Poliana Botelho volta à cidade natal após conquistar cinturão do XFC e desfila em carro de bombeiros

As comemorações da mineira Poliana Botelho, campeã mundial peso-mosca (até 56,7kg) do XFC no último sábado, dia 19 de setembro, estão apenas começando. Após derrotar a argentina Silvana Juarez...

As comemorações da mineira Poliana Botelho, campeã mundial peso-mosca (até 56,7kg) do XFC no último sábado, dia 19 de setembro, estão apenas começando. Após derrotar a argentina Silvana Juarez numa verdadeira batalha no XFCi 11, realizado em São Paulo, Poliana voltou ao Rio de Janeiro, cidade onde mora e treina para iniciar as comemorações. Depois de receber o reconhecimento de grandes nomes da equipe Nova União, onde treina, como o campeão do UFC José Aldo, Poliana chegou a Muriaé na tarde da última quinta-feira, dia 24 de setembro, e deu início à festa ao lado de amigos e parentes.

Esta foi a segunda vez que a atleta desfilou no carro de bombeiros na sua cidade (Foto: Vanessa Vieira)

Esta foi a segunda vez que a atleta desfilou no carro de bombeiros na sua cidade (Foto: Vanessa Vieira)

Assim como ocorreu quando conquistou a medalha de ouro do torneio da organização norte-americana, a mineira novamente desfilou no carro de bombeiros, sendo aplaudida e festejada pelos moradores da cidade onde nasceu e foi criada.



“Foi muito emocionante voltar à minha terra e ser recepcionada dessa forma de novo. Como eu falei após a luta, trabalho duro e passo por muitas dificuldades só para poder viver momentos como esse. Poder celebrar essa conquista que ralei tanto para conseguir ao lado das pessoas que eu mais amo não tem palavras. Quero agradecer também a todo o povo de Muriaé, que sempre esteve torcendo por mim, mandando mensagens positivas. Eles fazem parte dessa vitória”, afirma.

Poliana Botelho ao lado dos bombeiros de Muriaé (Foto: Vanessa Vieira)

Poliana Botelho ao lado dos bombeiros de Muriaé (Foto: Vanessa Vieira)

A batalha contra a argentina Silvana Juarez trouxe além do cinturão mundial peso-mosca, algumas marcas para a brasileira. Poliana sofreu uma lesão no pé direito e ainda aguarda o resultado de exames complementares para confirmar o grau da contusão e quanto tempo terá que ficar afastada dos treinamentos. Por enquanto, a mineira só quer aproveitar a família e descansar o corpo, que trabalhou duro nos últimos meses.

“A luta contra Silvana foi uma guerra mesmo, e vou precisar de um tempo para me recuperar. Nesse momento não quero outra coisa a não ser ficar do lado da minha família, dos meus amigos e dar um descanso para o meu corpo. Eu me dediquei bastante para essa luta, abdiquei de muitas coisas e agora chegou o momento de curtir e aproveitar. Eu sabia que iria valer a pena, estou muito feliz”, garante Poliana.

A mineira ao lado da família na volta à cidade natal (Foto: Vanessa Vieira)

A mineira ao lado da família na volta à cidade natal (Foto: Vanessa Vieira)

O título mundial para a brasileira veio após um duelo muito equilibrado diante de Silvana Juarez no XFCi 11. Após vencer o primeiro round e segurar na raça bons momentos da argentina no segundo e terceiro assaltos, Poliana venceu o duelo por nocaute técnico (interrupção médica) no intervalo do quarto para o quinto round. A brasileira castigou a perna de Silvana com potentes low kicks e fechou o round com um belo chute rodado nas costelas da adversária, que foi impedida de voltar para o quinto e último assalto.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaio Teixeira Lima



Categorias
LutasMMA InternacionalXFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

treze − cinco =

RELACIONADO POR