O que pensam as estrelas do UFC 237: Namajunas vs Andrade?

O UFC 237: NAMAJUNAS x ANDRADE acontece neste sábado, dia 11 de maio, na Jeunesse Arena, com a campeã peso-palha Rose Namajunas colocando seu cinturão em jogo contra a brasileira Jessica...
(Foto: Reprodução)

O UFC 237: NAMAJUNAS x ANDRADE acontece neste sábado, dia 11 de maio, na Jeunesse Arena, com a campeã peso-palha Rose Namajunas colocando seu cinturão em jogo contra a brasileira Jessica Andrade (#1). Além disso, as lendas do MMA Anderson Silva e José Aldo retornam ao octógono contra Jared Cannonier e Alexander Volkanovski, respectivamente. Confira o que as estrelas do evento têm a falar antes de suas lutas:

Rose Namajunas



Escolha de lutar no Brasil: “Eu vejo como uma grande oportunidade para mim. É um pouco assustador. Eu sempre disse que eu não sairia nunca mais do país depois de passar um mês na Indonésia. Mas sempre que eu falo nunca, acabo fazendo. Eu gosto de desafiar a mim mesma, o Rio de Janeiro é um lugar lindo e estou bem animada.”

Jessica Andrade: “Ela é uma garota muito simpática, talvez não muito quando entra no Octógono. Eu tenho muito respeito e gratidão por ela me enfrentar e me tornar uma lutadora melhor.”

Expectativa para a luta: “Vou acertá-la no rosto, pegar as costas e finalizar.”

Jessica Andrade

Cinturão em casa: “Poder fazer essa luta em casa tem sido um sonho. Estar com meu povo, com minha família, minha equipe, não precisar viajar. Até o peso fica mais fácil de cortar. É a realização de um sonho, tenho que aproveitar e agarrar a oportunidade com todas as minhas forças.”

Segunda chance: “Eu costumo dizer que cavalo selado não passa duas vezes, mas para mim ele passou ou talvez seja eu que esteja correndo atrás dele. Essa é a minha chance, meu momento. Batalhei demais para chegar aqui e lutei com as melhores para conquistar essa oportunidade.”

Rose Namajunas: “A Rose tem uma envergadura maior do que a minha, se movimenta muito bem dentro do octógono, mas cansa a partir do quarto round. Eu estou fazendo de tudo e me preparando para tudo. Digo que estou indo para a guerra com todas as armas que tenho direito.”

 Jared Cannonier

Expectativa: “Eu só espero vencer e vencer bem. Quem sabe conquistar alguns fãs brasileiros durante o processo e ainda poder apertar a mão de Anderson Silva.”

A lenda Anderson Silva: “Ele é um cara sensacional, sempre assisti suas lutas. Sinto que vai ser um grande duelo de strikers, mas acho que vou dominar a lenda. Quem sabe daqui a alguns anos também não me torno uma lenda?”

Pressão da torcida: “Eu vejo da seguinte forma: positiva, negativa ou neutra, é sempre energia. Desde que eu saiba lidar com ela, posso pegar, manipular e me fortalecer dela. Eu não levo nada para o lado pessoal, não me preocupo muito com isso. Eles não vão encostar em mim, não vão me impedir de fazer meu trabalho. Essa será a primeira vez na minha carreira, inclusive, que eu terei a torcida contra mim.”

Anderson Silva

Voltar a lutar no Brasil: “Estou muito feliz de poder voltar a lutar no Brasil e para o povo brasileiro. Tem muito tempo que não luto, então, nessa fase da minha carreira, poder voltar a lutar de novo me deixa bem feliz.”

Jared Cannonier: “Ele vem do peso-pesado, tem uma pegada maior que a dos outros, já lutou em três categorias diferentes. É um cara que tenho que ter toda a cautela para enfrentar.”

Aposentadoria: “Não sinto pressão. Já senti da família no passado, mas hoje em dia entendem que é uma coisa que amo e que tudo tem começo, meio e fim.”

José Aldo

 Alexander Volkanovski: “Quando vamos enfrentar alguém, sempre fazemos uma análise, acompanhamos as lutas. Ele é um cara duro, procura pressionar o tempo todo. Mas eu estou muito preparado para essa luta.”

Lutar em casa: “Eu me sinto bem e à vontade em qualquer lugar, mas eu amo o Rio de Janeiro. Aqui tem um sabor diferente, tenho amigos e família por perto. Lutar em casa é especial.”

Cinturão e Aposentadoria: “O objetivo é esse, finalizar a carreira esse ano. Mas claro que a gente quer sair como campeão e eu estou em busca disso. Eu sei que eu vencendo – e eu vou vencer – estarei mais próximo do cinturão e é isso que eu quero. E depois a gente para com o cinturão na cintura.”

 Alexander Volkanovski

José Aldo: “Ele é uma lenda do esporte, sou muito fã dele, mas esse momento é meu. Eu sei que vou vencer.”

Lutar no Brasil: “Eu espero muitos fãs apaixonados, provavelmente torcendo contra mim. Mas estou mentalmente preparado para lidar com isso.”

Divisão peso-pena: É uma categoria bastante concorrida, repleta de grandes nomes. Mas vencendo o Aldo na sua casa, acredito que vou deixar bem claro que vim para ficar e liderar essa divisão.”

UFC 237: NAMAJUNAS x ANDRADE

CARD PRINCIPAL

Peso-palha-feminino: Rose Namajunas x Jessica Andrade
Peso-médio: Jared Cannonier x Anderson Silva
Peso-pena: José Aldo x Alexander Volkanovski 

Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Laureano Staropoli
Peso-leve: Francisco Trinaldo x Diego Ferreira

CARD PRELIMINAR:

Peso-meio-pesado: Rogerio Minotouro x Ryan Spann
Peso-leve: Thiago Moises x Kurt Holobaugh 
Peso-galo feminino: Irene Aldana x Bethe Correia
Peso-leve: BJ Penn x Clay Guida

Peso-mosca feminino: Luana Carolina x Yanan Wu
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Sergio Moraes
Peso-galo: Raoni Barcelos x Carlos Huachin

Peso-galo feminino: Talita Bernardo x Vivi Araujo

*Card sujeito a alterações.

 

Texto: da Redação



IBlackbelt
Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

dezoito − treze =

RELACIONADO POR