Perfil Junior “Cigano” dos Santos

Provavelmente o peso pesado com melhor boxe de todos os tempos, Junior dos Santos, mais conhecido como Cigano, tem surpreendido a todos com sua trocação bem pensada e inusitada,...

Provavelmente o peso pesado com melhor boxe de todos os tempos, Junior dos Santos, mais conhecido como Cigano, tem surpreendido a todos com sua trocação bem pensada e inusitada, com socos na altura do peito para manter distancia e ótima esquiva contra quedas. Para sua estréia no UFC, foi escalado o perigoso Fabricio Werdum, que proporcionou o velho embate entre um striker contra finalizador. Ao contrario do que se podia esperar, Werdum manteve a luta de pé, evitando bem os golpes de Cigano até ser surpreendido por um gancho de direita aos 03:45 do primeiro round. Em 2009, mais duas lutas para o então invicto peso pesado, que teve pela frente um jovem em ascensão Stefan Strufe – contra quem obteve nova vitória por nocaute ainda no primeiro round, no UFC 95 – Sanchez vs. Stevenson – e contra Mirko Filipovic no UFC 103 – Franklin vs. Belfort             , em luta que foi até o terceiro round, com nova vitória do brasileiro por nocaute após uma chuva de socos. Cigano seguiu mostrando um ótimo boxe, conquistando ótimas vitórias, inclusive contra o ex-top contender Gabriel “Napão”, com nocaute que foi considerado um dos melhores de 2010.

Image

(Foto: Cristianpost)

Destaque também para a dura batalha travada contra o gordinho mais casca grossa do UFC, Roy Nelson, que inclusive chegou a assustar com ótimos socos no contra ataque. Vitória unânime para Cigano e passagem carimbada para se tornar um dos lutadores top 5 da categoria. O ano de 2011, Cigano foi convidado para ser um dos treinadores do TUF, e junto com Brock Lesnar, montaram suas equipes para o TUF 13. Como é costume do programa, os técnicos se enfrentam no final da temporada, mas no meio do temporada Brock Lesnar teve de se retirar devido a um problema de saúde. Shane Carwin foi escalado para lutar contra Cigano, e ambos proporcionaram uma batalha épica, com ótima trocação de socos, inclusive, todos esperavam um nocaute, porem, a luta foi decidida pelos árbitros, com decisão unânime para Cigano. Finalmente top 3 da categoria e com sete lutas vitoriosas pelo UFC, chegou o momento de Cigano enfrentar aquele que seria seu maior desafio: Cain Velasquez. Enquanto Cigano até então mostrava um boxe diferenciado – para não dizer único – e um jogo anti-quedas praticamente perfeito, Cain Velasquez mostrava uma trocação mais elaborada, agregando chutes e joelhadas quando em clinche, bem como uma ótima versatilidade de quedas e ground and pound.



A luta que tinha tudo para ser épica, se mostrou absurdamente tranqüila para Cigano, com um Cain Velasquez apático e muito abaixo do nível que vinha apresentando em suas lutas – ele vinha de nada menos que doze vitórias – que ainda no primeiro round recebeu um incrível cruzado de direita que o levou para o chão. Após forte chuva de socos, a luta foi interrompida e conhecemos o novo campeão dos pesos pesados. Cigano fez sua primeira defesa de cinturão no final de maio de 2012, contra Frank Mir no UFC 146 – Dos Santos vs. Mir. Completamente seguro e evitando as quedas com perfeição, Cigano castigou Mir com seu boxe afiadíssimo e no segundo round selou sua vitória com mais um nocaute. Mir inclusive criticou o campeão por ter feito uma “luta de boxe, não de MMA”. Se o meio do ano foi perfeito, com uma apresentação digna de campeão, não podemos dizer o mesmo da fatídica luta do ultimo UFC de 2012…

c6cffdca-6f72-4524-8d66-1280366a2695_cigano-x-velasquez

(Foto: UFC / Divulgação)

UFC 155 – Dos Santos vs. Velasquez 2 – uma revanche que prometia tremer o octagono mais famoso do mundo, infelizmente mostrou um Cigano irreconhecível – apático, guarda baixa, sem iniciativa, sem criatividade, sem seu famoso boxe. Cain Velasquez, pelo contrario, mostrou um jogo solido, como apresentara para conquistar o cinturão. Após cinco rounds de uma avalanche de socos de Velasquez, o cinturão do UFC voltou para o americano. Após seis meses para recuperação e renovação, Cigano voltou para o UFC com um novo desafio, a lenda do Pride e K-1, Mark Hunt, conhecido por uma trocação perigosa e altíssimo poder de nocaute. Após três rounds de muita movimentação de Cigano, com boas esquivas e ótimos contra ataques, Ciganos surpreendeu a todos nocauteando Hunt com um belíssimo chute rodado na cabeça, pondo fim a luta no terceiro round. O que esperar de Junior “Cigano” dos Santos? Boxe único, ótima defesa de quedas e movimentação constante. Meu conselho? Não pisque!

Fique com este highlights!

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=jadAeGkzGvA]

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta nossa página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

                                                                 Marcus Silveira



Categorias
LutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

cinco × cinco =

RELACIONADO POR