Nocaute na Rede bate um papo com: Thiago Minu

Thiago Minu, 32 anos, sargento do exército, faixa preta de jiu jitsu, lutador de MMA. Possui 25 lutas no cartel, venceu 19 (13 finalizações, 5 nocautes e 1 por...

Thiago Minu, 32 anos, sargento do exército, faixa preta de jiu jitsu, lutador de MMA. Possui 25 lutas no cartel, venceu 19 (13 finalizações, 5 nocautes e 1 por decisão dos juízes) e foi derrotado em apenas 6 oportunidades. No Brasil, já teve a oportunidade de enfrentar o hoje desafiante ao cinturão dos pesos leves do UFC, Rafael dos Anjos, e José Aldo, hoje campeão dos pesos penas do UFC. Lutou em eventos como o Shooto Brasil, XFC Brasil e XFC Internacional. Em 2014, o lutador da Boxer MMA finalmente recebeu uma grande oportunidade, e fora contratado pelo Bellator.

Thiago Minu vs Bubba Jenkins (Foto: Reprodução/ Facebook)

Thiago Minu vs Bubba Jenkins (Foto: Reprodução/ Facebook)

Thiago Minu bateu um papo exclusivo com o Nocaute na Rede. O sargento falou sobre a sua luta de estréia no Bellator, retorno aos pesos leves, treino com Mike de La Torre, além de revelar adversários e locais de suas duas próximas lutas.



Você ainda continua com sua função de sargento do exército?

Continuo sim. Sou Sargento do exército da Ativa e diga-se de passagem, cheio de missões. Trabalho das 8:00 às 17:00, além ocasionalmente das escalas de serviços nos finais de semana e atividades noturnas. Atualmente sirvo no 3 Batalhão de Comunicações, onde participamos de diversas Operações recentes, tais como Segurança na Copa do Mundo, Operação na Favela da Maré, etc. Eu luto como um hobbye e felizmente acabei me destacando na luta. Não tenho tanto tempo para treinar e principalmente para descansar, faço isso por que realmente amo. Eu diria que sou um amador que se atreve com profissionais.

A luta contra Bubba Jenkins foi a última em que você esteve em ação. Vi uma declaração sua antes da luta na qual você dizia que nunca tinha estado tão bem preparado. Estando tão bem preparado, por que você acha que não conseguiu alcançar aquela vitória?

Posso dizer que essa luta foi muito sinistra. Eu estava no meu auge físico e técnico, nunca estive tão bem, fiz tudo corretamente, zero lesões, mas simplesmente não fiz absolutamente nada do que treinei, e nem tentei fazer. Sempre a gente busca explicações para uma derrota. “Foi o peso? Foi a responsabilidade de estrear no card principal, e ainda há duas vitórias de lutar pelo cinturão do Bellator?” Pode ser, mas acredito que aquele não era o meu dia, era do Bubba. Ele foi lá e teve todos os méritos pela vitória.

Você realmente decidiu voltar à categoria dos 70 kg do Bellator?

Decidi subir para 70 kg para me divertir mais. Como te falei anteriormente, MMA pra mim é minha cachaça (risos), então lutar de 66 kg exigia muito sacrifício, por isso decidi voltar para 70 kg.

Vi que você tem 3 lutas marcadas, sendo uma para esse mês na Russia e outras duas no mês de abril. Você já tem adversários definidos para estas lutas? E quais os nomes dos eventos pelos quais você lutará?

Tinha marcado 3 lutas,porém resolvi cancelar uma,pois eram apenas 6 dias de diferença entre essa e a luta anterior, então poderia não conseguir e acabaria deixando o evento na mão. Tenho adversário definidos sim. Lutarei primeiro na Rússia, num evento chamado Absolute Championship Berkut 15. Lá enfrentarei Oleg Bagov, lutador especialista no chão, que tem 17-8. Depois lutarei na Argentina, no evento Arena Tour 5. Neste evento enfrentarei Esteban Bonaveri, que tem o cartel 10-3 e é o melhor lutador argentino na categoria até 70 kg..

Como estão as preparações para tantas lutas em tão pouco tempo?

Estou treinando conforme eu posso, para chegar bem preparado e fazer boas lutas.

Recentemente você recebeu Mike De La Torre em sua academia. Conta como foi essa experiência. E ele é um cara gente boa?

Foi uma excelente troca de informações. Foi ele e a equipe com mais 2 lutadores. Treinamos um pouco de jiu jitsu sem kimono. Ele é um cara gente fina.

Apesar das lutas em outros outros eventos, Thiago Minu continua como atleta do Bellator. O brasileiro recebeu uma liberação apenas até o fim desse semestre devido à falta de adversários pela nova categoria. No segundo semestre, Minu estará de volta à organização, pronto para encarar novos desafios.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

 

Escrito por Kaio Teixeira Lima



Categorias
BellatorEntrevistasLutasMMA Internacional

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede, sonha em seguir carreira na área esportiva; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral (principalmente MMA, futebol e basquete); Praticante de MMA e muay thai;
Sem Comentários

Responder

*

*

1 × dois =

RELACIONADO POR