Michael Chandler na reserva de Khabib x Gaethje. Por quê? #Resenha

Ex-campeão do Bellator chega ao UFC numa posição privilegiada e podendo ter caminho encurtado para conseguir um feito que até hoje só dois lutadores alcançaram em todos os tempos
(Credits: Jayne Kamin-Oncea)

Quando Michael Chandler anunciou que após a luta com Benson Henderson iria testar o mercado como “agente livre”, claro que ele causou burburinho no mercado do MMA. Como previsto, as organizações já começaram a manifestar interesse e buscar meios de contratar o cara que durante uma década foi tão dominante no Bellator e sempre esteve no topo do esporte. E um desses interessados na contratação foi, logicamente, o presidente Dana White. 

Chandler foi durante muito tempo o melhor peso-leve do planeta dentre os que estavam fora do Ultimate. Dana sabe do potencial que o cara tem para atrair público graças ao seu estilo de jogo agressivo, de muita intensidade e vencedor, o que agrada e vende. E o chefão do UFC tinha dito, inclusive, que gostaria de conversar com ex-campeão da Organização rival. E agora veio a confirmação.



Sim, a maior Organização de MMA do mundo fechou contrato com ex-Bellator e o anunciou como seu mais novo integrante. E não foi só isso. Dana White, em entrevista à ESPN americana, revelou que “Iron” Chandler ficará como reserva de Khabib Nurmagomedov x Justin Gaethje. Ou seja, se um dos dois, por qualquer motivo, sair do confronto, a disputa de título dos leves cairá no colo de Michael. Mas qual motivo levou Chandler a tal posição? 

Além da já citada capacidade para atrair o público, existe o fator do próprio UFC. Nos últimos dias houve um impasse. Dustin Poirier x Tony Ferguson já estava sendo um duelo tratado como certo. Porém, há alguns dias o “diamante” veio a público e revelou que não tinha nada confirmado porque a Organização não queria pagar o que por ele estava sendo pedindo. Seu oponente, ‘El Cucuy’, até saiu em defesa e pediu para que o tal pagamento fosse feito. O Ultimate até chegou a cogitar Poirier x Chandler, mas ‘Diamond’ falou que não aceitaria por respeito e como forma de retribuir a gentileza de Ferguson.

Com toda essa “rebelião” dos lutadores, a Organização também colocou Chandler como uma forma clara de mostrar quem manda. Obviamente que alguém com maior poder de retorno financeiro à empresa tem alguns privilégios e nesse caso de “aumento salarial” com certeza teria seu pedido atendido, mas essa figura não é Dustin Poirier e nem o Tony Ferguson. E assim, juntando todo esse combo, o ex-Bellator chegou numa posição privilegiada, com a moral que nenhum outro atleta teve em sua ida para o UFC,  e pode ter a até a chance de entrar numa prateleira muito seleta.

Na última luta do contrato com o Bellator, Michael Chandler nocauteia e  mira Conor McGregor | combate | ge

Michael Chandler x Benson Henderson (Crédito: Reprodução via Globo Esporte)

Até hoje somente dois lutadores conquistaram cinturões das duas maiores Organizações de MMA do mundo na atualidade. O primeiro foi Eddie Alvarez, campeão do Bellator e depois do UFC. A segunda foi Cris Cyborg, campeã do Ultimate e que agora ostenta o título do peso-pena-feminino da Organização rival. Chandler tem muito potencial para em breve, de qualquer forma, estar nessa prateleira, mas o caminho pode ser encurtado.

Eu particularmente espero mesmo que seja mantido Khabib x Gaethje. Que fique tudo certo e possamos ser brindados pela possivelmente melhor luta do ano.  E você, caro leitor, o que acha: o UFC acertou em deixar Chandler como reserva? É justo com Poirier e Ferguson? Numa possível luta, Chandler tem mais chances de vencer Gaethje ou Khabib? Deixa aí seu comentário.

Texto e edição: Kaio Lima

 

Instagram do Nocaute na Redehttps://www.instagram.com/redenocaute/?hl=pt-br
Instagram de Kaio Limahttps://www.instagram.com/kaiotlima.mma/



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede, sonha em seguir carreira na área esportiva; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral (principalmente MMA, futebol e basquete); Praticante de MMA e muay thai;
Sem Comentários

Responder

*

*

sete + dezesseis =

RELACIONADO POR