Prévia do Jungle Fight 82 – Três disputas de cinturão lideram o evento em São Paulo

Pela primeira vez no mês de Outubro, o Jungle Fight da às caras novamente em São Paulo para sua 82ª edição, desta vez com 20 lutas anunciadas até o momento,...

Pela primeira vez no mês de Outubro, o Jungle Fight da às caras novamente em São Paulo para sua 82ª edição, desta vez com 20 lutas anunciadas até o momento, incluindo o card principal e o social, sendo três disputas de cinturão. O Jungle Fight 82 é esperado para acontecer no Clube Sírio, em São Paulo, com transmissão dos canais Band e BandSports, no dia 24 de outubro.

Jungle Fight 82 (Foto: Reprodução)

Jungle Fight 82 (Foto: Reprodução)

Ciro “Bad Boy” Rodrigues vs Eric “Parrudo” Barbosa – Cinturão Peso Leve do Jungle Fight

Ciro "Bad Boy" (Foto: Reprodução)

Ciro “Bad Boy” (Foto: Reprodução)

Campeão peso leve do Jungle Fight desde junho deste ano, Ciro “Bad Boy” Rodrigues (18-5(1) MMA, 2-0 JF) tentará defender seu titulo pela primeira vez. Ele está invicto no Jungle Fight e vem numa crescente sequencia de cinco vitorias consecutivas no MMA, sendo duas por finalização e uma por nocaute. Forjado na Kimura Nova União, “Bad Boy” vem mostrando um estilo de luta cada vez mais diversificado, e mostra bem isso com tanto com suas recentes finalizações sobre Fabrício Oliveira e Israelsson Severo, quanto suas onze vitórias por TKO/KO, que representam 61% de suas vitorias no MMA. Ciro já tem certa bagagem no MMA nacional, passando por grandes organizações como o próprio Jungle Fight, e pelos renomados Shooto Brazil e Coliseu Extreme Fight, contando com vitorias em todos eles.

Ciro geralmente luta a base mais aberta em pé, dando preferência para o combate da média pra longa distancia, encurtando apenas para o dirty boxing e para troca de golpes mais franca. Ele tem quedas fortes e potentes, com um bom timing, tem boas transições no chão e uma pegada rápida pra finalização, sem contar com a pressão imposta no ground and pound.

Eric Parrudo (Foto: Reprodução)

Eric Parrudo (Foto: Reprodução)

O desafiante da vez é Eric “Parrudo” Barbosa (16-7 MMA, 1-1 JF), representante da Champion Team, da Bahia. Já bem experimentado na categoria até 155lbs, Eric já conta com uma bagagem de 23 lutas nas costas, onde mostra um equilíbrio considerado com quatro vitorias por KO/TKO e três por submissão. Ele vem de três vitorias consecutivas e soma dez vitorias nas ultimas doze lutas. “Parrudo”, assim como “Bad Boy”, já passou por bons eventos brasileiros, contando com Jungle Fight, Coliseu Extreme Fight, Shooto Brazil e Imperium MMA. Ele conta com vitorias sobre bons atletas como Carlos Eduardo Silva Fonseca, Gian “Pitbull” Siqueira, Bruno “Wallidinho” Justo e o próprio Ciro Rodrigues.

Eric tem uma trocação agressiva, potente e perigosa, costuma buscar o combate da média pra curta distancia, mas acaba dando brechas pra contragolpes. No chão, não é muito passador de guarda, mas costuma incomodar com os golpes e tentando não perder a posição nem ser raspado.

Ciro “Bad Boy” e Eric “Parrudo” já se enfrentaram antes, foi uma luta duríssima e muito competitiva em que Eric saiu como vencedor por decisão dividida. Esta luta não deve ser muito diferente, ambos tem um nível técnico parecido, mas do ultimo combate, Iron Fight Combat 2 em 2012, pra cá, Ciro evoluiu mais e ganhou mais experiência. A luta deve acontecer boa parte do tempo em pé, mas com algumas poucas quedas por parte do campeão, que deve garantir um ou dois rounds cruciais, que o ajudarão a manter o cinturão por decisão.

