NR Entrevista: Hugo Wolverine! Uma das figuras do primeiro TUF Brasil

Hugo Viana, ou “Hugo Wolverine” como conhecido no mundo das lutas, “Wolverine” é atualmente contratado do UFC e fisioterapeuta formado. Hugo foi uma das grande figuras do primeiro TUF...

Hugo Viana, ou “Hugo Wolverine” como conhecido no mundo das lutas, “Wolverine” é atualmente contratado do UFC e fisioterapeuta formado. Hugo foi uma das grande figuras do primeiro TUF Brasil, mostrando não só sua capacidade dentro do octógono, como também fora dele, mostrando ser um lutador de muita consciência e mente aberta. Com apenas 3 anos de carreira, Hugo já conseguiu realizar o sonho de todo lutador de MMA na atualidade quando inicia no mundo das lutas, ser contratado pelo UFC, mas não foi nada fácil. No TUF, venceu as duas primeiras lutas e perdeu para o campeão da temporada Rony Jason, nas semi finais. Mas Hugo ganhou a chance de lutar no card do UFC 147 e não decepcionou, em uma luta dura, venceu John Macapá por decisão dividida e garantiu o contrato com o UFC.

Globoesporte.com

(Foto: Globoesporte.com)

De la pra cá, venceu Reuben Duran o nocauteando no primeiro round, onde fez uma incrível apresentação e perdeu para TJ Dillashaw por nocaute técnico, mas fez uma grande luta, chegando perto de nocautear, mas devido a falta de experiencia perdeu o combate, nada que mude ou desanime Hugo e que só deve se tornar um lutador melhor daqui pra frente. Confira a entrevista que Hugo Wolverine concedeu ao Nocaute na Rede, Hugo nos fala um pouco sobre a sua carreira, a pressão que sofreu no TUF Brasil 1, faz uma analise da derrota do amigo Cigano para Velasquez, como lidou com a derrota para Dillashaw, suas perspectivas daqui pra frente no UFC e muito mais:



NR: Como começou sua carreira no MMA, e como foi essa passagem no TUF Brasil. Esperava chegar tão longe com apenas 3 anos de carreira?

Hugo Wolverine: As artes marciais fazem parte da minha vida desde a pré- adolescência, mas o MMA só se fez presente em 2006 quando iniciei a mistura das artes com os irmãos Almeida. Posteriormente, comecei a minha preparação para uma carreira profissional no MMA na academia Champion do mestre Luiz Dórea e em 2010 fiz minha estréia no octógono.  O TUF foi a realização de um sonho e a consagração do meu trabalho como lutador, que já acumulava uma bagagem de 10 anos de carreira.

Divulgaçao

(Foto: TUF Brasil)

NR: Quem da casa do TUF Brasil ainda tem contato e virou amigo após o programa? 

Hugo Wolverine: Hoje tenho contato com  muitos  participantes do TUF Brasil 1, como Rony Jason, Pepey, Serginho Moraes, Daniel Sarafian, Pé de Chumbo   e vira e mexe me encontro com os outros guerreiros que também tenho muito carinho.

NR: O que você acredita que mais influencia no desempenho do atleta na casa do TUF Brasil, a saudade da família, o desgaste físico, algum outro fator?

Hugo Wolverine: A saudade da família é um fator influente, principalmente quando se tem filhos (não é o meu caso). O preparo físico também influencia bastante, já que temos que tirar peso muitas vezes em um curto período de tempo. Também tem a pressão das câmeras e holofotes, que compõe um cenário de tensão exigindo muito foco do atleta. No meu caso a falta de privacidade e a quantidade de atletas de alto nível me deixaram bastante nervoso já que eu era o mais inexperiente da casa. 

Wolverine-x-T.J.-Dillashaw

(Foto: UFC)

NR: Qual lição tirou da derrota para o TJ Dillashaw, onde você fez uma luta parelha, e chegou perto de nocautear, mas perdeu? Gostaria de uma revanche?

Hugo Wolverine: A luta contra  Dillashaw foi muito importante para a minha carreira, consegui perceber que tenho capacidade para estar entre os melhores da categoria e que devo estar mais atento para certos detalhes. Um exemplo foi quando recebi o primeiro golpe, não respeitei a minha condição e fui para a luta franca, o que resultou na derrota. As derrotas fazem parte da trajetória de todo homem e trazem grandes aprendizados e boas reflexões sobre a essência e a humildade. Não penso em revanche, mas o enfrentaria novamente sem problemas.

NR: Qual o foi o fator primordial para essa derrota do Cigano no UFC 166? Ficou muito surpreso com o resultado?

Hugo Wolverine: O resultado da última luta de Cigano me surpreendeu, pois ele estava bem treinado e muito focado, mas acredito que a estratégia não foi tão bem executada. Cigano é um grande atleta e um verdadeiro campeão, acredito que será o detentor do cinturão novamente em breve. Espero que ele dê a volta por cima e volte com tudo!

super lutas

(Foto: UFC)

NR: Qual analise faz da sua categoria no momento? E qual o seu palpite para a luta do Dominick Cruz contra o Renan Barão que esta marcada para o UFC 169?

Hugo Wolverine: Hoje eu vejo uma categoria muito concorrida e cheia de grandes talentos. Uma divisão de muita força e velocidade.  O Dominick é um grande campeão, porém enfrentará o problema da falta de ritmo e vai encarar um atleta muito bem experimentado que é Renan Barão. Com certeza será uma grande batalha, mas eu acho que vai dar Barão.

NR: Qual a sua expectativa para esse próximo TUF Brasil com Wanderlei Silva e Chael Sonnen? E pra quem vai torcer?

Hugo Wolverine: O próximo TUF Brasil será muito divertido e disputado. Os dois treinadores são bastante polêmicos e ótimos “showmens”, além de grandes lutadores. Acho que teremos a maior parte da torcida a favor do Wanderley.

NR: Aonde e com quem vem treinando ultimamente para seus próximos compromissos no UFC?

UFC 147: Silva v Franklin II

(Foto: UFC)

Hugo Wolverine: Nos últimos meses estou me dedicando aos treinos de grappling (luta agarrada) para evitar impactos que podem ser lesivos. Realizo esses treinos no SESI – Osasco, liderados pelo mestre Alejo. O treino de boxe fica por conta do grande professor Joilson Gomes, também em SP. Esse mês estou voltando para Salvador para intensificar os treinamentos.

NR: Já está recuperado da lesão? Já teve algum contato para a sua volta?

Hugo Wolverine: Estou recuperado da lesão e pronto pra lutar em qualquer evento da  organização.

NR: Deixe um recado para os seus fãs e um conselho para quem esta começando a carreira no MMA.

Hugo Wolverine: Quero agradecer o carinho, o apoio e a torcida de todos os amigos e fãs que acompanham minha carreira e estão ansiosos aguardando minha recuperação e a próxima batalha. Muito obrigado à minha equipe que de forma incansável me alavanca para o alto. E pra quem esta começando, o meu conselho é que não desistam, mesmo diante das dificuldades apresentadas pela carreira, que todos nós sabemos que não é fácil, que tem muitos obstáculos e que falta ainda valorização e profissionalização, como acontece também em muitos outros esportes no Brasil. Mas o importante é continuar lutando.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebookhttps://on.fb.me/143Aqek

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Curta nossa página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
EntrevistasLutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

três × 1 =

RELACIONADO POR