Prévia e análise do UFC 194: Aldo vs McGregor

Neste sábado, 12, vai acontecer o UFC 194: Aldo vs McGregor, evento encabeçado pela luta mais aguardada do ano e uma das mais aguardadas de todos os tempos. No...

Neste sábado, 12, vai acontecer o UFC 194: Aldo vs McGregor, evento encabeçado pela luta mais aguardada do ano e uma das mais aguardadas de todos os tempos. No ‘co-main event’, tem outra disputa de cinturão, esta do cinturão dos pesos médios, entre Chris Weidman x Luke Rockhold. O evento ainda conta com grandes combates, com nomes como Ronado Jacaré, Yoel Romero, Demian Maia, Gunnar Nelson, Max Holloway, Urijah Faber e muito mais. Confira agora a prévia e análise de alguns confrontos deste evento.

Main Event: José Aldo x Conor McGregor



(Foto: Divulgação/ UFC)

(Foto: Divulgação/ UFC)

José Aldo Júnior, 29 anos, faixa preta de jiu jitsu e luta livre, além de excepcional ‘striker’. Possui um cartel com 26 lutas, 25 vitórias (14 nocautes, 2 finalizações e 9 por decisão) e 1 derrota (por finalização). Foi campeão peso pena do extinto WEC e é o atual, primeiro e único campeão peso pena da história do UFC. Ganhador de 3 bônus de “Nocaute da Noite” pelo WEC e de mais 3 bônus de “Luta da Noite” pelo UFC. Já recebeu o prêmio de “Lutador do Ano 2009” pelo Sherdog e de “Lutador do Ano 2010” pelo ‘World MMA Awards’. Atualmente é o primeiro colocado no ranking peso por peso do UFC e considerado o melhor lutador do mundo. Não é à toa que Aldo é o melhor lutador do mundo. Ele é simplesmente um lutador completo, dono de um muito bom boxe, excepcional chutador, principalmente no que diz respeito a ‘low kicks’, e de vez em quando solta perigosas joelhadas. Tem um excelente wrestling defensivo e mesmo que não haja muitas oportunidades para mostrar, tem um jiu jitsu que inclusive já lhe deram título mundial na modalidade. Tudo isso somado a um muito bom preparo físico, excelente velocidade e um excelente “queixo”, fazem de José Aldo um lutador quase imbatível. 
Conor ‘the notorious’ McGregor, 26 anos, excelente ‘striker’, com especialidade em karatê e dono de um bom boxe. Possui um cartel com 20 lutas, 18 vitórias (16 nocautes, 1 finalização e 1 por decisão) e 2 derrotas (2 finalizações). Antes de chegar ao Ultimate, conquistou o cinturão de duas categorias diferentes (penas e leves) do Cage Warriors. Pelo UFC, lutou 6 vezes e conquistou 6 vitórias, sendo 5 por nocaute e com direito a 5 bônus, sendo 1 de “Nocaute da Noite” e 4 de “Performance da Noite”. É o #1 e atual campeão interino da ‘featherweight’ e agora busca o cinturão linear da Organização. Conor tem as mãos velozes e chutes muito plásticos. Gosta de lutar usando sua boa envergadura, mantendo a distância, marcando o ‘time’ do adversário e encurralando-os na grade. Tem uma postura de carateca, com as pernas bem afastadas e a guarda baixa. Usa muito os chutes frontais, o chute alto e pode definir a luta a qualquer momento com seu potente direto de esquerda ou com seu excelente chute rodado.
Análise: José Aldo é o campeão e, recentemente completou 10 anos de invencibilidade. Não é à toa que é considerado o “Melhor Lutador do Mundo”. Como excelente chutador que é, pode se aproveitar da base de Conor, com as pernas bem afastadas. Pelo fato do adversário ser canhoto, torna ainda melhor se aproveitar dessa arma, aplicando ‘low kicks’ por dentro da coxa, o que dá maior possibilidade para machucá-lo. Por outro lado, Aldo já mostrou que em alguns momentos, sua guarda acaba ficando um tanto aberta, deixando-o propenso a ser acertado. É aí que a grande envergadura de McGregor entra e seus golpes retos podem fazer a diferença. Caso Aldo queira fazer uma luta mais segura, pode se aproveitar da fraqueza do oponente, a defesa de quedas, colocá-lo para baixo e finalizar a luta ou castigá-lo no ‘ground and pound’. Pelo estilo completo e por Conor não ser tão completo assim, Aldo é o favorito, mas é bom manter-se em alerta, porque o irlandês já mostrou que, dentro do ‘cage’ não é tão bobo assim. 

