Lyoto Machida em uma perspectiva mais “leve”

O cenário foi perfeito: Bisping lesionado, Mark Muñoz com sangue nos olhos, e um evento esperando para movimentar o bolo de categorias do UFC. Quando o garçom falhou, simplesmente...

O cenário foi perfeito: Bisping lesionado, Mark Muñoz com sangue nos olhos, e um evento esperando para movimentar o bolo de categorias do UFC. Quando o garçom falhou, simplesmente recorreram ao gerente: “Ei ‘Dragão’, me disseram que você quer perder uns kilos para lutar”. Pronto! Lyoto no Main-Event pela categoria dos pesos-médios contra o perigoso e bem colocado no ranking “The Filipino Wrecking Machine” Mark Muñoz.

Antes de qualquer coisa, não há nada mais correto em parabenizar Lyoto Machida por duas conquistas:



1º Bater o peso de forma profissional;

2º Que nocaute (!!!).

Voltando…

Há uns dias atrás, o cartola do MMA, Dana “S2 $” White veio a público comentar sobre o que pensa do jogo “conservador” de Lyoto Machida:

“Eu diria que Machida é muito conservador. Se você luta de uma forma a evitar ser golpeado, esse estilo não vai garantir que você ganhe lutas ou fãs. Mas essa é a forma que ele sempre lutou, e é preciso ser agressivo quando se está no UFC. Machida tem um estilo evasivo, e não se é fã de quem luta dessa maneira.”

E Dana realmente tem razão. Ser conservador no UFC, ou no MMA de modo geral, um esporte altamente sedento de entretenimento, é o mesmo que estar na corda bamba entre ser taxado de “técnico” pelos colegas e “chato” por quem paga seu salário. Onde provavelmente ele perdeu a razão foi em dizer que Lyoto não “ganha” fãs com seu estilo. Não é bem assim! A expectativa em torno do karateca mais casca grossa do UFC é totalmente legítima.

MOSNTER MMA

(Foto: Monster MMA)

É possível contemplar “esperança de nocaute” nos olhos dos fãs de MMA, quando se deparam com um lutador do porte de Lyoto. Negar isto é o mesmo que negar todos os belos nocautes protagonizados por sua facilidade em projetar pernadas e contragolpes nas faces alheias. Porém, como tudo em excesso é problemático, isso tem projetado uma sombra muito deformada do estilo inteligente que Lyoto traçou para si. De fato, evitar apanhar numa categoria onde homens possuem socos mais potentes do que locomotivas não é um mau negócio. Entretanto, tratar isso como meio de sobrevivência e única tática para entreter, não rola.

“Tenho que mudar para fugir do julgamento dos juízes. Vou evitar deixar o resultado nas mãos deles. Preciso soltar mais meu jogo. Soltando o meu jogo, vou conseguir o que quero: nocaute, finalização. Qualquer coisa. Acredito muito na minha qualidade. Se eu vencer, vou me posicionar bem no ranking dos médios. Acabei de chegar, quero fazer uma boa estréia e pensar nisso depois. Uma coisa de cada vez. Sempre deixei claro que poderia transitar nas duas divisões, e atuar nos médios foi uma oportunidade que o UFC me deu. Mas não descarto que posso voltar a subir”. Lyoto Machida

Talvez as coisas mudem de figura daqui pra frente. O “japa” nordestino está mais rápido, mais centrado e com novas perspectivas por causa do corte no peso.

Quem garante que não era isso que faltava na carreira do Machida?

Ele já mostrou para o que veio. “Pensa no seguinte:” nocautear com chute alto um oponente de guarda fechada e ainda tirar onda de “não bati mais porque ainda te amo” é para poucos. Inclusive, isso ressalta a imprevisibilidade que o Karatê conseguiu proporcionar na técnica do garoto propaganda da Urinoterapia.

Chegou o momento de o Lyoto aproveitar o leque de oportunidades que se abriu diante de suas luvas. Daqui pra frente, não se admire ao ver o UFC anunciar card com Lyoto e um Top dois ou 3 da categoria. As possibilidades são muitas: Ronaldo “Jacaré”, Michael Bisping, Vitor Belfort… Inclusive, Dana já deu a planta na coletiva de imprensa após o evento de hoje que “Lyoto quer enfrentar o Vitor”. Aguardem o prontuário de Vitor x Dan Henderson, dia 9 de novembro. Ou até antes disso.

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta nossa página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Wanderson Souza



Categorias
LutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

2 + 18 =

RELACIONADO POR