Resenha, fotos e resultados completos do XFC Internacional 7

Era aproximadamente 19:30 quando eu, junto com o fotógrafo Marcelo Naral chegamos ao Ginásio do São Paulo Futebol Clube. Nos aproximamos da entrada, onde poucas pessoas estavam presentes. Claro,...

Era aproximadamente 19:30 quando eu, junto com o fotógrafo Marcelo Naral chegamos ao Ginásio do São Paulo Futebol Clube. Nos aproximamos da entrada, onde poucas pessoas estavam presentes. Claro, pois o card preliminar do evento apenas começaria às 21 horas. Estou falando da sétima edição do XFC, que aconteceu pela primeira vez na cidade de São Paulo, neste sábado, 1 de novembro,  com destaques para as quartas de final dos GPs e a super luta entre o ucraniano Ruslan Abiltarov e o brasileiro Allan “Puro Osso” Nascimento. Superestrutura, digna de um evento internacional – surpreendente eu diria! -, lutas casadas com muita maestria, dignas de prender a atenção do público do começo ao fim.

CLIQUE AQUI e confira as fotos evento

IMG_9098

(Foto: Marcelo Naral / Nocaute na Rede)

O ginásio recebeu um bom público, que realmente foi brindado com uma grande noite. O astro Wanderlei Silva esteve presente, foi ovacionado pelo público e ainda atuou como comentarista da RedeTV na transmissão do card principal. A primeira curiosidade da noite aconteceu já no segundo duelo, entre Romerio dos Santos e Islan “Galego” Reis, válida como luta reserva do GP dos penas. Romerio massacrou Galego durante todo o primeiro round. Porém, no segundo, aparentando cansaço, desistiu da luta, dando a vitória para Islan.



Quem se consagrou com a vitória mais rápida do XFC 7 foi a cearense Viviane “Sucuri”, que derrotou a potiguar Fernanda Priscila com pouco mais de 3 minutos do primeiro round. Muito agressiva, Sucuri partiu pra cima desde o início, mostrando que não queria saber de demorar ali dentro. Aproveitando um vacilo de Fernanda, Viviane a derrubou e conseguiu desferir uma sequência de socos até que o árbitro encerrasse o combate, decretando nocaute técnico e fazendo com que a cearense, agora com um cartel de 7 vitórias em 7 lutas, avançasse para as semifinais do torneio feminino peso-palha.

A nona luta da noite, ainda pelo card preliminar, foi sem dúvidas o melhor combate do XFC 7. Pelas quartas-de-final do GP peso palha feminino, a colombiana Marcela Yineris enfrentou a curitibana Liana Pirosin. A brasileira foi bastante castigada no primeiro round, principalmente por que sua guarda não funcionou, e acabou sofrendo com vários diretos, jabs e uppers da colombiana. No segundo round, com a postura totalmente diferente, bem mais focada e com a guarda alta, Liana mostrou que também sabe dar porrada e soltou um arsenal de socos e chutes altos que deixaram a colombiana desorientada e com o sorrisinho que soltara antes bem de lado. No round decisivo, o mais equilibrado, onde as lutadoras partiram pra cima, pois esta claro que quem vencesse ali, sairia com a vitória no rosto. Liana conseguiu ser mais efetiva e andou pra frente o tempo todo e conquistou mais uma vitória brasileira, e agora enfrentará Viviane “Sucuri” nas semifinais.

A primeira luta do card principal, entre o russo Sergei Bal e o brasileiro Cairo Rocha parecia caminhar para uma luta sem sal, com uma trocação por obrigação ali, uma tentativa de finalizar ali… até que no terceiro round Cairo  resolver levar o russo ao chão e o castigou pelas costas, com socos na barriga e nas laterais da cabeça. Vendo o desespero de Sergei, o brazuca parou várias vezes de bater para levantar a mão, como se pedisse para o público gritar. E funcionou. O público incendiou e Cairo venceu por decisão unânime, avançando para as semifinais do GP meio-médio. Ah.. e  o russo parece que não sabe lutar Sambo, pois não tentou uma queda.

