Nocaute na Rede apresenta: Douglas D’Silva

Brasileiro quer agora engrenar uma boa sequência de luta - e vitória - para chegar rapidamente ao topo da divisão peso galo
(Foto: Reprodução)

No próximo sábado, 8, acontece o UFC 213: Nunes vs Shevchenko 2. O evento vem recheado de grandes estrelas da Organização, e trazendo duas disputas de cinturão. Dentre tantas estrelas, 4 brasileiros estarão presentes, e dentre estes 4, tem um peso galo porradeiro e nocauteador, chamado Douglas D’ Silva.

(Foto: Arquivo Pessoal)

Douglas é paraense, 32 anos, representante da Corinthians MMA. Tem um cartel que impõe respeito, diria até mais, coloca medo nos adversários. São 26 lutas, 24 vitórias (19 nocautes, 1 finalização e 4 por decisão), apenas 1 derrota (por decisão) e 1 ‘no contest’. Única derrota na carreira foi para o bom russo Zubaira Tukhugov, na estreia pelo UFC, mas de lá pra cá já são duas vitórias. Quando ainda lutava no Brasil, fez 23 lutas, venceu 22 e teve 1 ‘no contest’. Chegou a engrenar uma sequência de 10 nocautes consecutivos, e outra com 7 nocautes seguidos. 



Douglas iniciou no profissional em 2007, e fez sua última luta fora do UFC em dezembro de 2013, somando 23 combates nesses 6 anos. Já pelo Ultimate, a vida não tem sido fácil. O lutador tem sofrido com as lesões e os longos tempos parado. Se antes a média era de mais de 3 lutas por ano, no UFC tem sido apenas 1 por ano. Enfrentou Zubaira Tukhugov na estreia em fevereiro de 2014, depois Cody Gibson em fevereiro de 2015, e Henry Briones praticamente 1 ano e 9 meses depois, novembro de 2016. Agora, 8 meses depois, ele volta a subir no octógono. 

Mesmo ficando afastado 1 ano e 9 meses das lutas, Douglas voltou de forma avassaladora, fazendo uma grande exibição, nocauteando Henry Briones com um belo soco rodado – confira no player abaixo – e de quebra ganhando um dos bônus de “Performance da Noite”

Antes de subir no octógono para enfrentar Rob Font no UFC 213, o lutador paraense respondeu algumas perguntinhas rápidas, diretamente  sobre este atual confronto, com exclusividade ao Nocaute na Rede. Confiram.

NR – Como foi a preparação para esta luta? Chamou alguém em especial para te ajudar neste camp?
Douglas – Fiz a preparação no Corinthians. Levei meu mestre lá de Castanhal, Aliandro Favacho, para me ajudar junto aos treinadores do Corinthians.

NR – Como foi o processo de perda de peso pra essa luta?
Douglas – Na base da dieta, super rigorosa. 

NR – Qual a análise que você faz sobre seu adversário?
Douglas – Ele tem um boxe e uma envergadura bem equivalente a minha. O ponto fraco dele é nas pernas. O caminho é trabalhar os chutes nas pernas e depois encurtar.

NR – Você vai lutar na “Semana Internacional da Luta” e naquele que é o grande card do UFC no ano até o momento. Como é que ta a expectativa, a emoção, de lutar nesse evento grandioso?
Douglas – Me sinto muito honrado. Farei valer cada gota de suor derramado.

NR – O que o público pode esperar de você para esta luta?
Douglas – Bom, na humildade, mas o plano é ir pra cima e nocautear no máximo até o segundo round.

NR – Deixa um recado aí para a galera que acompanha o Nocaute na Rede.
Douglas – Quero mandar um grande abraço para toda a galera ligada no Nocaute na Rede, e agradecer ao site pela divulgação do nosso trabalho.

 

Douglas D’Silva diretamente de Las Vegas (Foto: Arquivo Pessoal)

 

 

(Foto: Arquivo Pessoal)

 

 

Douglas D’Silva e a lenda Forrest Griffin (Foto: Arquivo Pessoal)



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

treze − seis =

RELACIONADO POR