Prêmio Nocaute na Rede 2015 – Vencedores eleitos pelo público

A terceira edição do prêmio para os melhores do MMA nacional organizado pelo Nocaute na Rede está chegando aos resultados finais. Hoje, a votação aberta para ao público chegou...

A terceira edição do prêmio para os melhores do MMA nacional organizado pelo Nocaute na Rede está chegando aos resultados finais. Hoje, a votação aberta para ao público chegou ao final. Os vencedores desta etapa já largam na frente dos concorrentes para a fase seguinte. Confiram.

(Foto: Divulgação/ Nocaute na Rede)

(Foto: Divulgação/ Nocaute na Rede)

Na categoria peso palha feminino, quem pula na ponta da premiação é a baiana Virna Jandiroba. A lutadora tem 27 anos, faz parte do Team Velame, tem um cartel na carreira profissional de 6 lutas e 6 vitórias (5 nocautes e 1 por decisão). Entre novembro de 2014 e novembro de 2015 (tempo contabilizado na premiação), venceu 4 lutas disputadas (3 finalizações e 1 por decisão), e ainda conquistou o cinturão do MMA Super Heroes.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – Virna Jandiroba (37%)
2º – Polyana Viana Mota (21%)
3º – Amanda Ribas (17%)
4º – Aline Sattelmayer (15%)
5º – Viviane Pereira (10%)

Na categoria peso mosca feminino, a carioca Poliana Botelho, membro da equipe Nova União, foi disparada a preferida pelo público. Ela possui um cartel de 6 lutas na carreira profissional, 5 vitórias (5 nocautes) e 1 derrota (decisão unânime). Entre novembro de 2014 à novembro de 2015 (tempo contabilizado na premiação), a lutadora venceu os dois combates disputados, ambos pelo XFC. De quebra, no último desses combates, no XFCi 11, bateu a argentina Silvana Gomez Juarez e conquistou o cinturão da categoria da Organização.

Poliana Botelho (Foto: Reprodução/ Instagram)

Poliana Botelho (Foto: Reprodução/ Instagram)

1º – Poliana Botelho (36%)
2º – Isabelly Varela (24%)
3º – Débora Ferreira (19%)
4º – Marilia Santos (12%)
5º – Rosy Duarte (9%)

Na categoria peso mosca masculino, quem dominou geral e deixou os adversários “comendo poeira” foi Bruno ‘the talent’ Menezes. O baiano de 30 anos, membros da Champion Team, comandada por Luiz Dórea, tem um cartel com 21 lutas, 16 vitórias (4 nocautes, 4 finalizações e 8 por decisão) e 5 derrotas (1 nocaute, 1 finalização e 3 por decisão). De novembro de 2014 à novembro de 2015 (tempo contabilizado na premiação), venceu as 3 lutas que disputou, 1 pelo Shooto e duas pelo Jungle Fight. Na edição 77 do Jungle Fight, tomou o cinturão do “Demetrious Johnson brasileiro”, Nildo Katchal. Na edição 80, defendeu seu posto ao bater José “Zé Reborn” Alexandre.

Bruno 'the talent' Menezes (Foto: Reprodução/ Portal do Vale Tudo)

Bruno ‘the talent’ Menezes (Foto: Reprodução/ Portal do Vale Tudo)

1º – Bruno ‘the talent’ Menezes (32%)
2º – Ronaldo Cândido (18%)
3º – Bruno Azevedo (16%)
4º – Deninho Araújo (14%)
5º – Gilberto Dias (10%)

Pelos pesos galos, o alagoano Denis Silva, de 21 anos, membro da Peso Pesado Gold Team, apesar de seguido de perto pelos outros concorrentes, conseguiu vencer essa etapa da escolha pelo público. O lutador tem 10 lutas na carreira, 9 vitórias (1 nocaute, 4 finalizações e 4 por decisão) e 1 derrota (1 nocaute). Nas lutas de novembro de 2014 à 2015 (tempo contabilizado na premiação), disputou 3 lutas e venceu todas, 1 pelo Thunder Fight e 2 pelo Jungle Fight.

