Resenha: José Aldo enfrenta Marlon Vera em dezembro

O brasileiro José Aldo enfrentará o equatoriano Marlon Vera no dia 19 de dezembro, em Las Vegas, no card que terá o inglês Leon Edwards enfrentando o lutador de...
(Credits: MMA Puncher)

O brasileiro José Aldo enfrentará o equatoriano Marlon Vera no dia 19 de dezembro, em Las Vegas, no card que terá o inglês Leon Edwards enfrentando o lutador de maior hype no momento, Khamzat Chimaev, como atração principal. A informação foi apurada pelo Combate.com junto a fontes próximas ao UFC.

Aldo tem 34 anos e um cartel com 35 lutas, 28 vitórias (17 nocautes, 1 finalização e 10 por decisão) e 7 derrotas (4 nocautes, 1 finalização e 2 por decisão). O ex-campeão peso-pena vive pior momento na carreira, com 5 derrotas nos últimos 7 combates, sendo 3 delas nas últimas 3 apresentações (Volkanovski, Marlon Moraes e Petr Yan).



Marlon Vera tem 27 anos , 23 lutas no cartel, sendo 16 vitórias (6 nocautes, 8 finalizações e 2 por decisão), 6 derrotas (6 por decisão) e 1 empate. Ao contrário do oponente, o equatoriano vive melhor momento na carreira, com 6 vitórias nos últimos 7 duelos. No último combate impôs a primeira derrota do hypado Sean O’Malley.

RESENHA

É bem verdade que José Aldo perdeu 5 dos seus últimos 7 combates. Se formos um pouco mais além, são 6 derrotas em 9 lutas. Mas observando bem, ele não foi superado por qualquer um e nem se apresentou de forma ruim, com aquelas performances em que fica nítida uma queda de rendimento do atleta.

Aldo perdeu para Conor McGregor, Max Holloway em duas oportunidades, Alexander Volkanovski., Marlon Moraes e Petr Yan. Com exceção de McGregor, quando foi nocauteado em 13 segundos, e contra o hoje atual campeão peso-pena, em que foi dominado pelo jogo de grade do oponente australiano, brasileiro deu muito trabalho aos rivais.

Desde que foi campeão do WEC, Aldo só enfrentou atletas do mais alto nível, top 3 de categoria. Marlon Vera, hoje o 15º do ranking, é, teoricamente, o oponente com menor nível de dificuldade que Scarface vai enfrentar. Se para muita gente pode ser um passo atrás, por outro é bom para que o brasileiro tome um fôlego.

Mas é bom ter cuidado. Vera vem de “peito cheio” por ter sido o primeiro homem a derrotar Sean O’Malley, garoto talentoso e uma aposta muito grande do UFC para o futuro da divisão peso-galo. Ele não tem o mesmo nível que o brasileiro, seja no grappling ou no striking, mas também não é “cavalo dado”.

Raio-X: José Aldo x Renato Moicano | UFC

Última vitória de José Aldo foi contra o compatriota Renato Moicano, por nocaute, em fevereiro de 2019 (Credits: UFC)

Além disso, justamente por essa diferença técnica e de conquistas ao longo da carreira, Aldo é amplo favorito, então a pressão está do seu lado. É ele que tem a obrigação de vencer o duelo. Vera vai sair de franco atirador. Se vencer, venceu uma lenda. Se perder, perdeu para alguém do mais alto nível. Esse tipo de jogo é bastante perigoso.

Apesar de toda a pressão psicológica, unindo os resultados das lutas anteriores e a obrigação de vitória nesta, não vejo José Aldo sendo superado neste confronto. Mas e você, caro leitor, o que acha? Em quem aposta? Pra quem vai torcer? Deixe seu comentário.

Texto e edição: Kaio Lima

 

Instagram do Nocaute na Redehttps://www.instagram.com/redenocaute/?hl=pt-br
Instagram de Kaio Limahttps://www.instagram.com/kaiotlima.mma/



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede, sonha em seguir carreira na área esportiva; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral (principalmente MMA, futebol e basquete); Praticante de MMA e muay thai;
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × um =

RELACIONADO POR