Na Rede Da Nostalgia – Relembre O Dia Que Nate Diaz Chocou O Mundo!

A 12 dias da revanche, vamos relembrar o main event do UFC 196, onde Nate Diaz finalizou Conor McGregor.
Nate Diaz choca o mundo e vence Conor McGregor no UFC 196 (Foto: Zuffa LLC / GettyImages)

O evento: UFC 196.

O lugar: MGM Grand Garden Arena.



O dia: 05 de Março de 2016.

Um evento que teve quase TUDO para NÃO acontecer… O UFC havia confirmado que este evento, até então nomeado UFC 197, seria realizado no Brasil (Arena da Baixada – Curitiba ou Arena HSBC – Rio de Janeiro) e teria a revanche entre Fabrício Werdum e Caín Velásquez. Não deu certo. Depois, o Ultimate tentou salvar o evento, sugerindo combates entre Anderson Silva e Michael Bisping ou Vítor Belfort, mas as lutas não saíam. Os lutadores não queriam, não estavam prontos, estavam lesionados ou simplesmente não houve tempo hábil de firmarem-se os contratos…

Como último suspiro, o UFC visou colocar o então campeão dos pesos-leves Rafael dos Anjos contra o campeão dos pesos-pena Conor McGregor em um combate que, se vencido pelo irlandês, o faria campeão de DUAS categorias. Outro problema: Rafael dos Anjos quebra o pé e tem de abandonar o combate…

O UFC tentou de tudo. Quis dar a revanche imediata ao ex-campeão José Aldo, mas o mesmo alegou que não teria tempo de treinar e se preparar para o combate. Frankie Edgar recebeu o convite, mas estava lesionado… O UFC estava sem opções e estava quase cancelando a participação do “superstar” irlandês até que o vencedor da quinta temporada do The Ultimate Fighter Nate Diaz aceitou lutar contra McGregor a ONZE DIAS do evento, lutando pelos pesos meio-médios, DUAS categorias acima da do irlandês.

Cartaz promovendo o UFC 196: McGregor vs. Diaz (Foto: Montagem)

Cartaz promovendo o UFC 196: McGregor vs. Diaz (Foto: Montagem)

Diaz entrou no combate como azarão. TODOS os meios de comunicação voltados ao MMA, portais de internet, websites, comentaristas e outros lutadores davam como certa E FÁCIL a vitória de Conor. A promoção da luta seguiu o mesmo discurso: Conor mostrando-se o falastrão de sempre, provocando Diaz que ao melhor “estilo Stockton” devolvia as provocações e conseguia fazer o que até então ninguém tinha conseguido: tirar Conor do sério. Ambos trocavam farpas e faíscas a semana toda antes do evento e quando chegou a hora do “vamos ver”, a luta foi uma GUERRA.

No começo, McGregor golpeava o estadounidense com fúria, abrindo um corte no supercílio de Diaz e acertando muito bons petardos de esquerda. Diaz estava cambaleante, vagaroso e esperando o momento certo de contragolpear, defendendo-se quando podia e não deixando de provocar e chamar o adversário “para a treta”. O primeiro assalto acabou e o irlandês tinha a vantagem.

No segundo assalto, McGregor estava mais cansado e diminuiu o ímpeto, preferindo dar jabs, não arriscar muita força na mão esquerda, circular e controlar a distância, enquanto Diaz encontrava seu raio de ação e dispunha-se a trocar francamente com Conor. Diaz absorvia muito bem os golpes de Conor que vinham com força reduzida enquanto conectava golpes quase que a vontade no rosto do irlandês. Em um momento próximo ao final do segundo assalto, um jab bem aplicado pelo lutador de Stockton balança McGregor, que cambaleante tenta derrubar Diaz em um quase ataque de pânico. Diaz, cujo jiu-jítsu é impecável, raspou facilmente e conseguiu pegar as costas de McGregor, que cansado, não defendeu o pescoço a tempo… Resultado: Diaz pega o falastrão em um mata-leão e choca o mundo, vencendo aos 4 minutos e 12 segundos do segundo assalto, aquele que diziam que “passaria o carro” em cima dele. Conor, desolado, atribuiu a derrota a “ter se alimentado muito mal antes de lutar” enquanto Diaz continuava com as provocações e dizia que “Conor tinha péssimos parceiros de treino”.

Nate Diaz encaixa um mata-leão preciso e finaliza Conor McGregor no UFC 196 (Foto: Zuffa LLC / UFC)

Nate Diaz encaixa um mata-leão preciso e finaliza Conor McGregor no UFC 196 (Foto: Zuffa LLC / UFC)

O irlandês até hoje não absorveu bem a derrota e buscou incessantemente uma revanche. A revanche aconteceria no UFC 200, mas McGregor falhou em cumprir obrigações contratuais de promoção do evento e não compareceu a coletivas de imprensa eventos publicitários do evento, sendo punido e retirado do card. Mas dia 20 de Agosto, pelo UFC 202, McGregor prometeu “devolver a gentileza” a Diaz nocauteando-o no segundo round.

Mas, enquanto essa luta não acontece, vamos assistir a primeira!

E aí, qual o seu palpite para esta revanche?



Categorias
EspeciaisMMAMMA InternacionalNa Rede da NostalgiaUFC

Paulistano, São Paulino, baterista, perito em TI, fanático por lutas e viciado em games. Colunista e redator Nocaute Na Rede.
    Um Comentário
  • Três motivos pelos quais o UFC 202 pode ser o recordista de PPV da história. | Nocaute na Rede
    18 agosto 2016 at 21:03
    Responder

    […] Após a inesperada derrota de Connor diante de um Diaz fora de forma e aceitando a luta em cima da …, o público médio (aquele só vê MMA ocasionalmente, em grandes eventos) está curioso pra saber como o irlandês irá vir logo após a sua primeira derrota dentro do UFC, a curiosidade também fica pela parte Nate Diaz que ganhou muitos holofotes após essa vitória, e agora está indo para a segunda luta com o camp completo. […]

  • Responder

    *

    *

    um − um =

    RELACIONADO POR