O Jiu-Jitsu pelo mundo e suas graduações bizarras! Confira!

Com o "Boom" do Jiu-Jitsu pelo mundo, após o sucesso de Royce Gracie na primeira edição do UFC, o Jiu-Jitsu vem sofrendo algumas variações, no mínimo bizarras.

Alguns excelentes atletas que viraram professores, sendo alguns até de linhagens famosas no seguimento da arte parecem não dar valor ao formato de graduação que passaram, ou que pelo menos deveriam ter passado. Pensando nisso, listamos algumas formas de graduação mais bizarras que temos notícia, além de alguns estilos de Brazilian Jiu-Jitsu que foram criados pelo mundo. Confira!

GRADUAÇÃO ONLINE 



Criada pelos irmãos Rener e Ryron Gracie, a Gracie University inovou ao graduar alunos à Faixa Azul pela Internet. Criticados por vários atletas e mestres, inclusive pela própria família, os irmãos seguem com seus planos. Um pouco antes de morrer, o Mestre Hélio Gracie, revoltado com a banalização da Faixa Preta de Jiu-Jitsu resolveu usar a Faixa Azul, como sinal de protesto. Se estivesse vivo, como Hélio Gracie reagiria a essa forma bizarra de graduação?

Hélio Gracie usando faixa azul, ao lado de Rickson. Foto: Reprodução

Hélio Gracie usando faixa azul, ao lado de Rickson. Foto: Reprodução

PULANDO FAIXAS

Leandro Vieira, um dos fundadores da Checkmat foi notícia no cenário mundial de Jiu-Jitsu ao graduar Daniel Cormier com a Faixa Marrom de Jiu-Jitsu. Não é que seja absurdo graduar qualquer lutador, mas pular da Faixa Branca direto para a Faixa Marrom causou revolta por parte de alguns profissionais e atletas. Diante de tanta polêmica, Leo justificou sua atitude:

 “O Cormier é um atleta olímpico, foi seis ou sete vezes campeão nacional de wrestling, participou de duas Olimpíadas e como capitão do time de wrestling em uma delas. O wrestling e o jiu-jítsu fazem parte da mesma modalidade, que é a luta agarrada, assim como o judô. Quando você já pratica uma dessas modalidades e tem experiência no tatame, é mais fácil evoluir. Eu não posso avaliar o Cormier da mesma maneira que eu avalio um aluno que entra na minha aula sem nunca ter treinado nada antes. É simplesmente desleal deixá-lo competir na faixa roxa hoje. Ele dá trabalho para muito faixa-preta aqui!”

Seria interessante vê-lo competir pelo menos uma vez em cada uma das faixas que ele pulou, pelo menos umgrande evento, não acham?

Cain, Leo Vieira, Cormier e Rockhold. Foto: Repdoução Instagram

Cain, Leo Vieira, Cormier e Rockhold. Foto: Instagram

 

FAIXA VERMELHA COM 35 ANOS

Você, praticante de Jiu-Jitsu, já se imaginou entrando para a seleta galeria de faixas vermelhas, que conta apenas com 5 membros? Pois bem. Calculando que um atleta receba a Faixa Preta com apenas 19 anos, ele não atingiria a Faixa Vermelha antes dos 67 anos.  Mas desrespeitando totalmente os prazos mínimos estabelecidos, o professor Ubiratan Cordeiro, que anos antes tambem se auto graduou faixa vermelha, condecorou um faixa preta de 35 anos, chamado Clayton Silva com a graduação máxima. O fato gerou revolta entre os amantes da arte e muitas respostas contra a atitude de Ubiratan foram publicadas nas mais variadas mídias sociais. 

Foto: Reprodução Facebook

Foto: Reprodução Facebook

Situações como essa, denigrem a imagem do esporte, que conta com várias Confederações Nacionais e que não existe um consenso para unificação dos vários “Campeões Mundiais”.

 

CRIANÇAS GRADUADAS COM A FAIXA PRETA

No Texas, uma academia liderada por Klay Pittman gerou uma polêmica mundial ao graduar uma criança à Faixa Preta. O que choca, na verdade, é quando a exceção vira regra e ignora toda uma tradição. Alguns professores e mestres fizeram duras críticas, mas houve quem entendeu isso como uma forma de aumentar seus negócios, afinal, dentro de sua academia, um professor é soberano e dita as regras, né?

Graduação de criança a Faixa Preta. Foto: Reprodução

Graduação de criança a Faixa Preta. Foto: Reprodução

REBAIXAMENTO DE FAIXA

Este que vos escreve esta matéria é praticante de Jiu-Jitsu desde 2000. Na minha caminhada, já vi várias situações estranhas no Jiu-Jitsu. Sempre me foi passado que “Faixa dada não pode ser tomada”. Eu aprendi que se sou graduado, devo me dedicar mais ainda para sustentar a minha graduação. Caso eu pare e retorne, será normal tomar uns sacodes de um menos graduado, afinal a “ferrugem” e o “gás” atrapalharão bastante o retorno. Mas ter a faixa tomada e ser rebaixado pelo seu professor seria correto? Assistam o vídeo abaixo.

Queremos deixar bem claro que o Portal Nocaute na Rede não está para criticar nenhuma das ações citadas nesta matéria, apenas reunimos os fatos mais estranhos e bizarros relacionados a graduações de Jiu-Jitsu pelo mundo.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Bruno Carvalho

 



Categorias
Jiu JitsuLutas

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Um Comentário
  • Guerreiro
    23 setembro 2016 at 14:42
    Responder

    Que vergonha pro atleta….

  • Responder

    *

    *

    um × 1 =

    RELACIONADO POR