Resultados do UFC 191: Johnson vs Dodson 2

Na noite de ontem, sábado, dia 5 de setembro, aconteceu o UFC 191: Johnson vs Dodson 2, diretamente do MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, Nevada. O campeão...

Na noite de ontem, sábado, dia 5 de setembro, aconteceu o UFC 191: Johnson vs Dodson 2, diretamente do MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, Nevada.

(Foto: Getty Images)

(Foto: Getty Images)

O campeão dos pesos moscas Demetrious Johnson mostrou mais uma vez que é o cara. O ‘mighty mouse’ pode não ter sido tão empolgante, mas com certeza, pra quem gosta de assistir técnica, foi um “prato cheio”. Se na primeira luta entre eles, o desafiante John Dodson conseguiu causar muito perigo ao campeão, levando-o inclusive a ‘knockdown’ em mais de uma oportunidade, desta vez ele não foi tão ameaçador. Sabendo da poderosa mão esquerda de seu oponente, Johnson usou seu excelente gás para se movimentar o tempo todo, frustrando as tentativas de golpes do adversário. Se por um lado, Dodson até conseguiu vencer o segundo round, no quarto e quinto nem viu a “cor da bola”. No final, o campeão conseguiu sua sétima defesa consecutiva de cinturão e se tornou, ao lado de José Aldo, o maior nesse quesito no atual momento do UFC. 

(Foto: Getty Images)

(Foto: Getty Images)

No ‘co-main event’, os pesos pesados e ex campeões do Ultimate, Andrei Arlovski e Frank Mir, ficaram frente a frente. Os dois lutadores vinham de dois nocautes consecutivos, logo a expectativa era muito alta de que a luta não chegasse à decisão dos juízes. Mas os dois lutadores não pareciam muito dispostos a se arriscarem. Frank Mir chegou na pesagem batendo 120 kg, e na hora do combate exibia inclusive uma barriguinha de chop. O bielorusso, por outro lado, parecia com o ‘shape’ em dia, estava se movimentando bem, e dava até impressão de que se apertasse o passo, conseguiria levar a luta na via rápida. No entanto, Arlovski levou a luta em “banho maria” e venceu por decisão unânime, garantindo-se talvez como o próximo na fila pelo cinturão da categoria, só esperando o vencedor entre Werdum x Velasquez 2.

(Foto: Reprodução/ MMA Junkie)

(Foto: Reprodução/ MMA Junkie)

Após perder a disputa pelo cinturão vago dos meio pesados, Anthony Johnson iria vir com tudo para recomeçar sua escalada. O atleta da Blackzilians tinha pela frente um adversário que poderia complicar. Tratava-se de Jimi Manuwa, o nigeriano perigosíssimo, dono de 15 vitórias na carreira, sendo 13 delas por nocaute e 1 por finalização. No primeiro round, Johnson pareceu vir com uma outra estratégia, buscando a aproximação e usando seu bom wrestling para levar a luta para chão. Praticamente todo o round se desenrolou por lá. No retorno para o segundo round, ‘rumble’ resolveu voltar a ser o velho ‘rumble’. Partiu pra cima e num momento de vacilo de Manuwa, mandou o ‘overhand’ que pegou em cheio na face do oponente, levando-o a “apagar” antes mesmo de chegar ao chão. Esse era o reinício de escalada que todos esperavam do monstro da ‘lhw’.

(Foto: Reprodução/ MMA Junkie)

(Foto: Reprodução/ MMA Junkie)

No card preliminar, dois ‘strikers’ dos pesos leves tinham tudo para fazer até mesmo a melhor luta da noite. Ross Pearson e Paul Felder, dois lutadores agressivos e que sempre partem com tudo pra cima, preferiram fazer uma luta mais cautelosa, principalmente por conta do inglês. Vendo que Felder é um gigante, que mais parece um meio médio, Pearson resolveu fazer um jogo de segurança, a velha e boa técnica do entrar, golpear e sair, sem nunca parar de se movimentar. Fez também um excelente jogo de esquiva e contra-ataque, acertando bons golpes no adversário, deixando Felder bem irritado em várias ocasiões. No final, Pearson levou na decisão dividida, se recuperando da derrota para Evan Dunham. Por sua vez, Felder, que era invicto até enfrentar Edson Barboza, chega agora a sua segunda derrota de forma consecutiva, e ficou com o “alerta” do “RH” ligado.