O palpite é Ciro “Bad Boy” Rodrigues, por decisão.

 Bruno Cappelozza vs Sandro Bezerra – Cinturão até 100kg do Jungle Fight

Bruno Coppalozza (Foto: Reprodução)

Bruno Coppalozza (Foto: Reprodução)

Representante da equipe de MMA do Corinthians, Bruno Cappelozza (6-3 MMA, 3-2 JF) tentará conquistar pela primeira vez o cinturão de uma organização. Ele vem de três vitorias consecutivas e soma 6-1 nas ultimas setes, sendo sua única derrota para Emiliano Sordi, ex-Jungle Fight, Bellator e um dos melhores lutadores argentinos em ação. Sua ultima luta no Jungle Fight foi em dezembro de 2011, depois de um ano parado foi competir em outros circuitos nacionais como Real Fight e Gladiator MMA, onde venceu todas.

Cappelozza tem um tremendo poder de nocaute e grande habilidade de acabar suas lutas, foram seis nocautes em seis vitorias, nunca sendo nocauteado. Tudo isso é somado a uma trocação muito potente e agressiva, mesmo sem ser muito técnica, mas é muito letal e pode ser uma arma perigosíssima nessa categoria até 100kg.

Sandro "Apaga Luz" (Foto: Reprodução)

Sandro “Apaga Luz” (Foto: Reprodução)

Sandro “Apaga Luz” Bezerra (6-0 MMA, 0-0 JF), representante da V8 MMA do Ceará, é naturalmente um peso pesado, então deve ser maior do que muitos meio-pesados que resolverem subir (que é o caso dessa luta). Sandro tem 31 anos e está invicto no MMA, está em ação desde 2013 e nunca perdeu uma luta. Foram seis combates e seis vitorias, quatro por KO/TKO, uma por finalização e uma por decisão. Ele costuma bater o peso limite dos pesos pesados (120kg) e, até o dia da pesagem, será uma duvida como ele virá para a luta.

Sandro usa bem o clinch e sabe ficar por cima, espalhando o peso e colocando pressão, mas sem tanto ground and pound, buscando mais a passada de guarda. Na trocação também é bem agressivo, não é tão técnico, mas costuma usar bastante os “mata cobra” ou “pombo sem asa” com suas mãos. O poder de nocaute é inegável e vai ser muito perigoso se conseguir bater bem o peso da categoria.

Bruno Cappelozza deve buscar a troca de golpes franca e tentar nocautear logo no começo da luta, enquanto Sandro Bezerra deve optar mais pelo clinch e pelo jogo de solo para não correr risco. Como o ímpeto e o volume do jogo de Cappelozza é muito grande e forte, ainda mais pesando uns quilos a mais, deve ser o suficiente para garantir o cinturão e quem sabe uma vaga lá no Rizin FF futuramente.

O palpite é Bruno Cappelozza, por nocaute técnico no primeiro round.

Pelo cinturão peso galo feminino do Jungle Fight, Amanda Oliveira de Lemos (3-0 MMA, 1-0 JF), invicta em sua carreira, enfrenta a estreante que ganhou uma chance de ouro de conquistar um cinturão muito desejado em sua primeira luta, Carolina Cunha (0-0).  A jovem Amandinha, de 28 anos, tem bastante talento e dificilmente perderia uma luta tão importante contra uma estreante. Procurei bastante, mas não achei muita coisa sobre Carolina Cunha, então, obviamente, minha aposta é a mais obvia possível.

O palpite é Amanda Oliveira de Lemos, por nocaute técnico no primeiro round.

No peso palha feminino, Monique Bastos (0-3), que ficou mundialmente conhecida por mostrar a técnica da arte suave para um possível bandido, ganha sua chance de estrear no Jungle Fight conta a ex-desafiante ao titulo da talentosíssima campeão da época Ericka Almeida (atualmente no UFC), a chilena Jennifer Gonzalez.

Vale a pena ficar de olho em alguns possíveis prospectos que estarão no card, entre eles destaco: Elder Allan Amorim (5-0) de 21 anos, Rangel do Carmo (7-1) de 20 anos, Alisson Barbosa (6-1) de 26 anos, Romulo Tinetti Arruda (4-1) de 23 anos e João Paulo Ferreira (4-0).