Denis Silva (Foto: Sherdog)

Denis Silva (Foto: Sherdog)

1º – Denis Silva (29%)
2º – Maike Linhares (24%)
3º – Eduardo de Souza Silva (21%)
4º – Heliton dos Santos Davila (15%)
5º – Luis Rafael Laurentino (11%)

Nos pesos penas, o paulista Guilherme Faria teve a preferência da galera. Paulista, 24 anos, membro da Team Nikolai MMA, ele tem um cartel com 20 lutas, 15 vitórias (8 nocautes, 2 finalizações e 5 por decisão) e 5 derrotas (5 finalizações). De novembro de 2014 à novembro de 2015 (tempo contabilizado na premiação), o lutador teve 3 combates e venceu todos, sendo 2 nocautes e 1 por decisão unânime, todos pelo XFC. Em seu último combate, pelo XFCi 11, sagrou-se campeão do torneio peso pena da Organização.

(Foto: Mayara Pernetti)

(Foto: Mayara Pernetti)

1º – Guilherme Faria (30%)
2º – Alisson Barbosa (24%)
3º – Valdines Silva (19%)
4º – Felipe Jesus Mineiro (15%)
5º – Alex da Silva Coelho (12%)

Na categoria peso leve, Willian Cilli pulou na ponta. Paulista de Ubatuba, 28 anos, membro da Chute Boxe Diego Lima, Willian tem um cartel profissional em sua carreira de 14 lutas, 11 vitórias (2 nocautes e 9 finalizações) e 3 derrotas (1 finalização e 2 por decisão). De novembro de 2014 à novembro de 2015 (tempo contabilizado na premiação) venceu as 4 lutas que disputou, todas pelo XFC, todas por finalização. De quebra, se tornou campeão do torneio dos pesos leves da Organização.

Willian Cilli (Foto: Reprodução/ Instagram)

Willian Cilli (Foto: Reprodução/ Instagram)

1º – Willian Cilli (34%)
2º – Eric Parrudo (28%)
3º – Erick “indio brabo” da Silva (14%)
4º – Fernando Sagati (12%)
5º – Michel “sassarito” Silva (12%)

Antônio “malvado “Trocoli, 25 anos, membro da Full House, foi o atleta mais votado pelo público na categoria meio médio. Dono de um cartel profissional perfeito, com 9 lutas,  nocautes (3 nocautes, 4 finalizações e 2 por decisão), o lutador venceu 4 lutas entre novembro de 2014 à novembro de 2015 (tempo contabilizado na premiação).

Antônio Trocoli (Foto: SuperEsportes)

Antônio Trocoli (Foto: SuperEsportes)

1º – Antônio “malvado” Trocoli (36%)
2º – Márcio “pedra” Santos (34%)
3º – Adriano Capitulino (17%)
4º – Bruno Lopes (7%)
5º – Wellington Turman (6%)

O paraibano Bruno “blindado” Silva, de 26 anos, membro da Evolução Thai, é, segundo o público, o melhor peso médio do país. O lutador tem 18 lutas em seu cartel profissional, 13 vitórias (12 nocautes e 1 por decisão) e 5 derrotas (4 finalizações e 1 por desqualificação). Entre novembro de 2014 e novembro de 2015 (tempo contabilizado na premiação), venceu as 3 lutas que disputou, todas por nocaute.

Bruno "blindado" Silva (Foto: Reprodução/ Tapalogy)

Bruno “blindado” Silva (Foto: Reprodução/ Tapology)

1º – Bruno “blindado” Silva (34%)
2º – Adriano Silvério Balby de Araújo (29%)
3º – André Luis Leal Lobato (16%)
4º – Júlio César dos Santos (11%)
5º – Quemuel Ottoni (10%)

O gaúcho Dirlei “mão de pedra” Broenstrup, membro da Boxer MMA e campeão meio pesado do Jungle Fight, foi o mais votado pelo público e se encaminha fortemente para o bicampeonato da premiação na categoria meio pesado. Dono de um cartel profissional com 17 lutas, 14 vitórias (5 nocautes, 6 finalizações e 3 por decisão) e 3 derrotas (1 nocaute e 2 finalizações), o lutador venceu as 3 lutas que disputou entre novembro de 2014 à novembro de 2015 (tempo contabilizado na premiação), sendo a primeira válida pelo cinturão dos meio pesados do Jungle Fight e as outras duas sendo defesas bem sucedidas do mesmo.

