Resumo pós-luta UFC 252: Miocic vs Cormier 3

Na noite de ontem, sábado, dia 15, aconteceu o UFC 252: Miocic vs Cormier 3. Um evento que entra para a história, com uma luta principal muito boa, de...
Stipe Miocic mantém título no UFC 252 (Foto: Getty Images/ Reprodução via Globoesporte.com)

Na noite de ontem, sábado, dia 15, aconteceu o UFC 252: Miocic vs Cormier 3. Um evento que entra para a história, com uma luta principal muito boa, de 5 rounds, grandes momentos para os dois lados e definindo o maior nome dos pesos pesados em todos os tempos. Além disso, teve a “queda de um hype”, Júnior Cigano mostrando evolução, mas sendo nocauteado novamente e grandes performances das brasileiras.

LUTA PRINCIPAL – MIOCIC vs CORMIER



Stipe Miocic e Daniel Cormier estiveram mais uma vez frente a frente, encerrando a trilogia. Se nas duas lutas anteriores Cormier teve boa vantagem desde o início, dessa vez não aconteceu. Miocic veio mais atlético, mais bem preparado no gás e mais rápido, tomando alguns golpes, mas muito mais por descuidos técnicos. No fim, venceu por decisão unânime (49-46/49-46/48-47) e se sagrou o maior nome dos pesos pesados do UFC em todos os tempos (confira está matéria explicando sobre os motivos de Miocic ter se tornado o maior nome da divisão mais pesada do Ultimate: Stipe Miocic, “o homem mais malvado da história do UFC”

SEAN O’MALLEY vs MARLON VERA

O “co-main event” teve Sean O’Malley enfrentando Marlon Vera pela divisão peso-galo. E não tem muito pra falar. Os dois estavam ainda em marcha lenta, tendo se tocado poucas vezes. Mas ainda no 1º round o americano sofreu uma lesão no pé e ficou muito limitado, não conseguindo se movimentar. Após cair no chão, não teve muito a fazer. Tomou golpes no ground and pound, incluindo uma forte cotovelada e Herb Dean, percebendo a gravidade da situação, interrompeu o duelo. Vitória do equatoriano por nocaute técnico aos 4:40 do 1º round.

BRASILEIROS

JÚNIOR CIGANO vs JAIRZINHO ROZENSTRUIK

Os dois lutadores vinham de derrotas brutais. Júnior Cigano foi nocauteado por Francis Ngannou e Curtis Blaydes, enquanto Jairzinho caiu em apenas 20 segundos também para o camaronês Francis Ngannou. Aliás, com esses dois nocautes e mais outros dois, “The Predator” já foi confirmado como próximo desafiante do campeão Stipe Miocic, como falei neste vídeo que você pode conferir ao clicar no link.

Cigano veio renovado, parecendo a época em que foi campeão, tanto na forma física, batendo 108kg, mesma marca dos bons tempos em que conquistou inclusive o cinturão, quanto no estilo de jogo, utilizando muita movimentação lateral, entrando como uma flecha no raio de ação do oponente e desaparecendo tipo fumaça. Mas quando parou de movimentar, Jairzinho, que ainda não tinha feito muita coisa no duelo todo, acertou um jab no queixo, depois mandou mais algumas pedradas e o brasileiro foi à lona. Nocaute técnico aos 3:47 do 2º round.

Virna Jandiroba estica o braço e finaliza Felice Herrig — Foto: Getty Images

Virna Jandiroba recebeu US$ 50 mil de bônus por essa linda finalização no UFC 252 (Foto: Getty Images/ Reprodução via Globoesporte.com)

VIRNA JANDIROBA vs FELICE HERRIG

Sabe aqueles dias que falamos que era melhor nem ter saído de casa? Pois é. Deve ser isso que Felice Herrig ficou imaginando após o duelo contra Virna Jandiroba. A brasileira precisou de apenas 10 segundos para derrubar a oponente e por lá foi um passeio. A americana até tentou resistir, mas quando Virna estava na montada, ela tentou virar de costas e deixou o braço esticado, um verdadeiro prato cheio para uma especialista no jogo de “arte suave”. Vitória de Virna Jandiroba por finalização aos 1:44 do 1º round. A performance rendeu um dos bônus de performance da noite.

LIVINHA SOUZA vs ASHLEY YODER

A americana só ofereceu perigo logo no início da luta, quando quase conseguiu “mochilar” a adversária. Mas Livinha conseguiu sair com muita velocidade e acabou com essa tentativa. Aliás, fora uns 2 chutes frontais que até acertaram o rosto da brasileira, Yoder não ofereceu perigo. Foi um amplo domínio de Livinha na trocação, uma vitória com “V” maiúsculo, por decisão unânime (29-28/29-28/30-27).

Herbert Burns (à esquerda) em luta contra Daniel Pineda (à direita) no UFC 252 - Jeff Bottari/Zuffa LLC

Pineda amassou Herbert Burns no UFC 252 (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/ Reprodução via UOL)

HERBERT BURNS vs DANIEL PINEDA

O americano não perdia uma luta desde 2018, quando era atleta do Bellator. Desde então eram 6 lutas, 4 vitórias e 2 ‘no contest’. Na estreia pelo UFC, fez bonito e venceu o brasileiro Herbert Burns. Pineda conseguiu ser melhor em pé e também no jogo de solo, onde se esperava que o brasileiro fosse levar ampla vantagem. No fim, o estreante conseguiu fazer um posição de crucifixo, Burns não conseguiu sair e tomou várias cotoveladas no rosto até que o árbitro Mark Smith interrompeu, dando vitória por nocaute técnico aos 4:37 do 2º round.

BÔNUS

Kai Kamaka, Tony Kelley, Virna Jandiroba e Daniel Pineda receberam US$ 50 mil de bônus pelas performances. Os dois primeiros fizeram a luta da noite. Os outros dois tiveram suas apresentações escolhidas como as melhores da noite. A brasileira dominou completamente a adversária e terminou com uma bela finalização por chave de braço. O último fez uma bela estreia no Ultimate, dominando amplamente o rival e concluindo com um nocaute técnico.

 

Acompanhe-nos também no instagram: (@redenocaute): https://www.instagram.com/redenocaute/?hl=pt-br ; canal no youtube: https://www.youtube.com/channel/UCJyqMrz4n0oY5rUx3CsvhWg e veja, por exemplo nosso último vídeo falando sobre a sensatez de Anderson Silva. O cara falou coisas interessantes numa entrevista A SENSATEZ DE ANDERSON SILVA – “NÃO PRETENDO SER ESCADA”

Texto e edição: Kaio Lima



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

dois + 10 =

RELACIONADO POR