Lembrando que o Jungle Fight 82 é esperado para acontecer no Clube Sírio, em São Paulo, com transmissão dos canais Band e BandSports, no dia 24 de outubro.

Poster Jungle Fight 82 (Foto: Reprodução)

Poster Jungle Fight 82 (Foto: Reprodução)

Segue abaixo o card completo (até agora) do Jungle Fight 82:

Ciro “Bad Boy” Rodrigues (Kimura Nu/Rio Grande do Norte) x Eric ‘Parrudo’ (Champion Team/Bahia) Cinturão 70kg

Bruno Cappelozza (Corinthians Team/São Paulo) x Sandro ‘Apaga Luz’ da Silva (V8/Ceará) Cinturão 100kg

Amanda Lemos (Marajó Brother/Pará) x Caroline Cunha (War Machine/Rio de Janeiro) Cinturão 61kg

João Almeida (Corinthians Team/São Paulo) x Rodrigo ‘Nocaute’ (Nigue Team/São Paulo) 100kg

Monique Bastos (Bronx’s Gold Team/Maranhão) x Jennifer Gozales (Nigue Team/Chile) 52kg

Francivaldo Massarinha (Constrictor Team/Piauí) x Valdines Silva (Pitbull Brothers/Rio Grande do Norte) 66kg

Gaston Mansur (Nigue Team/Chile) x Diego Paiva (Conexão 01501/São Paulo) 57kg

Leonardo Vitorino (Thiago Tavares Team/Santa Catarina) x Wagner Maia (Baixinho Team/Rio de Janeiro) 100kg

Quemuel Ottoni (Famila Komodo/São Paulo) x Alex Pereira (Peso Pesado/São Paulo) 84KG

Handerson Martins (TFT/Maranhão) x Guilherme ‘Carcaça’ Miranda (Black Cheep/São Paulo) 70kg

Marcelo ‘The Rock” Cruz (Team4life/Brasília) x Marcus Vinicius ‘Montanha’ Lopes (Gordim Fight Team/Minas Gerais) 100 Kg

Wellington “Negão” (Família Furacão/São Paulo) x Sidnei Souza (Herman Gutierrez Team/São Paulo) 84kg

Francisco Neves (Ryan Gracie/Polêmico/São Paulo) x João Paulo De Melo (Herman Gutierrez Team/São Paulo) 70Kg

Card Social

Kelles Fúria (Union of Monsters Fighters/Rio de Janeiro x Adriano Capitulino (Rio Fighters/Minas Gerais)

Israel Ottoni (Família Komodo/São Paulo) x Geraldo de Freitas (Rio Fighters/Rio de Janeiro) 61kg

Fernando Duarte Guerra Bagordache (Fer Fight Brothers/São Paulo) x Rangel Spnkz (Monstros Team/Paraná) 66kg

Alisson Barbosa (Herman Gutierres Team/São Paulo) x Lucas Kramer (Calasans Bjj/Hard Kick Team/São Paulo) 66kg

Romulo Tineti (Ryan Gracie/Polêmico/São Paulo) x João Paulo Franja (Bronx’s Gold Team/São Paulo) 57kg

Danilo Adreani (Colisão Jiu Jitsu/São Paulo) x Hermison Oliveira (Charles Oliveira Gold Team/São Paulo) 57kg

Edi Castro (Fabiano Boxer/Rio Grande do Sul) x Otávio Sagas (Bronx’s Gold Team/São Paulo) 77kg

 

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaue Macedo



Categorias
LutasMMA Nacional

Bacharelando em Jornalismo, Analista de MMA e boxe no PitacoEsportivo.com e Nocaute na Rede. Contatos: [email protected] (via e-mail) e @kauemcd (via Twitter)
    2 Comentários nesta publicação.
  • Júnior
    21 janeiro 2016 at 20:28
    Responder

    Eric partido esse é o cara

    • Júnior
      21 janeiro 2016 at 20:29
      Responder

      Eric partido esse é o cara

    Responder

    *

    *

    três × quatro =

    RELACIONADO POR