Co-Main Event: Chris Weidman x Luke Rockhold

(Foto: Divulgação/ UFC)

(Foto: Divulgação/ UFC)

Chris Weidman, 31 anos, especialista em wrestling – foi ‘all american’ – e faixa preta de jiu jitsu, recém formado por Renzo Gracie. Dono de um cartel perfeito, invicto, com 13 lutas, 13 vitórias (6 nocautes, 3 finalizações e 4 por decisão). Antes do Ultimate, foi campeão peso médio do Ring of Combat. Pelo UFC, venceu 5 lutas até conseguir o posto de desafiante ao cinturão. Acabou destronando Anderson Silva, na época considerado imbatível e melhor lutador do mundo, com um nocaute. Após isso, defendeu o cinturão em mais 3 oportunidades e se manteve como campeão. Já recebeu 2 prêmios de “Nocaute da Noite”, 1 de “Finalização da Noite”, 1 de “Luta da Noite” e 1 de “Performance da Noite”. Já recebeu 2 prêmios do ‘World MMA Awards’, de “Lutador Revelação do Ano 2012” e “Lutador do Ano 2013”. Weidman é um verdadeiro monstro na categoria, não só por conta da sua qualidade técnica, mas também pelo seu porte físico. Muito grande e extremamente forte, o campeão tem um boxe regular, usa poucos chutes, mas manda algumas cotoveladas e joelhadas bem perigosas. O ponto forte mesmo é a luta olímpica. Gosta de colocar a luta pra baixo e usar a força, o peso, para manter a luta por lá, trabalhando o ‘ground and pound’ e quando a oportunidade aparece, vai e finaliza.
Luke Rockhold, 31 anos, especialista em jiu jitsu – já foi campeão mundial faixa azul de jiu jitsu 2007 e campeão mundial faixa roxa de jiu jitsu sem kimono 2007 – e kickboxing. Possui um cartel com 16 lutas, 14 vitórias (3 nocautes, 9 finalizações e 2 por decisão) e 2 derrotas (2 nocautes). Foi campeão peso médio do extinto Strikeforce. Pelo Ultimate, foi nocauteado logo na estreia, mas deu a volta por cima e engrenou 4 vitórias consecutivas (1 nocaute e 3 finalizações), ganhando assim o ‘tittle shot’. Recebeu 1 prêmio de “Nocaute da Noite” e 2 de “Performance da Noite”, e é o atual #1 da ‘middleweight’. Membro da American Kickboxing Academy, Luke Rockhold é um lutador completo. Usa fortes chutes de canhota, principalmente na área da costela. Também não perde uma boa oportunidade de colocar a luta no chão e trabalhar seu excelente e ofensivo jiu jitsu.
Análise: Na parte de trocação, Weidman trabalha melhor o boxe, enquanto Luke é um chutador da mais alta qualidade. No jogo de solo, a vantagem é de ‘Rock’, que é ofensivamente muito plástico e bem mais talentoso que o adversário. No wrestling, vantagem de Weidman, apesar de Luke ser um bom wrestler defensivo. Duelo complicado. Duelo complicado e difícil de se apostar em um vencedor. Vai ser uma verdadeira “batalha de xadrez”.

Ronaldo Jacaré x Yoel Romero

(Foto: Reprodução/ MMA Brasil)

(Foto: Reprodução/ MMA Brasil)

Ronaldo “jacaré” Souza, 36 anos, faixa preta de judô e jiu jitsu. Tem um cartel com 26 lutas, 22 vitórias (2 nocautes, 16 finalizações e 4 por decisão), 3 derrotas (1 nocaute e 2 por decisão) e 1 ‘no contest’. Foi por diversas vezes campeão mundial na “arte suave”, derrotando grandes nomes, incluindo Roger Gracie, o maior campeão mundial da história do jiu jitsu. Pelo MMA, foi campeão peso médio do Strikeforce. Hoje, encontra-se invicto no UFC, com 5 vitórias em 5 lutas (1 nocaute, 3 finalizações e 1 por decisão). Ganhou 2 bônus pelo Ultimate, sendo 1 de “Finalização da Noite” e 1 de “Performance da Noite”, e é o atual #2 da categoria peso médio. Ronaldo Jacaré tem um jiu jitsu de primeiro nível, que fora muito bem adaptado das competições da modalidade para o MMA. Além disso, adicionou à trocação ao seu jogo, com um boxe regular e com as mãos muito pesadas.
Yoel ‘soldier of God’ Romero, 38 anos, especialista em wrestling. Possui um cartel com 11 lutas, 10 vitórias (9 nocautes e 1 por decisão) e 1 derrota (nocaute). No wrestling, Romero já foi campeão Panamericano, campeão mundial, medalha de prata nas Olimpíadas, 3 vezes campeão da Copa do Mundo, além de muitos outros. Pelo UFC, tem 6 lutas e 6 vitórias (5 nocautes e 1 por decisão). Tem 4 bônus na Organização, 1 de “Nocaute da Noite”, 2 de “Luta da Noite” e 1 de “Performance de Noite”, e é o #3 dos pesos médios. Além do excelente wrestling ofensivo, Romero tem as mãos pesadas, bom boxe, solta alguns chutes e arrisca algumas joelhadas de vez em quando. Tem um ‘ground and pound’ muito bom – que o diga Lyoto Machida – e um excelente preparo físico.
Análise: Na trocação, os dois lutadores se equivalem. A movimentação e o preparo físico, pouquinhos melhores, podem pesar à favor do cubano. Mas o fator que pode pesar mesmo em favor do brasileiro e que pode ser decisivo para o combate, é a qualidade de Jacaré para colocar os oponentes para baixo, aliado ao fato de o wrestling defensivo de Romero não ser lá grande coisa. E com Jacaré jogando por cima, contra um cara que não tem grande qualidade com às costas no chão, é aí que a luta pode ser decidida. Devido aos fatores apontados, Ronaldo Jacaré entra como favorito ao combate.