Dirlei "mão de pedra" Broenstrup (Foto: Leonardo Fabri)

Dirlei “mão de pedra” Broenstrup (Foto: Leonardo Fabri)

1º – Dirlei “mão de pedra” Broenstrup (31%)
2º – André Muniz (30%)
3º – Wágner Prado (16%)
4º – Luiz Henrique “KLB” (13%)
5º – Rafael Viana (10%)

Na categoria dos mais brutos, peso pesado, o baiano de Brumado, João Isidoro Almeida, 32 anos, foi o escolhido pela galera como o melhor. Membro da Corinthians MMA, o lutador tem um cartel profissional com 4 lutas, 3 vitórias (2 nocautes e 1 por decisão) e 1 derrota (finalização). De novembro de 2014 à novembro de 2015 (tempo contabilizado na premiação), venceu as duas lutas que disputou, ambas por nocaute. 

João Isidoro Almeida (Foto: Reprodução/ Vimeo)

João Isidoro Almeida (Foto: Reprodução/ Vimeo)

1º – João Isidoro Almeida (36%)
2º – Bruno Cappelozza (34%)
3º – Marcus Vinícius Lopes (13%)
4º – Leonardo Victorino (9%)
5º – Wagner Maia (8%)

Na categoria de melhor treinador, Dedé Pederneiras, apesar de não estar no melhor momento internacionalmente falando, mostra que, pelo menos para o público, ainda é “o cara” do MMA nacional. A concorrência era forte, mas ainda assim conseguiu ficar a uma distância considerável de seus concorrentes.

Dedé Pederneiras (Foto: Reprodução/ TV Nocaute)

Dedé Pederneiras (Foto: Reprodução/ TV Nocaute)

1º – Dedé Pederneiras (39%)
2º – Diego Lima (23%)
3º – Luis Dórea (19%)
4º – Marcelo Brigadeiro (11%)
5º – Guilherme Trindade (8%)

Na categoria “Melhor Equipe”, a Nova União, de acordo com o público, ainda continua como a melhor do país. A equipe abriu uma boa vantagem para as concorrentes e largou na frente.

Equipe Nova União (Foto: Reprodução/ Portal do Vale Tudo)

Equipe Nova União (Foto: Reprodução/ Portal do Vale Tudo)

1º – Nova União (37%)
2º – Chute Boxe (28%)
3º – Academia Champion (15%)
4º – Astra Fight Team (10%)
5º – Marajó Brothers (10%)

Na categoria mais bonita da premiação e a preferida pelo público masculino, Jaqueline Marques foi escolhida como a “Melhor Ring Girl” do país. A concorrência era muito forte, todas com muita beleza, mas Jaqueline deixou todas muito atrás, ficou sozinha e distante na liderança.

Jaqueline Marques (Foto: Reprodução)

Jaqueline Marques (Foto: Reprodução)

1º – Jaqueline Marques (42%)
2º – Cris Lopes (19%)
3º – Alessandra Batista (15%)
4º – Dai Macedo (13%)
5º – Sylvia Andrade (11%)

Na categoria “Melhor Podcast”, o MMA Brasil – It’s Time! também disparou na frente da concorrência e ficou muito a frente, com mais votos do que os outros dois juntos.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

1º – MMA Brasil – It’s Time! (60%)
2º – Sexto Round (25%)
3º – Muita Luta (15%)

Esses foram os vencedores da votação do público. Agora, todos os citados ainda irão concorrer na votação da mídia. Os vencedores desta etapa largam na frente, mas os demais ainda podem conseguir reverter à situação e quem sabe se sagrar o grande vencedor do 3º Prêmio Nocaute na Rede.

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaio Teixeira Lima



Categorias
EspeciaisLutasMMA NacionalPrêmio NR

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

um × 3 =

RELACIONADO POR