Na Rede da Nostalgia! Ultimate Japan

A nossa máquina do tempo viaja exatos dezesseis anos e nos deixa em terras nipônicas novamente, mas não, dessa vez não estamos falando do Pride FC.  No dia 21...

A nossa máquina do tempo viaja exatos dezesseis anos e nos deixa em terras nipônicas novamente, mas não, dessa vez não estamos falando do Pride FC.  No dia 21 de Dezembro de 1997, a Yokohama Arena foi palco do Ultimate Japan, também conhecido como UFC 15.5.

mauricio_shogun_rogério_minotouro_pride_ufc



 O evento não foi o primeiro do UFC fora dos EUA, já que em 1996 aconteceu o UFC 8 em Porto Rico, porém era claro que a ida do UFC para o Japão representava um marco na franquia, uma tentativa de conquistar um novo mercado e deixar a organização mais internacional.

Wikimedia

(Foto: Wiki Media)

A chegada ao Japão naquele ano se deve em grande parte à criação do Pride FC, meses antes.  Foi um evento badalado que contou com lutadores famosos como Rickson, Renzo , Dan Severn e Kimo Leopoldo.   Pouco mais de dois meses depois, o UFC tenta criar seu espaço na terra dos samurais. Com um público de cinco mil pessoas, o evento ficou marcado pela criação de categorias de peso no UFC, e pela estreia no evento de duas futuras lendas do MMA: Frank Shamrock e Kazushi Sakuraba.  Além de outros fatos curiosos.

O Duelo de Gordinhos: TankAbbott vs. YojiAnjo

A primeira luta do evento dava o início do torneio entre quatro lutadores que era a grande atração da noite.   De um lado, Tank Abbott, famoso brigador de bar que já colecionava vitórias no UFC.  De outro lado, estava o japonês, Yoji Anjo, que ficou conhecido por ter desafiado Rickson Gracie em uma luta clandestina.  O resultado do desafio com Rickson não foi muito agradável ao japonês, que levou uma surra que lhe rendeu olho roxo, dente quebrado e acabando com um mata-leão que o deixou desacordado.  Yoji Anjo não teve sorte diferente em sua luta contra Tank.  Foi dominado completamente pelo americano em uma luta maçante, na qual Tank venceria por decisão unânime.

LItreactor

(Foto: Litreactor)

Kasushi Sakuraba vs Marcus “Conan” Silveira I: Resultado polêmico.

Sakuraba entrou no torneio dos pesos pesados de última hora substituindo seu parceiro de treino Hiromitsu Kanehara, que havia se lesionado.  Sakuraba pesava cerca de 80kgs, mas o UFC alegou que ele pesava 95 kgs e assim ele foi para o evento.

Logo no início da luta, Sakuraba e o brasileiro “Conan” protagonizaram uma luta movimentada tanto no chão como em pé, porém “Conan” atingiu um forte golpe em Sakuraba, no qual fez o japonês balançar e tentar uma queda.  Big John McCarthy interrompe a luta erroneamente ao pensar que o japonês estava desacordado, gerando vaias e indignação do Sakuraba que até tentou roubar o microfone de Bruce Buffer, mas sem sucesso.  A interrupção de fato foi precoce, já que Sakuraba tentava um single-leg no momento da interrupção.  Com a lesão confirmada de Tank, impossibilitando de ir até final, o resultado foi modificado para “No Contest”, logo após a luta, colocando assim um segundo combate entre os dois lutadores na final do evento.

MMA ONtap

(Foto: MMA Ontap)

Frank Shamrock vs Kevin Jackson: Primeiro cinturão em jogo no UFC

O cinturão dos pesos médios (na época até 93 kgs) foi criado e para a disputa, dois nomes de peso na época.  Kevin Jackson era uma dos nomes mais badalados da organização.  Medalhista de ouro nas Olimpíadas de Barcelona em 1992 no wrestler.  Tinha uma capacidade atlética, aliada a uma incrível explosão pouco visto no MMA.  Vencedor do torneio do UFC 14, Jackson era o grande favorito do combate. Frank Shamrock era conhecido do público local, pois todas as lutas de sua carreira foram feitas em solo japonês, a maioria delas no Pancrase, um dos eventos mais antigos com registros oficiais de MMA, apesar de possuir regras bastante curiosas e lutas suspeitas.