(Foto: Getty Images)

(Foto: Getty Images)

Ainda no card preliminar, o duelo entre dois ‘strikers’ dos pesos galos prometia muito para a noite. John Lineker fazia sua estreia nos pesos galos, e Francisco Rivera foi o encarregado de recepcioná-lo. Os dois lutadores não decepcionaram o público local, e também fez levantar do sofá quem assistia o combate em casa. Os dois pareciam que fariam uma luta bem técnica no início, mas logo o brasileiro partiu com tudo pra cima, de Rivera aceitou. Foi um verdadeiro “tiroteio”, uma guerra insana, dezenas de golpes jogados no vazio, mas também vários golpes acertados. Lineker mostrou mais uma vez porque tem o apelido de “mãos de pedra”, levando o oponente a ‘knockdown’. Rivera sobreviveu ao ‘ground and pound’, levantou e ainda conseguiu acertar dois bons socos no brasileiro, que voltou a acertar uma “bomba” em Rivera. No final, com Rivera já desnorteado por conta dos vários golpes levados no rosto, Lineker puxou para guilhotina e venceu por finalização aos 2:08 do primeiro round. Foi uma estreia de gala de ‘hands of stone’. Para quem duvidava que John Lineker poderia fazer barulho na divisão de cima, esse foi o primeiro passo para possivelmente calar a boca dos críticos.

(Foto: Getty Images)

(Foto: Getty Images)

A brasileira Jéssica Andrade voltou a vacilar no jogo de chão. Jéssica estava no chão com a adversária, Raquel Pennington. A americana deu uma brecha para a brasileira levantar, e “bate-estaca” tentou levantar agarrando a perna da oponente. No entanto, agarrou de forma errada, Pennington partiu pra cima, a brasileira virou de costas e isso foi um prato cheio para americana, que pegou as costas e finalizou com um mata leão. A brasileira já tinha vacilado quando enfrentou Marion Reneau, em fevereiro deste ano, e foi finalizada quando ela mesma entrou num triângulo que já estava armado pela oponente. Agora, vinda de derrota, quem sabe ela não ganhe a oportunidade de enfrentar a ex desafiante ao cinturão, Bethe Correia, algo que a atleta da PRVT tanto almeja

Resultados do UFC 191: Johnson vs Dodson 2

Demetrious Johnson venceu John Dodson, por decisão unânime;
Andrei Arlovski venceu Frank Mir, pode decisão unânime;
Anthony Johnson venceu Jimi Manuwa, por nocaute, aos 0:28 do segundo round;
Corey Anderson venceu Jan Blachowicz, por decisão unânime;
Paige Vanzant venceu Alex Chambers, por finalização (chave de braço), aos 1:01 do terceiro round;
Ross Pearson venceu Paul Felder, por decisão dividida;
John Lineker venceu Francisco Rivera, por finalização (guilhotina), aos 2:08 do primeiro round;
Raquel Pennington venceu Jéssica Andrade, por finalização (mata leão), aos 4:58 do segundo round;
Tiago Trator venceu Clay Collard, por decisão dividida;
Joe Riggs venceu Ron Stalling, por interrupção do árbitro, por conta de um chute ilegal de Stalling;
Joaquim Silva venceu Nazareno Malegarie, por decisão dividida.

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebookhttps://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebookhttps://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Kaio Teixeira Lima



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

14 + 7 =

RELACIONADO POR