Demian Maia x Gunnar Nelson

(Foto: Divulgação/ UFC)

(Foto: Divulgação/ UFC)

Demian Maia, 38 anos, faixa preta de jiu jitsu. Possui um cartel com 27 lutas, 21 vitórias (3 nocautes, 10 finalizações e 8 por decisão), 6 derrotas (1 nocaute e 5 por decisão). Pelo jiu jitsu, já foi campeão mundial, campeão da Copa do Mundo, campeão do ADCC, entre outros. No MMA, luta pelo UFC desde 2007. Já disputou o cinturão peso médio, mas acabou sendo derrotado pelo então campeão Anderson Silva. Em 2012, desceu para os meio médios e, lá possui um cartel de 6-2. Vem de 3 vitórias consecutivas. Já recebeu 4 prêmios de “Finalização da Noite”, 1 de “Luta da Noite” e 1 de “Performance da Noite”. É o atual #6 dos meio médios do Ultimate. Demian Maia não é lá um grande ‘striker’, muito longe disso – apesar da já crescente melhora – mas é um cara que se garante no seu jogo de ‘grappling’ (wrestling + jiu jitsu). Quando consegue agarrar o oponente, tem muita facilidade para trabalhar as quedas. No chão, basta dizer que Demian tem o melhor jiu jitsu de todo o UFC. Ofensivo, passa a guarda com facilidade, trabalha muito bem o peso do corpo, um verdadeiro representante da “arte suave”.
Gunnar Nelson, 27 anos, faixa preta de jiu jitsu e faixa preta de karatê. Possui um cartel com 16 lutas, 14 vitórias (3 nocautes, 10 finalizações e 1 por decisão), 1 derrota (por decisão) e 1 empate. Pelo Ultimate, tem 6 lutas e 5 vitórias (4 finalizações e 1 por decisão), além de 2 prêmios de “Performance da Noite”. É o atual #12 dos meios médios. Gunnar já se destacou em várias competições de jiu jitsu, e parece ter conseguido adaptar muito bem esse talento para o MMA. Na parte de ‘striking’, mostrou em seu último combate que pode se virar muito bem utilizando seu karatê. 
Análise: No jogo de chão, apesar da qualidade do parceiro de treinos de Conor McGgregor, Demian Maia é muito superior, e se a luta for parar lá, a aula será garantida. A preocupação é na parte em pé, com Gunnar levando vantagem na trocação, além de poder usar sua movimentação de carateca para fugir das investidas de Maia para quedar. Mesmo assim, diante de recente declaração de um treinador de Maia, de que ele treinou wrestling incansavelmente neste ‘camp’, e de tudo que aqui fora colocado, o brasileiro sai na frente como favorito para o combate.

UFC 194: Aldo vs McGregor

12 de dezembro, MGM Grand Garden Arena, Las Vegas, Nevada, EUA

CARD PRINCIPAL

Penas: José Aldo x Conor McGregor
Médios: Chris Weidman x Luke Rockhold
Médios: Ronaldo Jacaré x Yoel Romero
Meio Médios: Demian Maia x Gunnar Nelson
Penas: Max Holloway x Jeremy Stephens

CARD PRELIMINAR

Galos: Urijah Faber x Frankie Saenz
Palhas Femininos: Tecia Torres x Jocelyn Jones-Lybarger
Meio Médios: Warley Alves x Colby Covington
Leves: Leonardo Santos x Kevin Lee
Leves: Joe Proctor x Magomed Mustafaev
Leves: John Makdessi x Yancy Medeiros
Meio Médios: Court McGee x Márcio Lyoto

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaio Teixeira Lima

 



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

três × quatro =

RELACIONADO POR