Kevin Jackson colocou Frank Shamrock para baixo logo no início do combate, porém o azarão surpreendeu a todos, e logo aos 16 segundos de luta encaixou um armlock e marcaria de vez seu nome na história do UFC como o primeiro detentor do cinturão dos médios.  Veja o vídeo da luta no link abaixo.

The Phenom em ação! Belfort vs. Joe Charles.

O “Fenômeno”, Vitor Belfort estava de volta ao UFC após a derrota para Randy Couture alguns meses antes.  Depois de impressionar o mundo com sua velocidade e explosão de seus punhos, Vitor mostrou nessa luta, enfrentando o americano Joe Charles, toda sua classe no chão, finalizando o oponente no primeiro round.  Confira o vídeo da luta no link abaixo.

CLIQUE AQUI

Sakuraba vs. Marcus “Conan” Silveira II: A Grande Final!

Com a confirmação da mão quebrada de Tank Abbott, somado à interrupção prematura de Big John McCarthy, a revanche imediata era uma obrigação para o público japonês.  E os fãs de MMA presenciariam naquele momento o surgimento de uma lenda do esporte.  A luta representou a trajetória brilhante que Sakuraba seguiria nos anos seguintes.  Seu estilo de luta excêntrico, as belas quedas de single leg, suas constantes trocas de posição, variando tentativas de finalização a todo instante e principalmente a capacidade de resistência enfrentando um adversário muito maior.

Sakuraba venceria por finalização (armlock) no primeiro round.  Para euforia do público local e de seu córner que invadiu em peso o octagón para comemorar o título de campeão do torneio dos pesados do Ultimate Japão.  Abaixo o vídeo da trajetória de Sakuraba no evento.

CLIQUE AQUI

Cinturão dos Pesados em Jogo: Maurice Smith vs Randy Couture

Maurice Smith, que detinha o cinturão, o conquistou com uma luta histórica contra Mark Coleman. Considerada a melhor luta de 1997, em uma virada espetacular.   Randy Couture vinha como desafiante, até então era praticamente um novato no MMA.  Com uma carreira invejável no wrestling, Randy ingressou já veterano ao MMA, com 34 anos.  Porém o início foi bastante promissor.   Foi o campeão do UFC 13 e vinha de vitória contundente sobre o Vitor Belfort.

A luta foi um confronto clássico de estilos, um striker (MO Smith) contra um grappler (Randy).  O combate não empolgou.  Randy conseguiu sufocar Maurice Smith e assim anular o jogo em pé de seu adversário.  A luta foi para decisão dos jurados, onde um deu empate e outros dois deram vitória ao RandyCouture, que conquistava assim o cinturão dos pesados.   Cinturão este, que seria deixado vago logo na sequência, pois problemas contratuais fizeram que Randy deixasse o UFC, seguindo carreira no Japão, no evento RINGS.  Voltaria definitivamente ao UFC em 2001, onde faria história na organização. Abaixo o link do vídeo da luta completa.

CLIQUE AQUI

Ultimate Japan: Revolução do UFC

Ultimate Japan está marcado na história como o evento que revolucionou a maneira de organização da franquia, dividindo os lutadores em categorias e criando seus respectivos cinturões.  Além disso, esse evento era um presságio de uma rivalidade que se iniciava com o Pride FC nos anos seguintes.   O mercado japonês foi se fechando ao UFC, fazendo com que os eventos realizados em terras nipônicas fossem de pouca relevância e isso se deve ao crescimento do Pride FC que a partir dos anos 2000 se tornaria indiscutivelmente a maior organização do MMA, tendo como um dos seus maiores ícones, Kazushi Sakuraba, que pouca gente lembra, surgiu no UFC.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Curta Nossa Página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por: Cassio Lopes



Categorias
EspeciaisLutas

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

quatro × quatro =

RELACIONADO POR