Em mais uma quartas de final do GP meio-médio, o lutador natural da Guiana Carlston “Moçambique” Harris encarou o gaúcho Ariel Jaeger, na que considero o combate mais chato da noite. No mesmo jogo de “derruba e amassa” ao longo dos três rounds, Moçambique venceu por decisão unânime um Ariel que aceitou seu jogo facilmente. Até hoje não consegui tirar da minha cabeça os grito do corner do brasileiro o tempo todo: “LEVANTA, ARIEL, DEFENDE ARIEL, VIRA ARIEL! ARIEEEEELLLLLL!!!”

A penúltima luta da noite foi a super luta entre a ucraniana Iryna Shaparenko e a brasileira Juliana Werner. Iryna, não sei por que cargas d´água decidiu tirar sua bandagem pouco antes de subir ao hexágono, e os cutmans tiveram trabalho de recolocar tudo de novo. O duelo foi bastante estudado, detalhista, variando entre luta agarrada na grade e trocação, mas Julie acabou vencendo por finalização, com uma mata-leão bem ajustado no terceiro round.

Encerrando a sétima edição do XFC, uma luta de dois daqueles que acredito terem potencial de se transformarem em estrelas mundiais em breve: Ruslan Abiltarov, da Ucrânia x Allan “Puro Osso” Nascimento, do Brasil. O combate foi empolgante e pura trocação, com ninguém querendo saber se ir para o chão. Aproveitando sua maior envergadura, Puro Osso tentou manter a distância o tempo todo, para que o ágil Ruslan não surpreendesse. Me deixou feliz alto nível do combate, com dois lutadores técnicos, ao mesmo tempo que se respeitavam e se golpeavam.

A próxima edição do XFC acontecerá também em São Paulo, no dia 22 de novembro, e o Nocaute na Rede estará lá novamente.

Confira os resultados completos do evento

Allan ‘Puro Osso’ Nascimento derrotou Ruslan Albitarov por decisão unânime dos juízes
Julie Werner derrotou Iryna Shaparenko por finalização (mata-leão) aos 2:30 do segundo round
GP peso meio-médio: Carlston Lindsay Harris derrotou Ariel Jaegger por decisão unânime dos juízes
GP peso meio-médio: Cairo Rocha derrotou Sergei Bal por decisão unânime dos juízes
GP peso-palha: Liana Ferreira Pirosin derrotou Marcela Yineris por decisão unânime dos juízes
GP peso-palha: Marina Moroz derrotou Karine Silva por finalização (chave de braço) aos 3:25 do primeiro round
GP peso meio-médio: Paulo César dos Santos derrotou Anthony Suarez por decisão dividida dos juízes
GP peso-palha: Viviane ‘Sucuri’ derrotou Fernanda Priscila por nocaute aos 3:22 do primeiro round
GP peso meio-médio: Michel Pereira derrotou Geraldo Luan Santa por finalização (guilhotina) aos 2:40 do primeiro round
Islan Reis derrotou Romerio dos Santos por desistência no fim do primeiro round
Willian Cilli derrotou Reinaldo Ekson por finalização (chave de calcanhar) aos 2:27 do segundo round

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Patrocinador

Escrito por Rodrigo Cruz



Categorias
LutasMMA InternacionalXFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
2 Comentários nesta publicação.
  • Joao Roberto Trindade
    5 novembro 2014 at 19:17
    Responder

    Parabens bem escrito. exatamente isto que aconteceu

  • Sonnen responde Wanderlei e pede por luta de Grappling | Nocaute na Rede
    5 novembro 2014 at 02:29
    Responder

    […] último sábado, dia 1 de novembro, o astro Wanderlei Silva esteve presente na sétima edição do XFC, em São Paulo, que teve cobertura do Nocaute na Rede. Na ocasião, ele foi perguntado, no […]

  • Responder

    *

    *

    três × 1 =

    RELACIONADO POR