NR Entrevista: Igor Araujo! Participante da 16º edição do TUF Americano

Igor Araujo é um dos mais recentes lutadores brasileiros a serem contratados pelo UFC, dono de um cartel de 23 vitórias em 29 lutas e 17 finalizações na carreira,...

Igor Araujo é um dos mais recentes lutadores brasileiros a serem contratados pelo UFC, dono de um cartel de 23 vitórias em 29 lutas e 17 finalizações na carreira, Igor Araujo é um finalizador de primeira linha, participante do TUF 16: Carwin vs Nelson, foi um dos integrantes da equipe de Shane Carwin onde foi eliminado pelo campeão nas quartas de final, mas é um dos poucos participantes dessa edição atualmente no UFC, em sua estréia, no próximo dia, 09, Igor Araujo enfrenta Ildemar Marajó em uma das lutas preliminares do evento, Araujo tem passagens pelo Shooto e M1 GLobal, o lutador conta com exclusividade ao NR, sobre o drama que passou na casa do TUF, sua inesperada contração pelo UFC, seu próximo adversário e muito mais.

385023_269265069843285_447619287_n

(Foto: Divulgação / TUF 16)

NR: Como iniciou sua carreira nas artes marciais e no MMA?



Igor Araujo: Fiz Taekwondo quando criança, mas comecei mesmo foi com o  Jiu-Jitsu ao 20 anos, minha primeira luta de MMA foi as 24 anos.

NR: Me fale sobre essa experiencia no TUF, o quanto a saudade da família e o corte de peso seguido o prejudicou na sua performance? 

Igor Araujo: Acho que isso foi primordial, não conseguia fazer nada depois da segunda semana, sou pai de 3 crianças e senti muito a falta deles e da minha esposa, não tinha vontade nem de comer, foi difícil, tem gente que diz que é desculpa, que todo mundo tem família, etc. Mas os indivíduos são diferentes e eu sou um cara muito família, ficar sem saber como as coisas andam em casa foi complicado, como minha mulher com 3 filhos estava pagando as contas, como estava se virando com aquilo tudo foi complicado, me sentia muito culpado.

NR: Acredita que podia ter chegado mais longe na competição?

Igor Araujo: Com certeza eu acredito, todos na casa me tinham como favorito, passadas as duas primeiras semanas eu fiquei muito mal la dentro, só chorava e ficava isolado, cada dia foi uma tortura.

NR: Teve receio em enfrentar algum lutador na casa?  E como era a rotina de treinos?

Igor Araujo: Não, tinha a galera da minha equipe que eu não fazia questão alguma de lutar contra, mas era um jogo, todos contra todos. Eram 2 treinos diários de segunda a sábado, depois da lutas não tinha tempo de descanso, fiz a primeira luta para entrar na casa com um adversário muito duro, e no dia seguinte mesmo todo inchado e com dores eu já estava treinando, deu um overtraining sinistro que acho que ajudou muito para o meu desgaste la dentro.

142542_luta

(Foto: Divulgação / TUF 16)

NR: Poderia nos contar algum fato curioso que aconteceu na casa e não foi ao ar?

Igor Araujo: Teve um dia acho que faltavam 4 semanas para acabar, eu passei o dia todo mal, chorava muito, eu tinha ganhado a minha segunda luta, mas não conseguia me motivar, então fiquei muito mal, até o pessoal da produção veio me ajudar, dizendo que olharam o facebook da minha esposa e estava tudo bem etc. Isso não ajudou muito.

NR:  Sendo um finalizador nato, e com 17  finalizações na carreira, acredita ter um dos melhores Jiu-Jitsu do UFC, acredita que pode finalizar qualquer um da categoria?

Igor Araujo: Cara eu com certeza acho que o meu Jiu-Jitsu é um dos melhores ali, mas MMA não é Jiu-Jitsu, é algo bem mais complicado, mas eu consigo aplicar muita coisa do Jiu-Jitsu no MMA e acho que vou surpreender muita gente ali.

NR: Como foi essa passagem pelo WSOF, onde nem chegou a lutar, e esse convite de lutar no UFC, como aconteceu tudo isso?

Igor Araujo: Então, eu estava com contrato de 5 lutas com o WSOF, eles me deram datas, mas nunca se concretizava, esse é meu trabalho, tenho que estar lutando, então liguei para o Ray Sefo e pedi pra ele me liberar já que tinham umas pessoas ali que estavam complicando a minha vida, não querendo me liberar etc. Então liguei pra quem manda de verdade, ele me entendeu, e graças a Deus veio o convite para o UFC quando eu já nem esperava, foi muito bom, me levantou quando eu já nem pensava em lutar mais.

NR: Me fale sobre seu adversário no UFC Fight Night: Maia vs Shields, o Ildemar Marajó, e como esta sua preparação para a luta?

Igor Araujo: Ele é um cara bom, duro como todos ali dentro, troca bem, é faixa preta de Jiu-Jitsu, eu tenho muito respeito por ele como lutador, já que a pessoa eu ainda não conheço, por isso eu treinei bastante apesar de ter aceitado a luta com 5 semanas de antecedência  eu treinei muito, e com certeza vou me apresentar muito bem.

NR: Para encerrar, me conte sobre suas expectativas de agora em diante no UFC e deixe um recado aos seus fans?

Igor Araujo: Eu não sou um cara de criar muitas expectativas, sou um cara que trabalha duro, e pensa sempre muito positivo, tenho muita fé em Deus e sei que ele esta no controle, mas sou um guerreiro e essa é minha guerra agora. Eu agradeço ao Nocaute na Rede pela entrevista, e para os fans do MMA aplaudam sempre quem esta ali dentro porque esse é o esporte mais difícil do mundo e é pra poucos, Deus abençoe todo mundo.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta nossa página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Victor Nunes

Twitter: @vic_nr



Categorias
EntrevistasLutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

três × 1 =

RELACIONADO POR