#Opinião: Thiago Marreta pediu cinturão. Merece a chance?

Lutador tem tido grandes performances desde que chegou aos 93 kg e já pode ganhar uma chance pelo título
Thiago Marreta pede pelo cinturão dos meio-pesados (Foto: Reprodução)

No UFC Fight Night 145, o brasileiro Thiago Marreta nocauteou mais um. Foi o terceiro em três lutas pela divisão meio-pesado (antes de Blachowicz, Eryk Anders e Jimi Manuwa), com direito a 3 bônus, 1 de “luta da noite” e 2 de “performance da noite”. Após a vitória no último sábado, 23, sobre o polonês Jan Blachowicz, na luta principal, Marreta saiu fazendo o famoso gesto de quem quer o cinturão. Mas, já seria hora de um ‘tittle shot’? Nós respondemos.

Imagem relacionada

Thiago Marreta em ação contra Jack Marshmann (Foto: Josh Hedges/ Getty Images)

Antes de entrarmos na discussão em si, vamos só lembrar que Marreta passou exatos 5 anos no peso-médio, onde perdeu a primeira luta em 3 de agosto de 2013, para Cezar Mutante, e venceu a última, em 4 de agosto de 2018, sobre Kevin Holland. Depois disso, decidiu subir de categoria, para os 93 kg. Nesse período, foram 15 lutas, 10 vitórias (8 nocautes e 2 por decisão unânime), 5 derrotas (2 nocautes, 2 finalizações e 1 por decisão), 3 bônus (2 de performance e 1 de luta da noite) e a entrada no top 10. Então, por que um lutador que não conseguiu entrar no top 5 de uma categoria onde passou tanto tempo e com tantos feitos já poderia, com menos de 6 meses, disputar o título de uma outra?

De imediato a resposta para o merecimento de Marreta para um disputa de título é sim. Ele de fato merece. O que colabora para isso é uma série de circunstâncias. A primeira trata-se das performances do próprio atleta. Agressivo, nocauteador, mãos potentes e chutes avassaladores. Thiago é um daqueles que o público gosta de assistir, seja pela TV ou no local do evento. Traz emoção e gosta de decidir a luta sem precisar da ajuda dos juízes. Isso agrada o chefão Dana White.

Outro fato é a forma como a categoria se encontra no momento. Daniel Cormier conquistou o cinturão dos pesados e abandonou o cinturão dos meio-pesados. Jon Jones retornou aos combates e recuperou o título. Alexander Gustafsson, o #2, perdeu a revanche contra Jones (pela segunda vez). Anthony Smith (que já foi nocauteado por Marreta na época de pesomédio), #3, vai disputar o título contra ‘Bones’ no UFC 235, dia 2 de março. Jan Blachowicz, o #4, acabou de ser derrotado por Marreta. Volkan Ozdemir, o #5, tem duas derrotas nas últimas duas lutas, sendo uma delas pelo cinturão e a outra para o atual desafiante, Anthony Smith.

Resultado de imagem para thiago marreta vs jimi manuwa

Thiago Marreta nocauteando Jimi Manuwa (Foto: Reprodução)

Dos que estão a frente do brasileiro no ranking, somente Corey Anderson poderia ganhar um ‘TS’ primeiramente. O americano tem 3 vitórias nas últimas 3 lutas, mas o lutador não empolga o público. Em 12 vitórias na carreira, foram 8 por decisão, sendo 7 delas pelo UFC. Além do mais, em 4 derrotas, todas no Ultimate, foram 3 por nocaute. Marreta tem ampla preferência nesse caso. As vitórias de Thiago também são bem mais significativas, já que uma foi sobre o, na época, #6 (Jimi Manuwa) e #4 (Jan Blachowicz).

Mais uma vez, Thiago Marreta merece sim essa oportunidade pelo título, por tudo isso que aqui foi apresentado. Agora, é esperar se o oponente será o lógico (Jon Jones) ou se vai “pintar” a zebra (Anthony Smith).

 

OBSERVAÇÃO

As posições do ranking que aqui foram apresentados dizem respeito até o dia 25 de fevereiro de 2019, hoje. Geralmente a atualização ocorre às terças-feiras.



Categorias
Kaio LimaLutasMMA InternacionalOpiniãoUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

catorze + três =

RELACIONADO POR