Talita Treta fala sobre a sua trajetória no Jiu jitsu e futuro no MMA

Talita Nogueira é atualmente uma das maiores promessas no MMA feminino, e uma renomada lutadora de Jiu jitsu. A lutadora possui 28 anos, e diversos títulos no currículo na...

Talita Nogueira é atualmente uma das maiores promessas no MMA feminino, e uma renomada lutadora de Jiu jitsu. A lutadora possui 28 anos, e diversos títulos no currículo na arte suave. E depois de tanto sucesso no Jiu jitsu, Talita Treta resolveu se aventurar no MMA, e se deu bem, em 6 lutas, venceu todas, sendo 4 por finalização, e 2 por nocaute. Em entrevista ao “Nocaute na Rede”, a lutadora fala sobre a sua carreira, conquistas, e futuro no MMA. Talita começa nos contando com que arte marcial começou a carreira, e não foi o Jiu jitsu:

“Comecei no judo com uns amigos, na nossa turma tinha um amigo que era faixa roxa que começou a puxar treino em uma escola para a gente, treinei pouco tempo ate a faixa amarela. O nome desse amigo é Fabio e sou muito grata a ele até hoje, ele é muito responsável pelo que sou hoje. Logo depois fiquei gravida e fiquei bem afastada de tudo, foi quando esses mesmos amigos depois de um tempo me chamaram para treinar MMA com o Jose Helio na academia do Cicero. Ele começou a me incentivar muito a treinar Jiu jitsu, foi assim que comecei e nunca mais parei.”



mundial bjj 2013

Talita Treta no mundial de BJJ em 2013 (Foto: BJJ Pix)

No Jiu jitsu, Talita evoluiu como um meteoro, e em “pouco tempo” se graduou faixa preta e conquistou diversos títulos, e no MMA não foi diferente, como ela mesmo diz:

“Comecei em 2006 na academia do Cicero Costha, treinava muito la, pois os treinos la sempre foram muito bons, fiquei la ate a faixa marrom onde conquistei muitos títulos. Comecei a competir na azul com 4 meses de treino, ganhei circuito paulista, e com 8 meses de treino fui vice mundial na azul. Na roxa e na marrom ainda no Cicero, ganhei os circuitos brasileiros, entre outros, e fiz minha primeira luta de MMA. Por motivos pessoais sai e fui treinar na Ryan Gracie com o Profº Francisco Pitta, onde lutei o mundial e fui campeã recebendo a faixa preta no pódio. Fui campeã pan americana, campeã mundial sem quimono, fui para a seletiva de Abu Dhabi, lutei o ADCC,e fiz minhas 6 lutas de MMA onde gracas a Deus sigo invicta.”

Muitos atletas, seja no Jiu jitsu, ou Muay Thai, ou outras modalidades, mudam para o MMA, em busca de uma maior reconhecimento, mas não são todos que obtém sucesso, em vários casos, os lutadores fracassam, e retornam a sua modalidade de origem. Mas esse não foi o caso de Talita Treta, que está invicta, e com apenas alguns anos como profissional no MMA, já concorre ao prêmio Osvaldo Paquetá como melhor lutadora de 2013. A lutadora nos diz se esperava tanto sucesso, com apenas 6 lutas.

“Não esperava, sinceramente não, mais se la, sou muito tranquila e sempre deixo as coisas rolarem naturalmente, espero continuar assim.”

998172_1394320960779673_500341836_n

Talita Treta no mundial de BJJ em 2013 (Foto: BJJ Pix)

Em muitos anos competindo, Talita não fez nenhuma “inimiga”, e nos fala quem é a lutadora de Jiu jitsu “do momento”, e qual a luta mais difícil que fez na arte suave:

“Acho que todas hoje são adversarias duríssimas, tem a Gabi, que a menina a ser batida, mais tem muitas meninas boa. Então cada luta é uma luta, e todas estão ali igual a você, treinaram igual a você, e as vezes ate mais, todas são sinistras e duríssimas. O titulo que tive mais dificuldade, acho que foi o brasileiro de 2011, onde fiz a final com a Michelle Nicolline, que tinha acabado de me finalizar no absoluto, foi uma grande luta e ganhei.”

Com suas conquistas no MMA, Talita não pretende deixar as competições de Jiu jitsu, sua paixão, mesmo que acerte com algum grande evento internacional. E diz que pretende baixar de categoria para a sua próxima luta, já que luta na categoria dos penas, para tentar uma vaga no UFC:

“Largar o Jiu jitsu é difícil, amo isso demais, estou tentando conciliar da melhor forma, mas esse ano estou mais focada no MMA. Estou fazendo um trabalho com o meu empresario, professor e minha nutricionista para baixar para 61kg, tenho certeza que tudo vai dar muito certo, estamos muito animados. Acho que provavelmente venho a lutar em maio.”

Talita não pensa em cinturão ou título mundial como vários atletas, objetivo é treinar, lutar e deixar as coisas acontecerem:

“Como falei sou muito tranquila, meus objetivos são continuar lutando, treinando, fazendo novas amizades, sempre com muito amor e sorriso no rosto, o resto vem naturalmente.”

Encerrando a entrevista, Talita Treta faz seus agradecimentos:

“Quero deixar um recado para a galera que curti meu trabalho.Vamos fazer tudo, seja la o que for, vamos fazer com muito amor e sorriso no rosto. Quero agradecer muito o carinho que recebo no campeonato e nas redes sociais,  fico muito feliz mesmo e envergonhada, tento fazer e dar sempre o meu melhor. Obrigada por tudo.”

Curta nossa página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Escrito por Victor Nunes / @vic_nr



Categorias
EntrevistasLutasMMA InternacionalUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

12 − 10 =

RELACIONADO POR