Lutar entre amigos de academia, certo ou errado?

Em todos os esportes, uma disputa sadia entre amigos só traz benefícios. Lembro de jogar tênis contra meu pai na adolescência, futebol contra primos, lutar judô na escola contra...

Em todos os esportes, uma disputa sadia entre amigos só traz benefícios. Lembro de jogar tênis contra meu pai na adolescência, futebol contra primos, lutar judô na escola contra amigos. Pratico Jiu-Jitsu e considero todos da academia que treino meus amigos, muitos dizem por aí que o MMA não é esporte, é brutalidade. Todo atleta leva uma vida saudável, tem alimentação diferenciada e não faz uso de substâncias que possam levar à um baixo rendimento, como cigarros, álcool etc.

A derrota, dentro do esporte, serve muitas vezes como aprendizado. Mas agora, levando a questão pro lado do MMA, se os próprios lutadores definem o MMA como esporte, por que alguns evitam lutar contra amigos?



Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

 

O Júnior Cigano já afirmou que não lutaria contra Minotauro, nem em disputa de cinturão, Anderson Silva se chateou com Vitor Belfort quando ele aceitou a lutar pela cinta, Spider ainda alegou que eles já haviam treinado juntos, inclusive um já havia hospedado o outro.

Mas se é esporte, que mal tem lutar contra um amigo? No filme “Clube da luta”, com o Brad Pitt, pessoas normais se reúnem apenas para lutar, Lyoto Machida aceitou lutar contra seu amigo Mark Muñoz e a amizade não foi abalada.

Pergunta: Vocês acham que lutadores que evitam lutar contra amigos estão certos? Por que? Comentem.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito Por Bruno Carvalho



Categorias
LutasMMA Nacional

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
11 Comentários nesta publicação.
  • Ramon
    5 dezembro 2014 at 15:00
    Responder

    Na minha opinião não acho correto lutar entre amigos, pois a um respeito mútuo dentro o fora da academia. Eu não lutaria.

  • Iasmin Habbema
    4 dezembro 2014 at 17:21
    Responder

    Muito bacana o texto. Acredito que não tem problema algum em lutar entre amigo, desde que você não se ofenda com isso e prejudique a amizade. O Spider é um grande lutador, mas já deixou bem claro que não é maduro o suficiente para encarar algumas coisas. Eu acredito que a vida é assim sempre enfrentando algo ou alguém e tudo é uma questão de ser maduro para encarar, seja na luta, em outro esporte ou até mesmo em decisões. Parabéns para quem escreveu. Sucesso sempre.

  • Fred William
    4 dezembro 2014 at 00:34
    Responder

    Esse é um assunto delicado…logico que concordo que para o esporte crescer tem que acontecer boas lutas… e os atletas tem que ser profissionais. O MMA é sim uma modalidade muito contundente, podendo causar muitas lesões… mas até nos treinos dentro da academia, nos machucamos… treinos duros, intensos… com treinos de trocação, onde muitas vezes nos machucamos… as vezes ate uns pontinhos aparecem.. kkkk, mas porque temos que ter treinos duros, fortes… e não é por isso que vão deixar de ser amigos, parceiros de treino… faz parte. O que tem que ter é respeito entre todos e todos ajudarem pra uma melhora e crescimento desse esporte que amamos tanto!!!! Oss

  • Phelipe Lima
    3 dezembro 2014 at 23:20
    Responder

    Acredito que o fato de muitos evitarem o confronto entre parceiros de academia, seha simplesmente para evitar as disputas internas que por ventura possam desviar o foco nos atletas de outras academias. É inegável que as vaidades , ainda mais em eventos do nível do UFC são muito exaltadas.
    Quanto ao confronto entre amigos , mas que atualmente não treinem na mesma academia, ao meu ver vêm a reafirmar minha teoria supra citada, uma vez que a repercussão poderia contribuir para o fim desta amizade. Contudo, isso vem de encontro a essência da prática esportiva, que tem como um de seus pilares a confraternização que resulta no crescimento mutuo.

  • HAMLET AMORIM
    3 dezembro 2014 at 22:10
    Responder

    Excelente artigo Bruno, realmente é assunto que da pano pra mangas e repletas visões. Particularmente por mais que envolva um profissionalismo, muitos passam mais tempo com os companheiros de treino do que com a família, fortalecendo assim um circulo de respeito, amizade e companheirismo. Como na minha visão acho impossível a razão não andar de lado da emoção, isso acaba se extendendo para o Octagon, fazendo com que alguns lutadores abram mão de lutar contra amigos.

    De toda forma a gente se depara com vários problemas decorrente dessa decisão, e como quem manda é o cliente, eles deveriam sim lutar entre amigos, sem dúvida nenhuma, o público iria a loucura.

  • Simon
    3 dezembro 2014 at 21:52
    Responder

    Depois que o MMA virou um esporte muito lucrativo, eu acho que o ponto em não enfrentar um amigo envolve muito mais negócios, não só uma disputa de treino.
    No jiu-jitsu existe isso entre equipes, sobre disputas entre lutadores da mesma equipe.
    MMA envolve lesões, vc toma uma postura diferente quanto a seu adversário, alguns que treinam juntos conhecem um pouco o jogo do outro e etc.
    Nesse ponto acho válido um lutador não aceitar luta com um companheiro de treino.

  • bosquinho
    3 dezembro 2014 at 21:42
    Responder

    Acho q vai d cada um… Não eh errado, mas eu não lutaria!

  • Kaike
    3 dezembro 2014 at 20:55
    Responder

    acho que a luta de MMA precisa de uma rivalidade uma vontade de atacar não gosto da ideia de amigos lutarem em lutas de MMA, quando falo amigos são pessoas que treinam todos dias juntos… Já no Jiu concordo que deveria acabar isso de fechar categoria até porque muito das vxs são atletas que numca treinaram juntos.

  • Lucas Y.
    3 dezembro 2014 at 16:52
    Responder

    Acho que quando há cumplicidade e amizade real, uma luta, que também é a profissão desses lutadores, não deveria abalar amizade, se há respeito fora dos ringues, deve haver dentro também! abraço

  • Islla
    3 dezembro 2014 at 16:51
    Responder

    Acho super certo a disputa entre amigos, afinal é um esporte e cada um está ali tentando fazer seu nome, não é como crescer em cima da derrota de um amigo e sim circunstância da vida, nem todos sairão campeões, isso é o bom de um esporte, você saber que nem sempre vai sair de uma luta ou um jogo vitorioso, mas você sempre está ali tentando ganhar, uma luta contra um amigo para mim é ainda mais admirável, pois são capazes de entender e mostrar para as pessoas o significado da palavra esporte, não deixando uma amizade se abalar por uma disputa, é como um jogo entre amigos, todos querem ganhar, mas todos se lembram da sua amizade após o jogo e comenta com riso sobre ele.

  • Juliê Diniz
    3 dezembro 2014 at 16:49
    Responder

    Ta aí uma Ótima discussão, tenho uma opinião ainda não concreta e formada ainda tenho minhas dúvidas, concordo com o lado de quem não aceita lutar com o amigo no MMA por ser um esporte contundente, que de fato, pode vir a machucar e, sejamos francos, em uma luta de mma, quando não há finalização é necessário a agressão física ao adversário até o seu nocaute/desistência, como também a exemplo do boxe/ muay thai, dentre outros, já em outros esportes não é necessário, o jiu jitsu na maioria das vezes ainda dá tempo de pedir a desistência sem que hajam feridos/machucados(saída universal/bater).

  • Responder

    *

    *

    4 × cinco =

    RELACIONADO POR