Tibau comemora trinca de vitórias, novos recordes quebrados e boa fase no UFC

Há quase nove anos no UFC e com uma sequência de recordes superados, Gleison Tibau vive a melhor fase da carreira. No último domingo, dia 18 de janeiro, pelo...

Há quase nove anos no UFC e com uma sequência de recordes superados, Gleison Tibau vive a melhor fase da carreira. No último domingo, dia 18 de janeiro, pelo UFC Fight Night 59, o peso-leve alcançou sua terceira vitória seguida no octógono, e tirou a invencibilidade de cinco anos do norte-irlandês Norman Parke, ao vencer na decisão dividida dos juízes. A vitória em Boston, nos Estados Unidos, o igualou a Anderson Silva como brasileiro com mais vitórias na organização, um total de 16. Tibau também chegou ao seu 24º combate no Ultimate, empatado com Randy Couture e Matt Hughes e apenas quatro lutas atrás do recordista Tito Ortiz.

(Foto: UFC)

(Foto: UFC)

Antes do duelo com Parke, Tibau teve um sério problema pessoal, quando teve sua casa assaltada e furtados diversos pertences pessoais, incluindo seu carro. Sem se abalar, o brasileiro usou isso como motivação para emplacar, pela terceira vez na carreira, a trinca de vitórias no Ultimate. Tibau já visualiza seus próximos desafios e, claro, quer estar logo em ação.



“Estou muito feliz, em uma fase muito boa. Nem o que aconteceu comigo antes da luta (assalto) tirou minha empolgação para fazer o que mais amo, que é lutar no UFC. Estou embalado novamente e já quero lutar novamente, talvez em março ou abril, contra desafios ainda maiores. O Parke é duro, muito forte, foi uma boa vitória”, celebra o potiguar.

Além da boa fase, o atleta da American Top Team mostrou uma evolução significativa na luta em pé e creditou o bom momento aos treinamentos diários na academia, localizada em Miami, nos EUA: “Estou evoluindo a cada luta nessa parte, mas sem esquecer do que tenho de melhor, que é o grappling. O Macarrão (Luciano, treinador de muay thai da ATT) está fazendo um grande trabalho comigo e provei mais uma vez que estou bem na parte em pé. Quase nocauteei meus outros dois adversários e coloquei bons golpes no Parke, além de escapar dos ataques dele. Me sinto cada vez mais confortável para duelar contra qualquer lutador do UFC”.

Recordes motivam para evolução pessoal

Os números no UFC impõem respeito. Além de se manter como brasileiro com mais combates na organização (24) e mais vitórias, ao lado de Anderson Silva, com 16, está atrás somente de Matt Hugges (18) e Georges St. Pierre (19) no ranking geral. Tibau se tornou o peso-leve com mais vitórias no Ultimate, mais um recorde para a coleção, que tem sido um fator motivacional enorme em sua carreira.

“Desde que percebi o que posso ser na história do UFC, só evolui como profissional. Não ligava para números, focava em treinos e lutas. Nasci para lutar e é isso que vou fazer até quando puder. Não corro de luta, quero me desafiar sempre, e é por isso que estou na história do UFC. Lutando, já fiquei mais de quatro horas dentro do octógono. Esses recordes todos não são para qualquer um. Vivi a vida inteira para ser reconhecido como profissional e agora isso está acontecendo. Estou cada dia mais feliz, com mais vontade”, comemora.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
LutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

um × três =

RELACIONADO POR