RIZIN FF: Às vesperas do Grand Prix de 2016, confira um resumo dos participantes brasileiros do card!

Tem membro do clã Gracie, promessa do kickboxing e peso-pesado feminino na lista.
(Foto: RIZIN Fighting Federation - Official)

O RIZIN FF exibirá neste Domingo, dia 25, o primeiro round do seu Grand Prix de peso absoluto. Doze lutadores competirão na primeira chave do torneio e se credenciarão para disputar o segundo round que será exibido no dia 29 de Dezembro e por fim, na grande final que acontecerá dois dias depois, na véspera do Ano Novo. Além do torneio, teremos combates com ex-UFC, lutas femininas, presença de membro do clã Gracie e de lenda do MMA e Kickboxing.

O Brasil está muito bem representado no evento e contará com apenas um participante no Grand Prix. As demais lutas envolvendo atletas brasileiros não farão parte do torneio e são atrações especiais do card. Confira abaixo quem são os representantes do Brasil no card de Domingo do RIZIN GP 2016 – 1st Round:



(Foto: MMAMania)

(Foto: MMAMania)

Gabrielle “Gabi” Garcia:

A grappler, que treina com o grande Fábio Gurgel, é multicampeã mundial de Jiu-Jítsu, bi-campeã do ADCC e é uma das atletas mais condecoradas do país na categoria absoluta. Seu primeiro contato com o MMA foi como coach de apoio para Wanderlei Silva no The Ultimate Fighter Brasil 3. Estreou no MMA contra Seini “Lei’D Tapa” Draughn no RIZIN GP 2015, vencendo por TKO. Em seguida, venceu Anna Malyukova por finalização no RIZIN 1. Retorna para sua terceira luta de MMA da carreira contra Destanie Yarbrough no card de domingo mas não fará parte do Grand Prix deste ano.

(Foto: Sherdog)

(Foto: Sherdog)

João Isidoro Almeida:

O baiano de Brumado, na Bahia, fará sua estréia no RIZIN. O peso-pesado é campeão da categoria pelo Jungle Fight, tendo conquistado o cinturão vencendo Henrique Lopes no dia 03 de Setembro. Possui cartel de 4 vitórias e apenas uma derrota. Ele, que começou no boxe, se interessou por MMA treinando com lendas como Anderson Silva e Rodrigo Minotauro. Seu coach de boxe é Luiz Dórea e hoje integra o plantel de atletas da Academia Corinthians. Fará parte do Grand Prix de peso absoluto do RIZIN contra o iraniano Amir Aliakbari.

(Foto: ADCombat)

(Foto: ADCombat)

Minoru “Philip” Kimura:

O kickboxer considerado o segundo melhor peso-pena do mundo pelo site LiverKick.com fará sua estréia no MMA. Ele já encarou kickboxers como Kaew Fairtex, Hideaki Yamazaki, Yasuomi Soda, Masaaki Noiri, Massaro Glunder e Hiroya. O brazuca encarará o veterano Charles “Krazy Horse” Bennett pelo RIZIN mas não será parte do torneio. Kimura tem um cartel de 21 vitórias, um empate e 6 derrotas no kickboxing e fez todas as suas lutas no Japão.

(Foto: Sherdog)

(Foto: Sherdog)

Kron Gracie:

O filho mais novo da lenda Rickson Gracie já carrega consigo o brilho e prestígio do nome e do legado de sua família. Kron tem vários campeonatos de Jiu-Jítsu em seu currículo, dentre eles o ADCC e o NAGA, coleciona títulos em competições nacionais e internacionais e estreou no MMA em 2014. Tem duas vitórias e nenhuma derrota e fará o main event do RIZIN GP deste ano contra o veterano Hideo Tokoro, não integrando a chave do torneio. Esta será sua segunda luta pelo RIZIN, sua primeira luta foi em Dezembro do ano passado, no evento de véspera de Ano Novo (mesmo evento que contou com o retorno de Fedor Emelianenko), vencendo Asen Yamamoto por finalização. 

Além destas feras, o GP do RIZIN terá a presença de Mirko “Cro Cop” Filipovic, o ex-UFC e Strikeforce Daron Cruickshank e o veterano do Kickboxing Andy Souwer. Fedor Emelianenko e Wanderlei Silva foram confirmados como participantes do torneio mas não participarão do primeiro round. Os dois lutarão no card do dia 29 de Dezembro e existem rumores de que um será o adversário do outro.

Para assistir o evento, internautas do Japão poderão assistir pelo YouTube, ao vivo, direto da conta do RIZIN (RIZIN FF – Official) além de emissoras locais como SKY Perfect JSAT Corporation, Fuji Television, Kix e Match TV. Na América do Norte, o RIZIN será exibido pela Spike TV e no Brasil teremos transmissão pela BandSports.



IBlackbelt
Categorias
EspeciaisLutasMMAMMA InternacionalRizin FF

Paulistano, São Paulino, baterista, perito em TI, fanático por lutas e viciado em games. Colunista e redator Nocaute Na Rede.
    3 Comentários nesta publicação.
  • Rino
    16 novembro 2016 at 22:33
    Responder

    A organizacao do Rizin FF deveria oficializar o nome do torneio como New Pride . Seria show. O Japão é ótimo em torneios de vale tudo autênticos mesmo, pois são os únicos que colocam a categoria peso aberto de todos contra todos e onde lutadores podem usar kimonos em suas lutas. Sem contar que para os japoneses ate um deficiente pode lutar de igual pra igual contra um lutador normal. As vezes penso que a democracia em termos de lutas no Japão é mais positiva de fato, pois o UFC não é mais o velho UFC desde 1999. Acabou. Hoje em dia virou palhaçada o torneio americano, cheio de franquias e totalmente cotado em bolsa de valores. Comedia total. Não é mais torneio de lutas, mas sim torneio de capitalistas e cartolas que nem ligam pros combates em si. Sugiro que comecem a colocar robos nos ringues no lugar de humanos , porque os cartolas do UFC só fazem joguinhos atualmente

  • Ivan Bruno
    23 setembro 2016 at 19:03
    Responder

    Sempre acompanho o trabalho de vocês do Nocaute na Rede, só lembrando que o Rizin será transmitido pelo BandSports. Abraços e sigam com esse ótimo trabalho

    • Nocaute na Rede
      23 setembro 2016 at 19:17
      Responder

      Obrigado Ivan, já está corrigido. Abraços e muito obrigado por nos acompanhar.

    Responder

    *

    *

    17 − 9 =

    RELACIONADO POR