“Não tiraremos o cinturão dele por enquanto”, diz Dana White sobre Conor McGregor.

Enquanto o irlandês ainda não se comprometeu a defender o cinturão, o chefão do UFC ainda não pretende tirá-lo de Conor.
(Foto: Jeff Bottari / Zuffa LLC)

O campeão dos pesos-penas do UFC Conor “The Notorious” McGregor acabou de lutar e vingar sua derrota para Nate Diaz no UFC 202 após um duelo intenso e com resultado controverso. Depois disso, o chefão Dana White foi enfático em dizer que Conor seria obrigado a finalmente retornar aos pesos-penas e defender o cinturão (Conor lutou contra Diaz pelos pesos meio-médios).

Conor desde então não se mostrou tão comprometido em cumprir esta “recomendação” do chefe e seu treinador John Kavanagh chegou até a dizer que Conor faria suas próximas lutas na categoria dos pesos-leves, fato confirmado pelo próprio Conor. Na coletiva de imprensa pós-luta feita após o UFC 202, McGregor se mostrou disposto a descer de categoria, mas apenas UMA categoria abaixo da qual lutou naquele evento, praticamente descartando um retorno aos pesos-penas.



“Quero recuperar meu abdome. Quando luto pelos meio-médios, perco a definição de meu abdome… Por isso descerei uma categoria. Quando voltar a lutar, será pelos pesos-leves”.

(Conor durante coletiva de imprensa pós-luta do UFC 202)

Conor McGregor após vitória sobre Nate Diaz no UFC 202 (Foto: Jeff Bottari / Zuffa LLC)

Conor McGregor após vitória sobre Nate Diaz no UFC 202 (Foto: Jeff Bottari / Zuffa LLC)

Questionado sobre uma revanche contra o campeão interino José Aldo, Conor não se mostrou empolgado. Ao invés disso, o irlandês se mostrou muito mais favorável a lutas por outras categorias, como um combate contra Eddie Alvarez pelo cinturão dos pesos-leves e até uma luta de boxe contra Floyd Mayweather Jr. que vem sendo fomentada há um certo tempo.

Dana White, no entanto, se mostrou otimista quanto ao retorno do irlandês aos pesos-penas e crê que McGregor fará isto sem precisar sofrer pressão do Ultimate. Em entrevista a rádio NBC Sports, White disse que não tiraria o cinturão do campeão por enquanto a não ser que ele não se comprometa de forma alguma a defendê-lo:

“Não, não tiraremos o cinturão dele por enquanto. Ele vai tomar a decisão dele e se for sensato, saberá que uma terceira luta contra Diaz não será a luta certa a se fazer, portanto vai ser a decisão dele. Ou ele defende o cinturão ou terá de abdicar dele e decidir o que quer da vida. Por enquanto eu não tomarei seu cinturão ou farei nada antes que ele confirme sua decisão.”

(Dana White à NBC Sports Radio)

Quando questionado sobre a possibilidade de uma trilogia entre McGregor e Diaz, Dana rechaçou a idéia e usou exemplo da luta entre Manny Pacquiao contra Floyd Mayweather Jr. para justificar seu ponto de vista:

“Olha só, peguem o exemplo da luta do Pacquiao contra o Mayweather. Todo o histórico dela, toda a produção, a propaganda, tudo isso… Aquela luta foi muito abaixo do esperado e de toda a pompa feita em cima dela, eu acho, e acima de tudo deixou um gosto ruim na boca dos espectadores. E claramente não foi o caso da revanche do Conor contra o Nate. O tanto de pessoas que assistiram e saíram felizes, satisfeitas e comentando sobre o assunto faz com que esta segunda luta torne-se uma daquelas que as pessoas se contentarão em rever e rever e rever, sem necessidade de uma revanche.”

(Dana White sobre a trilogia Diaz vs. McGregor)



Categorias
Lutas

Paulistano, São Paulino, baterista, perito em TI, fanático por lutas e viciado em games. Colunista e redator Nocaute Na Rede.
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    20 + dezenove =

    RELACIONADO POR