Ricardo Lamas pede revanche contra Aldo, e afirma: “Conor McGregor é um palhaço”

Ricardo Lamas é lutador do UFC, e top 3 no ranking dos penas da organização, o americano que possui 31 anos, já tem uma longa carreira no MMA, e...

Ricardo Lamas é lutador do UFC, e top 3 no ranking dos penas da organização, o americano que possui 31 anos, já tem uma longa carreira no MMA, e em sua ultima luta teve a chance de se tornar o melhor peso pena do mundo, mas “esbarrou” no brasileiro José Aldo. Ricardo Lamas tem grandes vitórias na carreira, e fez uma das lutas mais difíceis da carreira do brasileiro. O lutador que aguarda próximo oponente no UFC, concedeu uma entrevista exclusiva ao site “Nocaute na Rede”, e por ter tido uma boa atuação, apesar da derrota, Lamas confia que venceria José Aldo em uma revanche:

“Eu sei que tenho que esperar agora, mas tomei a iniciativa e não me machuquei, eu tenho certeza que poderia vencer em uma revanche.”



O “The Bully”, traduzido para o português como “O Valentão”, ou “O Brigador”, como é apelidado Ricardo Lamas, tem esse apelido por causa de seus cachorros. São dois Bull Terries Ingleses que trata como filhos, essa que é uma raça típica de cães de briga, por isso o apelido. E podemos dizer que sim, Lamas é um brigador, insistente que é, pois foi depois de uma dura derrota no WEC, que Lamas embalou e ganhou a chance de disputar o título no Ultimate.

Bleacher Report

Ricardo lamas comemorando vitória sobre Eric Koch (Foto: Bleacher Report)

Ricardo Lamas, como a maioria dos lutadores americanos de MMA, começou no wrestling universitário, onde conquistou diversos títulos, e teve seu melhor momento na modalidade no ano de 2005. Mas foi só 3 anos depois que Lamas decidiu começar a carreira no MMA, onde emplacou 4 vitórias até ser contratado pelo WEC. Evento onde conquistou mais 4 vitórias, mas perdeu dois combates até o WEC sem comprado e extinto pela Zuffa (Empresa proprietária do UFC). Lamas possui 4 nocautes na carreira, e apenas 3 finalizações, e atualmente é considerado um dos strikers mais perigosos da categoria:

“Eu me considero um lutador bem completo. Minha principal arma é lutar, não me considero um lutador de solo ou trocação, sou um lutador que pode fazer tudo.”

Após assinar com o UFC, Lamas emplacou uma incrível sequencia de vitórias, nocauteou Matt Grice, finalizou Cub Swanson, em 2012 venceu Hatsu Hioki por decisão unanime, e em 2013 nocauteou Eric Koch com categoria, após desferir cotoveladas no oponente. Dessa forma Lamas conquistou a chance de lutar contra José Aldo pelo cinturão dos penas do UFC, mas não se deu tão bem, o americano até tentou, partiu pra cima do brasileiro, mas apenas no quinto round conseguiu anular o jogo do manauara, colocando Aldo no solo e vencendo o ultimo round. Perguntado se acha que errou na estratégia para essa luta, Lamas respondeu:

“Acho que não, estava com um bom plano de jogo. Se eu tivesse mais um minuto de luta no ultimo round, acho que poderia ter terminado a luta. Eu adoraria uma revanche. Eu sei que poderia leva-lo para o chão e que venceria.”

Lamas acredita em uma revanche, mas ao mesmo tempo sabe, que precisa de mais uma ou duas vitórias para reconquistar a oportunidade de lutar contra José Aldo novamente.

aldodefendelamasap

Ricardo Lamas golpeando Jose Aldo no UFC 169 (Foto: Getty Images)

Lamas sempre se mostrou ser um lutador respeitoso com seus oponentes, tanto que dificilmente os provoca, mas também não deixa passar quando alguém o irrita. Umas de suas vítimas que o provocou pelo twitter foi Cub Swanson, onde os lutadores chegaram a discutir pela rede social. E mais recentemente, que, quiz provoca-lo foi Conor McGregor, lutador irlandês que vem tirando sarro de todos a sua frente, em um de seus comentários pelo twitter, chegou a provocar Lamas e desafiar o americano. Perguntado o que acha de Conor McGregor, Lamas afirmou:

“Acho que Conor McGregor é um palhaço que tenta se tornar importante falando besteira, eu não respeito pessoas assim. Ele não está no meu nível, ele precisa lutar com alguém entre os dez primeiros e ganhar, antes de lutar com alguém do Top 3, como eu.”

O lutador americano, de personalidade forte, também não se esquivou quando foi perguntado sobre o que achou da proibição do TRT pela Comissão Atlética de Nevada, que acabou prejudicando principalmente o brasileiro Vitor Belfort, que terá que ficar um bom tempo parado para se adequar as novas regras:

“Sim, eu concordo com a proibição para que todos estejam de acordo com as mesmas regras.”

Ricardo Lamas tem uma grande ligação com o Brasil, já que seus principais treinadores são os brasileiros Daniel Valverde e Cesar Carneiro, e treina com vários brasileiros nos Estados Unidos. O lutador ainda disse que não teria problemas em lutar no Brasil, e encerrando a entrevista, conta quem é o seu lutador brasileiro preferido:

“Meus treinadores são brasileiros e eu tenho muitos colegas de equipe brasileiros, gostaria muito de lutar no Brasil. Vitor Belfort é um dos meu lutadores favoritos.”

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Curta Nossa Página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Victor Nunes / @vic_nr



Categorias
EntrevistasLutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários
  • Vladimir
    2 abril 2014 at 11:51
    Responder

    Lamas vs. McGregor seria fantástico, mas o UFC não quer ver o McGregor perdendo rs eu gosto do Lamas, pra mim ele é o melhor nos pesos-penas tirando o Aldo

  • Responder

    *

    *

    dois × 5 =

    RELACIONADO POR