Mirko CroCop solta o verbo contra a USADA

Lutador foi suspenso por 2 anos mesmo após ter admitido o uso antes do combate contra Anthony Hamilton no UFC Seul
(Foto: Reprodução/ MMA Fighting)

Lendário atleta que brilhou tanto no K1 quanto no MMA, Mirko ‘CroCop’ Filipovic estava escalado para lutar no primeiro evento do UFC  a ser realizado na Coréia do Sul, no entanto acabou pedindo para sair da luta dizendo estar com uma lesão no ombro. Pouco tempo depois, o croata admitiu que havia feito uso de hormônio de crescimento, substância proibida pela USADA, alegando que seria para o tratamento da lesão no ombro. Exames foram feitos e confirmaram o uso da substância, e CroCop acabou recebendo uma punição de 2 anos.

(Foto: Reprodução/ MMA Fighting)

(Foto: Reprodução/ MMA Fighting)

“Tudo aquilo que aconteceu com a USADA não era para ter acontecido. Simplesmente não era. Eu poderia ser avisado. Eu poderia ser, no fim das contas, suspenso por alguns meses. Seis meses, que seja. Mas quando seu teste vem completamente negativo e você suspende a pessoa por dois anos, a mesma sentença de outro lutador que é flagrado após uma luta, ou seja, fez a luta dopado, com substâncias proibidas que foram encontradas no seu corpo. E eles pegam a mesma suspensão? Isso não é justiça”, declarou ao podcast ‘MMA Hour’.



Filipovic comentou ainda que não quer que seu caso seja a comparado ao de outros lutadores que ainda conseguiram lutar.

“Eles foram flagrados depois da luta. Então eles colocaram o dinheiro nos bolsos, lutaram, ganharam dinheiro e eles pegaram a mesma sentença que eu. Isso não é justo. Mas não vamos mais falar disso. Eu apenas tinha que mencionar isso. Do meu ponto de vista, isso não é justiça”.

Mirko CroCop não luta desde o UFC Fight Night 64, em abril de 2015, realizado na Polônia, quando fez a revanche contra Gabriel Napão na luta principal do evento. O croata nocauteou o brasileiro aos 3:30 do 3º round, com direito a uma “chuva de cotoveladas”. Seu retorno está marcado para o dia 25 de setembro, quando será iniciado o GP do Rizin FF (Wanderlei Silva e Mirko Crocop são confirmados para um torneio de 14 lutadores, organizado pelo Rizin FF) onde não haverá limite de peso. Wanderlei Silva, que já enfrentou o croata por duas vezes nos tempos de Pride, também está confirmado no evento. Outros 12 lutadores também participarão do GP.



Categorias
LutasUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

3 × quatro =

RELACIONADO POR