiros tiveram melhor atuação. Contra o russo Douglas até que foi bem indo pra cima e tendo sido chamado à apenas 9 dias até que fez bonito, mas contra Proctor Cristiano Marcello que começou bem, tomou um grande atraso no segundo e terceiro round, ambos perderam por decisão unanime.

No mais em lutas muito equilibradas Ildemar bateu o russo Tumenov, Rodrigo Damm derrotou Ivan Batman, Massaranduba derrotou Ronson, Felipe Sertanejo derrotou Blanco e na melhor e mais controversa luta do card preliminar, Iuri derrotou Wilson Reis por decisão dividida. Já abrindo os trabalhos do card principal, enfim tivemos a primeira finalização da noite, Charles teve trabalho com Andy Ogle, tentou finalizar várias vezes, mas o inglês resistiu e chegou a aplicar um bonito suplê no brasileiro. Mas Do Bronx dominava em todos os aspectos na luta, seja em pé ou no solo. Até que no terceiro round com Ogle por cima, Charles encaixou um bonito triangulo, colocando fim a sina de decisões na noite e ainda faturando um dos prêmios de performances da noite.



1658418_745118622165854_1839660207_o

Charles do Bronx finalizando Andy Ogle (Foto: Getty images)

Na segunda do card preliminar, o “vilão” do TUF Brasil 2, entrou para nocautear Nicholas Musoke, como o próprio já tinha dito antes da luta, e por pouco não cumpriu o prometido. A luta começou muito estudada, Musoke com sua envergadura muito superior aplicava as melhores ações, mas no meio do round Viscardi conectou uma potente direita que fez Musoke cair. Mas invés do brasileiro partir pra cima, resolveu comemorar, dando tempo para o sueco se recuperar, assim quando percebeu que o juiz não iria interromper a luta, partiu pra cima, mas Musoke conseguiu resistir. Assim Viscardi pagou o preço de não ter liquidado a luta, já cansado no segundo round, Musoke derrubou Viscardi, controlou bem o segundo e terceiro round com facilidade no solo, e com Viscardi exausto venceu a luta por decisão unanime.

Na luta seguinte o favoritíssimo Erick Siva encarou eu diria o “coitado” Takenori Sato, que substituiu Nate Loughran que saiu do combate devido a uma lesão. Na luta Erick Silva que vinha de uma dura derrota para Dong Hyum Kim no UFC Barueri, precisava mostrar serviço e não tratou de brincar, já acertou um duro chute no japonês que sentiu, Erick então conectou um gancho de direita e Sato já caiu rendido por causa do chute na costela se segurando à perna do brasileiro. Erick continuou golpeando, acertou dois lindos chutes de letra no rosto do japonês e em uma sequencia fulminante de socos Sato se rendeu, Yamasaki não teve escolha em parar a luta com apenas 52 segundos, bela vitória do brasileiro, que se redimiu no evento.

Ino

Erick Silva nocauteando Takenori Sato (Foto: Wander Roberto / Inova Foto)

Já no co-main event da noite, acompanhado da lenda George St-Pierre, Francis entrava no octógono para encarar seu maior desafio na carreira, o brasileiro Ronaldo Jacaré. A luta começou e Ronaldo Jacaré não perdeu tempo em colocar Francis Carmont no solo, em “casa”, Ronaldo não demorou muito para pegar as costas do francês, mas Carmont surpreendeu e conseguiu sobreviver, o francês com olhar desesperado, se defendia como dava, colava o queixo no pescoço e dificultava os trabalhos da lenda do Jiu Jitsu e ex campeão do Strikeforce. Jacaré tentava por várias vezes encaixar alguma finalização, mas Carmont “sobrevivia” ao primeiro round. No segundo round, Carmont veio melhor, tentava controlar a distancia e afastava o brasileiros com bons chutes.

