Nocaute na Rede entrevista: Jean Guilhon, o árbitro gaúcho com mais lutas registradas

Figura carimbada em diversos eventos no Rio Grande do Sul, o árbitro Jean Guilhon é o recordista de lutas arbitradas entre os árbitros gaúchos, segundo o site referência em...
Jean Guilhon (Foto: Reprodução/Facebook)

Jean Guilhon (Foto: Reprodução/Facebook)

Figura carimbada em diversos eventos no Rio Grande do Sul, o árbitro Jean Guilhon é o recordista de lutas arbitradas entre os árbitros gaúchos, segundo o site referência em dados no mundo das lutas, Sherdog. E o Nocaute na Rede teve a oportunidade de conversar com ele, onde falamos sobre a sua carreira, seus planos pra 2016 e outras curiosidades. Ele também contou, com exclusividade, sobre o prêmio que ganhou recentemente. Confira! 

Jean, tu és o árbitro gaúcho com maior número de lutas arbitradas, segundo o Sherdog, correto?

Sou o gaúcho com o maior número de lutas arbitradas no Sherdog e, atualmente. o mais requisitado, atuando em mais de 80% dos eventos no Rio Grande do Sul. 

Quantas são ao todo?

Não sei o numero preciso de lutas pelo Sherdog. Em 2016 completarei 5000 (cinco mil) lutas, em diversos estilos: Muay Thai, Kickboxing, K1, Boxe e MMA. Amadoras e profissionais.

Quantos anos de carreira e desde quando começastes a arbitrar?

Comecei a arbitrar lutas amadoras no final dos anos 90. Faço parte da primeira turma de árbitros do Brasil da CABMMA (Comissao Atletica Brasielira de MMA) e ABAL (Associação Brasileira de Árbitros de Lutas).

Qual foi o melhor momento que passaste ao comandar todos esses combates?

Melhores momentos são todos os que concluo eventos, onde tudo acontece da melhor forma, onde as regras sao cumpridas e ninguém se machuca. Pois a prioridade número um de um árbitro central é preservar a integridade física dos atletas.

Pratica alguma arte marcial?

Sou grau preto de Muay Thai e 3º dan (na faixa preta) de kickboxing.

Tem algum sonho a realizar como árbitro?

Sonho, como árbitro, que todas as equipes do Rio Grande do Sul e do Brasil busquem conhecimento de regras, pois a maioria das equipes e atletas profissionais desconhecem informaçoes basicas. Exemplo: O procedimento de quando cai o protetor bucal durante o combate.

Além de árbitro, tem – ou tinha – alguma outra profissão?

Sou técnico em administração e contábeis.

Você foi indicado ao prêmio de melhor árbitro da ABAL e concorreu com Alexandre Sagat e Cristmi Niero e venceu! Fale um pouco sobre isso!

Gostaria de agradecer a confiança e oportunidade da ABAL e dos gauchos ao meu trabalho, que realizo com o coração.

Deixe um recado para os leitores do Nocaute na Rede!

A missão de um árbitro central é fazer cumprir as regras, buscando sempre a integridade física dos atletas com imparcialidade. O público, familiares e torcida em geral não tem obrigação de saber regras, portanto é necessário estar sempre atualizado para informar a todos os procedimentos corretos. Temos previsao de mais de 40 eventos para 2016 no RS e em SC, para tanto atuamos com uma equipe de mais 3 árbitros: Paulo Nicheli, Eduardo Alabano (Seco) e Fabiano Kretino.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH
Escrito por: Lucas Costa


Categorias
Boxe Nacional e InternacionalEntrevistasEspeciaisLutasMMA Nacional

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

12 − três =

RELACIONADO POR