Prévia do KSW 32 – Primeiro evento fora da Polônia com duas disputas de cinturão e Pudzianowski na luta principal

Pela primeira em vez sua história, o KSW sai da Polônia e vai se aventurar na Inglaterra para tentar expandir mais seu evento, que é um dos melhores e...

Pela primeira em vez sua história, o KSW sai da Polônia e vai se aventurar na Inglaterra para tentar expandir mais seu evento, que é um dos melhores e de mais alto nível na Europa.

KSW 32 (Foto: Reprodução)

KSW 32 (Foto: Reprodução)

Segundo informações que obtive com um funcionário do Esporte Interativo, o KSW não será transmitido pelo canal por questões contratuais.

Na luta principal, o ídolo polonês Mariusz Pudzianowski enfrenta o kickboxer Peter Graham.

Pelo titulo mundial meio-médio do KSW, o campeão Borys Mańkowski enfrenta o veterano Jesse Taylor.

Pelo titulo mundial meio-pesado do KSW, o campeão croata Goran Reljic enfrenta o prospecto Tomasz Narkun.

Evento muito interessante e do mais alto nível que se pode encontrar na Europa, confira a prévia completa logo abaixo.

Mariusz Pudzianowski vs Peter Graham – Peso pesado (até 265lb/120kg/18.9st)

Mariusz Pudzianowski (Foto: Reprodução)

Vindo de quatro vitorias consecutivas, Mariusz Pudzianowski (9-3, 9-2 KSW) é um dos principais lutadores do KSW, principalmente sua personalidade e fama, já que foi diversas vezes campeão do World’s Strongest Man (uma competição de força, basicamente), e esse é o provável motivo dele fazer tantos main-event e sempre estar presente nos cards principais.

Com doze lutas no KSW, Mariusz só perdeu para duas delas, uma para James Thompson, ex-Pride, EliteXC, Dream e Bellator, e a outra para Sean “Big Sexy” McCorkle, ex-UFC e Bellator. Suas vitorias se expandem para nove, que incluem nomes conhecidos por boa parte do público como Bob Sapp e o já citado Sean McCorkle.

Peter GrahamPeter “The Chief” Graham (10-9, 1-1 KSW) não é um peso pesado de elite, mas é parte importante do show, assim como Pudzianowski. Sua experiência no MMA é bem maior que a do polonês, mas no KSW ele perde de lavada, ele tem apenas duas, enquanto Pudzianowski tem doze!

Em sua estreia no KSW, Peter enfrentou e venceu Marcin Rozalski, mas perdeu a luta seguinte no evento para o atual campeão peso pesado, o polonês Karol Bedorf, um dos mais sinistro em atuação na Europa. As maiores vitorias de sua carreira são sobre Aleksander Emelianenko, irmão de Fedor, maior peso pesado da historia, sobre Konstantin Gluhov e Salimgirey Rasulov.

Mariusz Pudzianowski não é dos mais técnicos, mas tem uma força e poder de nocaute absurdo, é muito agressivo e, apesar das varias vitorias por decisão nas ultimas, é muito bom em terminar lutas. Peter Graham é faixa preta em Kyokushin Karate e tem um extenso background no kickboxing, ele nãoaplica tão bem sua trocação no MMA como deveria, mas continua sendo mais técnico que muito peso pesado que é contratado pelo freak-show.

Ao contrario do que muitos pensam, essa luta deverá ser bem dura, a maioria aponta Mariusz Pudzianowski como grande favorito, coisa que discordo (em parte). Pela fase, Mariusz é realmente o favorito, mas não por muito, Peter é um cara duro, portanto, acredito que esteja 60-40 para o polonês.

O palpite é Mariusz Pudzianowski, por decisão.

Borys Mańkowski vs Jesse Taylor – Pelo cinturão meio-médio do KSW (até 170lb/77kg/12st)

Borys Mańkowski Campeão desde maio de 2014, Borys Mańkowski (17-5-1, 6-2 KSW) tentará defender seu titulo mundial pela segunda vez.

Borys passou por uma fase terrível que começou com uma derrota para Marcin Held, vencedor do torneio da décima temporada e atual desafiante ao titulo do Bellator, quando somou quatro derrotas e um empate em seis lutas, com apenas uma vitoria.

Mas após essa turbulência, Mańkowski se reencontrou e somou três vitorias consecutivas,sendo duas no KSW, que incluía Rafał Moks, ex-campeão médio do M-1, e conseguiu um title-shot contra o russo Asłambiek Saidow, campeão do KSW na época, mas acabou saindo derrotado.