Mas Jacaré não se intimidava pela envergadura de Carmont, e partia pra cima em algumas oportunidades, Carmont sentia os duros golpes do brasileiro. No terceiro round, tivemos mais um passeio de Jacaré, derrubou mais uma vez Carmont e pegou as costas novamente, prendendo sua “presa” com facilidade.  Carmont estava frustado e nada podia fazer contra o brasileiro, Jacaré ali permaneceo até o fim do combate, ainda tentou finalizar, mas não conseguiu. No fim das contas vitória de Ronaldo jacaré por decisão unanime, uma vitória quase impecável, que o coloca cada vez mais perto de uma disputa de cinturão na categoria, mas Ronaldo ainda terá que fazer mais uma ou duas lutas para alcançar uma chance pelo título.

Wander Roberto Inovafoto

Jacaré acertando Carmont (Foto: Wander Roberto / Inova Foto)

Na luta principal do UFC Fight Night: Machida vs Mousasi, as estrelas do evento lutavam pela pela chance de encarar o vencedor da luta entre Weidman e Belfort pelo cinturão dos médios da categoria, pelo menos é o que  dizia Dana White antes da luta. No primeiro round Lyoto ao seu estilo, se movimentava lateralmente e conectava seus poucos, porém precisos golpes em Mousasi, que controlava o centro o octógono, porém não achava bem a distancia para acertar Machida. O brasileiro alternava seus golpes, com boas joelhadas, chutes de esquerda e contra golpes, e Mousasi as vezes entrava bem no raio de ação de Machida, mas não ameaçava muito o brasileiro. No terceiro round, Lyoto veio um pouco mais agressivo, Machida conectou uma boa sequencia em Mousasi, que se desequilibrou, mas se levantou rapidamente, mas parou por ai, tivemos um round morno e talvez mais equilibrado da luta.

No quarto round Lyoto cada vez mais confortável, derrubou Mousasi, que se levantou rapidamente, mas logo depois, o brasileiro conectou um bom golpe em Mousasi que sentiu e caiu. O brasileiro ficou por cima, mas Mousasi conseguiu uma boa raspagem e ficou por cima, no final do round, Machida ao se levantar, ajoelhado recebeu uma pedalada ilegal de Mousasi, mas Yamasaki resolveu não punir o iraniano. No ultimo round Mousasi precisava ir pra cima se quisesse vencer, e até tentou, acertou alguns bons golpes, mas Machida controlou bem a distancia, no meio do round ainda conseguiu uma boa queda em Mousasi, pegou as costas e assim permaneceu até quase o fim do round, ainda se levantou e acertou uma boa sequencia em Mousasi no ground n’ pound. 

g

Lyoto Machida acertando Gegard Mousasi (Foto: Wander Roberto / Inova Foto)

A luta não terminou do jeito que a torcida queria, com um nocaute do brasileiro, mas Machida dominou a luta contra um dos melhores trocadores do mundo, e faturou a vitória com soberania. Na decisão dos árbitros venceu por decisão unanime, com direito à dois 50-45 e um 49-46. Dessa forma se Dana cumprir o prometido Lyoto deve lutar pelo título dos médios do UFC ainda esse ano.

Bônus

Luta da noite: Lyoto Machida vs Gegard Mousasi
Performances da Noite: Erick Silva e Charles do Bronx

Resultados

Card Principal
Lyoto Machida venceu Gegard Mousasi por decisão unanime.
Ronaldo Jacaré venceu Francis Carmont por decisão unanime.
Erick Silva venceu Takenori Sato por nocaute no primeiro round.
Nicholas Musoke venceu Viscardi Andrade por decisão unanime.
Charles do Bronx venceu Andy Ogle por finalização no terceiro round.
Card Preliminar
Joe Proctor venceu Cristiano Marcello por decisão unanime.
Rodrigo Damm venceu Ivan Batman por decisão unanime.
Francisco Massaranduba venceu Jesse Ronson por decisão dividida.
Iuri Marajó venceu Wilson Reis por decisão dividida.
Felipe Sertanejo venceu Maximo Blanco por decisão unanime.
Ildemar Marajó venceu Albert Tumenov por decisão dividida.
Zubaira Tukhugov venceu Douglas D’Silva por decisão unanime.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebookhttps://on.fb.me/143Aqek

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Curta Nossa Página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Victor Nunes

Twitter: @vic_nr



Categorias
LutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × 1 =

RELACIONADO POR