Resenha: Deiveson Figueiredo defende novamente o título em 20 dias

O UFC anunciou que Deiveson Figueiredo vai colocar o cinturão peso-mosca em jogo novamente, dessa vez contra Brandon Moreno no dia 12 de dezembro, em Las Vegas. Os dois...
(Credits: My MMA News)

O UFC anunciou que Deiveson Figueiredo vai colocar o cinturão peso-mosca em jogo novamente, dessa vez contra Brandon Moreno no dia 12 de dezembro, em Las Vegas. Os dois lutadores estiveram em ação ontem, sábado, 21 de novembro. O brasileiro finalizou o desafiante Alex Perez aos 1:57 do 1º round, enquanto o mexicano nocauteou Brandon Royal aos 4:59 do round inicial. A informação foi dada em primeira mão pelo site da “Espn americana”.

Os dois lutadores farão o combate principal do UFC 256, posto que inicialmente seria entre o russo Petr Yan e ‘funkmaster’ Aljamain Sterling. No entanto, o campeão alegou problemas particulares e a luta, apenas a 21 dias de sua realização, teve que ser cancelada. Nunca um campeão fez duas defesas de título em um espaço de tempo tão curto. Além de Deiveson, o evento contará com os brasileiros Júnior Cigano, Charles do Bronx, Virna Jandiroba, Mackenzie Dern e Ronaldo Jacaré.



O “deus da guerra” tem 32 anos e um cartel com 21 lutas, 20 vitórias (9 nocautes, 8 finalizações e 3 por decisão) e 1 derrota (decisão).Seu único revés foi em 2019, para o compatriota Jussier Formiga, que recentemente não teve contrato renovado e deixou o Ultimate. Desde então tem 5 vitórias em 5 lutas: Alexandre Pantoja (decisão), Tim Elliot (finalização), Joseph Benavidez por duas vezes (nocaute e finalização) e Alex Perez.

Brandon “The Assassin Baby” Moreno tem 26 anos e um cartel com 24 lutas, 18 vitórias (3 nocautes, 10 finalizações e 5 por decisão), 5 derrotas (5 por decisão) e 1 empate. No Ultimate, foi superado por Sergio Pettis e Alexandre Pantoja. Desde a derrota para o brasileiro, em 2018, são 4 vitórias e 1 empate em 5 duelos disputados. Jussier Formiga, único algoz de Deiveson, tinha sido a última vítima de Moreno antes de aplicar o nocaute no UFC 255 de ontem.

RESENHA

Nas redes sociais muita gente reclamou do agendamento deste confronto. A justificativa é principalmente devido ao corte de peso do brasileiro. Deiveson é muito grande para o peso-mosca, não deve bater o peso da divisão com tanta facilidade e por isso poderia chegar desgastado no dia do combate, não tendo uma performance como de costume.

É fato. Duas perdas de peso em tão pouco tempo é algo desgastante para os atletas, ainda mais para um cara com as características citadas no parágrafo anterior. No entanto, desgaste em perder o peso não é algo exclusivo seu, é coisa comum a pelo menos 95% dos lutadores de MMA. O próprio Deiveson comentou sobre isso.

“É uma pressão muito grande. Mas essa mesma pressão que eu vou sofrer, o Brandon Moreno também vai sofrer, batemos o peso ontem. Então, vamos enfrentar a mesma dificuldade. Mas vamos ver que surpresa vou ter essa noite. Se eu ganhar o bônus da noite, eu fico para fazer essa luta”, declarou na entrevista logo após a luta, quando o combate contra Moreno ainda era uma especulação.

Agora, analisando os dois lutadores, supondo que ambos batam o peso sem problemas e cheguem bem ao dia do confronto. Os dois terão os maiores desafios de suas carreiras. Moreno nunca enfrentou alguém como Deiveson e o campeão também ainda não teve um desafio de tão alto nível técnico e em tão boa fase.

Algumas pessoas podem dizer “Mas e o Formiga? Ele bateu o Deiveson”. Sim, é verdade. No entanto, de lá pra cá o brasileiro evoluiu muito, enquanto o compatriota, Jussier não conseguiu manter as boas atuações e foi vencido, inclusive, por Alex Perez e Benavidez, dois oponentes que “deus da guerra” atropelou, e ainda pelo próprio Brandon Moreno, o próximo desafiante.

O atleta mexicano também é outro lutador desde que perdeu na sequência para Sergio Pettis e Alexandre Pantoja, Mais técnico, melhor preparo físico, menos afobado utilizando um pouco melhor a mente. Moreno, até aquelas duas derrotas, era um cara mais agressivo, que gostava daquele estilo que estava mais para briga do que para luta.

VÍDEO SERGIO PETTIS x BRANDON MORENO UFC MÉXICO | SUPER LUTAS

Brandon Moreno coloca toda a potência no golpe de esquerda (Foto: Reprodução via Superlutas)

Ele lançava muitos golpes, sempre com muita potência, o que lhe custava gás. Exatamente assim foi superado por Pettis. Acabou cansando após não conseguir nocautear rapidamente e o rendimento foi caindo ao longo dos 5 rounds. No fim, Pettis venceu na decisão unânime (49-46/48-46/48-46). Como essa foi sua única luta de 5 rounds, não sabemos como será caso seja necessário chegar a tanto desta vez.

Por outro lado, Deiveson nunca lutou 5 rounds, É bem verdade que já se preparou para tal em pelo menos 3 oportunidades, nas lutas mais recentes envolvendo cinturão do UFC. Em toda a carreira, 21 lutas, somente 3 vezes atuou por 3 rounds. Em uma delas foi superado e em outra ganhou numa difícil decisão dividida. Na outra saiu vencedor. E se ele precisar chegar a 5 rounds? Será que tem tanque pra isso?

Bom, de qualquer forma eu, particularmente, não creio que o combate terá tantos rounds, Acredito que alguém vai vencer na via rápida e aposto no brasileiro. A mão do mexicano é pesada e também costuma encontrar endereço certo. No entanto, Deiveson tem maior precisão e ainda mais potência. No grappling, Moreno tem o wrestling a favor, mas o jiu jitsu do “deus da guerra” é superior.

UFC: Benavidez vê cabeçada como motivo de vitória de Deiveson e pede  revanche

Benavidez sofreu com as mãos pesadas de Deiveson Figueiredo (Credits: Josh Hedges/Zuffa LCC via Getty Images)

Acredito que o grappling não será o setor em que a luta vai ser decidida, mas sim o striking. Moreno é muito bom lutador, é preciso ter cuidado e a zebra sempre pode dar as caras, mas tudo ocorrendo dentro da normalidade, Deiveson manterá o posto de campeão. E você, caro leitor, o que acha? Quem vence? Pra quem vai a torcida? Deixe seu comentário.

Texto e edição: Kaio Lima

 

Instagram do Nocaute na Redehttps://www.instagram.com/redenocaute/?hl=pt-br
Instagram de Kaio Limahttps://www.instagram.com/kaiotlima.mma/



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede, sonha em seguir carreira na área esportiva; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral (principalmente MMA, futebol e basquete); Praticante de MMA e muay thai;
Sem Comentários

Responder

*

*

dezoito − 12 =

RELACIONADO POR