A melhor fase de sua carreira veio em seguida, Borys destruiu Ben Lagman e conseguiu uma revanche com Asłambiek, onde finalizou brilhantemente com um triangulo, que lhe rendeu o cinturão até 77kg do KSW. Em seguida venceu muito bem o alemão David Zawada, valendo o titulo da organização, e em seguida bateu o dinamarquês Mohsen Bahari, no começo deste ano.

Jesse Taylor Um americano no KSW é sempre novidade, mas esse em especifico já passou por ele antes. Jesse Taylor (29-12, 0-1 KSW) é um daqueles veteranos não muito bem sucedidos no esporte, ele já passou por diversas organizações, como o próprio KSW (por uma única luta), KOTC, Tuff-N-Uff, UFC, Dream, Strikeforce, MFC, Cage Warriors e WSOF.

Ele chegou a disputar o titulo do WSOF pouco tempo atrás, foi campeão peso médio do hoje falecido Cage Warriors (lagrimas) e já enfrentou grandes nomes como CB Dollaway, Luke Rockhold, Thales Leites, Hector Lombard, Mamed Khalidov e David Branch, e já venceu caras como Chris Camozzi, Murilo Bustamante, Tom Watson, Denis Kang e Kendall Grove.

Ambos os lutadores tem um bom nível de grappling e tem boa pegada para finalizar, mas no geral Borys Mańkowski é tecnicamente melhor em tudo. Então o cinturão não deve sair de onde está.

O palpite é Borys Mańkowski, por decisão.

Goran Reljic vs Tomasz Narkun – Pelo cinturão meio-pesado do KSW (até 205lb/93kg/14.6st)

Goran Reljic Campeão meio-pesado do KSW após a saída de Jan Błachowicz, Goran Reljić (15-4, 3-1 KSW) tentará fazer sua primeira disputa de titulo.

Depois de ter uma passagem apagada no UFC cinco anos atrás, onde venceu somente uma luta, venceu três boas lutas na Europa e foi tentar tomar o cinturão de Jan Błachowicz, campeão até 93kg da época, mas foi derrotado pelo ex top 15 do UFC.

Após vencer Karol Celinski e Tomasz Narkun, seu próximo oponente, num title eliminator, derrotou Attila Végh, vencedor do torneio de 2012 e campeão meio-pesado do Bellator, numa luta apertada que lhe rendeu o desejado cinturão do KSW.

Tomasz Narkun Tomasz Narkun (10-2, 2-1 KSW) é o atual desafiante do KSW na categoria. Já foi campeão do M-1 Global Western Europe e do European MMA na divisão dos meio-pesados.

Suas únicas derrotas foram para lutadores duríssimos. Um deles é Vyacheslav Vasilevsky, um russo muito bom que já venceu diversos mundiais de Combat Sambo, é faixa preta de Judo, ex-campeão médio do MFC European e do M-1 Challenge, ex-campeão meio-pesado do M-1 Challenge, vencedor do 2010 M-1 Selection Eastern European Light Heavyweight Tournament e semifinalista do Bellator Season 6 Middleweight Tournament. E o outro é o próprio Goran Reljić, já descrito acima.

O polonês Tomasz Narkun é bem talentoso e tem apenas 25, mesmo que perca dia 31, continuando sendo um grande prospecto para o mercado europeu de MMA.

Ambos são bons de jiu-jitsu, Goran é faixa preta, enquanto Tomasz é marrom, mas o polonês tem muito mais técnica no chão e eu, particularmente, o considero melhor no chão. O croata Reljić é, no geral, um lutador mais completo, mas o ímpeto de Narkun é grande, assim como seu potencial, e ao contrario das outras lutas, dessa vez vou no azarão e prospecto de grande valor polonês.

O palpite é Tomasz Narkun, por finalização.

KSW 32 poster

Card completo:

Mariusz Pudzianowski  vs.  Peter Graham

Borys Mańkowski  vs.  Jesse Taylor – Pelo cinturão meio-médio do KSW

Marcin Różalski  vs.  James McSweeney

Goran Reljic vs. Tomasz Narkun – Pelo cinturão meio-pesado do KSW

Mateusz Gamrot  vs.  Marif Piraev

Rafał Moks  vs.  Jim Wallhead

Michał Włodarek  vs.  Oli Thompson

Brett Cooper  vs.  Maiquel Falcao

Leszek Krakowski  vs.  Andre Winner

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaue Macedo



Categorias
LutasMMA Internacional

Bacharelando em Jornalismo, Analista de MMA e boxe no PitacoEsportivo.com e Nocaute na Rede. Contatos: [email protected] (via e-mail) e @kauemcd (via Twitter)
    Sem Comentários

    Responder

    *

    *

    doze + treze =

    RELACIONADO POR